Lilibet Diana: Nomes antigos ganham popularidade

Lilibet Diana: Nomes antigos ganham popularidade

Parabéns ao Duque e à Duquesa de Sussex pelo nascimento de sua nova filha, Lilibet Diana! Não podemos deixar de notar a adorável escolha do nome – claramente uma homenagem comovente a duas mulheres poderosas e importantes na família da bebê. Décadas de dados mostram que seus pais não são os únicos a recorrer ao passado em busca de um nome apropriado para um membro da próxima geração.

Os nomes são um tópico profundamente pessoal e muitas vezes podem nos lembrar de pessoas que nos são queridas. À medida que mais pessoas pesquisam a história de sua família, agora é mais fácil do que nunca olhar para o passado de nossa família e descobrir quais nomes tiveram significado para nossos ancestrais. Isso pode ser um grande motivador para o recente boom de nomes históricos de bebês, à medida que os novos pais procuram conectar seus filhos com seus ancestrais.

Além do vínculo histórico, mais pais procuram nomes únicos. Na década de 1950, apenas 5% dos bebês tinham um nome fora dos 1000 principais. Esse número agora aumentou para perto de 30%, à medida que os nomes continuam a se tornar mais diversificados.

Lilibet é um apelido conhecido da Rainha Elizabeth II, derivado da maneira como ela pronunciava seu próprio nome quando criança. O nome está fora dos 10 mil principais nascimentos nos EUA e fora dos 4 mil principais no Reino Unido, de acordo com os últimos registros publicados.

O nome do meio da filha de Meghan e Harry, Lili, Diana, foi dado em memória da mãe de Harry, que morreu tragicamente em um acidente de carro em 1997. É um nome mais comum, tendo consistentemente classificado entre os 200 melhores nos Estados Unidos desde os anos 1930, e está entre os 100 melhores em países tão diversos como Hungria, Espanha e Ucrânia.

Lilibet não é o único novo membro da família real a receber um primeiro nome mais tradicional e menos comum. O filho da princesa Eugenie, nascido em fevereiro, foi nomeadoAugust em homenagem ao marido da Rainha Vitória, cujo nome de nascimento era Francis Albert Augustus Charles Emmanuel. Um mês depois, a neta mais velha da Rainha – Zara Phillips, filha da Princesa Anne – deu a seu filho o nome Lucas Philip, em um aceno comovente para seu avô agora falecido.

Embora o nome Lilibet possa não ter sido comum durante os últimos 100 anos, como acontece com outros nomes reais, esperamos que ele desencadeie uma tendência e veremos um boom de popularidade após a nova chegada. Depois que o príncipe George nasceu, o nome disparou para o segundo lugar na lista dos nomes próprios mais populares no Reino Unido. Como há rumores de que Charles assumirá o nome de Rei George quando subir ao trono, não há dúvida de que o nome continuará a crescer em popularidade.

O nome Charlotte manteve-se forte no top 100 durante os anos 1800, mas saiu de moda em 1920. Retornou aos primeiros lugares durante os anos 1980 e subiu do 25º lugar para o 12º lugar mais popular depois que Kate Middleton escolheu o nome para sua filha em 2015. Antes do Principe Louis nascer em in 2017, o nome estava em 82º lugar em popularidade. Depois que William e Kate batizaram seu filho mais novo com o apelido, ele subiu para a 53ª posição no ano seguinte.

Os pesquisadores do MyHeritage descobriram alguns fatos interessantes sobre os nomes de bebês tradicionais que estão tendo um ressurgimento em popularidade nos países de língua inglesa:

  • Os nomes mais populares quando os registros começaram em 1780 eram Mary, John William, e Elizabeth.
  • Alfred, Bertie, Frank, Fred, Leonard e Sidney viram um pico do século XXI em 2012
  • Os nomes mais populares das décadas de 1950 e 60 ainda estão para ver um ressurgimento, já que quase todos agora estão abaixo dos 500 maiores em popularidade. Existem 3 exceções: David, Michael e John.
  • O nome Bertiesubiu 1.646 lugares no ranking. 
  • Depois de quase um século entre os 100 principais, o nome Olive quase atingiu o pico de 1800 mais uma vez.
  • Alguns nomes eclipsaram seu apogeu original. Violet e Elsie tiveram classificações mais altas em 2019 do que há 200 anos. 
  • Nomes como Agnes, que atingiu o pico em 1910, mas saiu dos 100 maiores nomes em 1935, começaram a fazer seu caminho para o top 100 novamente. 

Essas tendências indicam um novo interesse no passado? Seu palpite é tão bom quanto o nosso, mas ficamos emocionados com a escolha de nome dos pais de Lili, e temos certeza de que o resto da família real também.

Você ou seus filhos têm o nome de um ancestral querido? Pesquise nossa coleção de registros históricos e descubra se você pode obter novos insights sobre nomes antigos em sua família.