5    mai 201432 Comentários

Parceria de MyHeritage e BillionGraves para conservar informações dos cemitérios do mundo todo

É com prazer que anunciamos que fechamos uma parceria com o site BillionGraves para lançar uma iniciativa global de mapeamento e digilitalização para preservarmos cemitérios no mundo todo.

Lápides e sepulturas têm uma função muito importante na genealogia. Elas fornecem informações vitais sobre uma pessoa como o seu nome, o nome de pessoas próximas, bem  como datas de nascimento e falecimento. Algumas vezes as lápides também contém informações sobre a personalidade e caráter da pessoa falecida, o que pode nos dar uma ideia de como a pessoa foi em vida. No entanto, bilhões de sepulturas no mundo todo nunca foram documentadas ou registradas e toda esta informação ainda está muito longe de ser disponibilizada na rede.

Para piorar, o tempo está deteriorando toda esta informação, que está se tornando ilegível com o passar dos anos. O passar do tempo, e a exposição ao sol e à chuva, acaba apagando o que está escrito nas lápides, fazendo com que ler o que está escrito nas mesmas seja muito difícil ou mesmo impossível.

Hoje em dia nós temos as ferramentas necessárias para a preservação - mas precisamos que as pessoas da nossa geração tomem a iniciativa para começar a documentar toda esta informação, para que ela não se perca.

Assim, gostaríamos de convidá-los para que se unam a nós, nesta luta pela preservação de todos estes registros, enquanto eles ainda estão disponíveis, dos cemitérios de todo o mundo.

Assista o vídeo abaixo para saber mais sobre o projeto e como participar.

Sobre o BillionGraves:

Billiongraves é um aplicativo especial, único do gênero, disponível tanto no iOS quanto Android, que usa uma tecnologia com a patente ainda pendente, para permitir que seus usários fotografem e documentem as lápides. Com a ajuda de MyHeritage, o aplicativo está disponível em 25 idiomas e suporta o calendário hebraico, gregoriano e juliano. Ele grava as coordenadas de GPS de cada lápide para que os voluntários possam encontrá-la com facilidade e verificar que áreas do cemitério ainda precisam ser mapeadas, de forma que a eficiência seja aumentada e que não haja informação duplicada. As fotografias das lápides são transcritas por voluntários no site de BillionGraves e passam a ser dados digitalizados pesquisáveis.

O aplicativo de fácil uso BillionGraves (Clique para ampliar)

Em apenas 2 anos o BillionGraves já subiu uma massa enorme de dados, compilada por 70 mil voluntários.

Uma imagem capturada através do aplicativo BillionGraves (Clique para ampliar).

Os registros que forem compilados serão disponibilizados gratuitamente no site do BillionGraves e também através do motor de busca de registros históricos de MyHeritage - o SuperSearch. Cada registro contém fotos da lápide, coordenadas de GPS e um índice com a informação correspondente.

A mapped out gravestone record on the BillionGraves application (Click to zoom).

A tecnologia de RecordMatching do MyHeritage também será aplicada aos novos registros e os usuários receberão alertas de coincidência cada vez que novos registros de cemitérios apresentarem coincidências com os dados das suas árvores genealógicas. Os usuários poderão então extrair as informações relevantes destes registros e salvá-las diretamente em suas árvores - uma ajuda e tanto para que todos possam descobrir mais informações sobre seus antepassados, ou, até mesmo, antepassados novos.

A equipe de MyHeritage dá o exemplo
80 funcionários da nossa equipe deram o pontapé inicial e foram até o cemitério Segula, em Israel, para digitalizar informações usando o aplicativo móvel gratuito de BillionGraves. Achamos que seria importante que nós mesmos trabalhássemos com o aplicativo antes de pedirmos ajuda aos nossos usuários, para que trabalhem juntamente conosco nesta empreitada. Assim, nós também poderemos conhecer melhor o produto e trabalhar para que ele se torne ainda melhor, para que possamos realmente mapear cemitérios no mundo todo.

The MyHeritage team at Segula Cemetery (click to zoom).

Foi numa manhã cinzenta, com chuviscos ocasionais que demos início ao nosso projeto, o que acabou se revelando um dia ideal para que pudéssemos tirar as fotos. Este foi o maior evento do tipo em Israel. Alguns dos 80 membros da equipe coordenaram a logística e a documentação fotográfica do evento, mas a grande maioria trabalhou mesmo diretamente com o aplicativo.

O cemitério de Segula é um dos mais antigos de Israel. Muitos dos fundadores do Estado de Israel foram enterrados ali, o que o faz bastante especial na história daquele país. Devido ao tamanho e à idade deste cemitério a probabilidade de que os habitantes de Israel tenham um antepassado enterrado ali é enorme.

Outros funcionários de MyHeritage, espalhados pelo mundo, também testaram o aplicativo em cemitérios da Alemanha e, aqui no Brasil, no cemitério de Água Verde, em Curitiba.

Curitiba/PR

Cemitério Água Verde - Curitiba/PR

Comum aos lugares que visitamos foi o fato de que as lápides apresentam informações vitais em relação às pessoas sepultadas, tais como datas de nascimento e falecimento. Algumas trazem os nomes dos pais e o local de origem. Outras trazem fotos, poemas e dedicatórias e, até mesmo, pequenos objetos.

Algumas das sepulturas que fotografamos.

Nós fizemos de tudo para tirarmos fotos de alta resolução. Para isso precisamos, por vezes, retirar galhos e sujeiras, mudar pedras de lugar, limpar as lápides e nos posicionar de forma a conseguir a luz mais apropriada, com o objetivo de conseguirmos o melhor ângulo e a melhor foto possível. Frequentemente foi difícil conseguirmos tirar uma foto de uma sepultura inteira e, ainda assim, conseguirmos que o texto fosse legível. Para isso, então, utilizamos o recurso de link à imagem do aplicativo BillionGraves. Este recurso foi especialmente útil quando nos deparamos com texto tanto na parte de cima quanto na de baixo da sepultura, ou quando marido e mulher estavam enterrados lado-a-lado.

O CEO de MyHeritage, Gilad Japhet, fotografando sepulturas.

A nossa equipe ficou cerca de 3 horas no cemitério em Israel e, neste período de tempo, conseguimos fotografar 51 mil lápides! Foi uma média de 700 fotos por funcionário, ou umas 280 fotos por hora. Alguns deles conseguiram tirar mais de 1000 fotos! 72% do cemitério já foi fotografado e o restante foi devidamente marcado, para terminarmos o mapeamento, em uma nova ocasião.

Foi uma experiência incrível que marcou bem o início da nossa nova parceria, para preservamos os cemitérios do mundo todo. Todos trabalharam com muito entusiasmo e muita energia. Nós realmente ajudamos a digitalizar os dados de muitas pessoas enterradas no cemitério de Segula, em Israel, ajudando seus descendentes não só neste país, mas em todo o mundo, que podem agora encontrar muita informação. O projeto foi um sucesso e a nossa equipe adorou poder contribuir na preservação destes registros.

Através da parceria com o BillionGraves, o MyHeritage irá continuar acrescentando conteúdo digitalizado de todo o mundo, ajudando assim milhões de pessoas.

Como você pode ajudar?

Esta iniciativa de MyHeritage é uma maneira excelente de todos os usuários ajudarem no futuro da pesquisa da história familiar, sendo que estamos preservando não só a nossa memória familiar, mas de muitas outras pessoas também. Como o aplicativo de BillionGraves está disponível em português, fica muito fácil fotografar e documentar os túmulos e sepulturas e ainda registrar as coordenadas de GPS de cada um deles.

Convidamos todos vocês a participar deste projeto global. Comece a digitalizar conosco os cemitérios do mundo todo. Não importa se você  contribuir com umas poucas fotos do seu cemitério local, ou somente fotos dos túmulos dos seus antepassados. Cada foto marca um passo importante na preservação desta informação tão importante para a genealogia do mundo todo.

Nós formamos uma equipe para coordenar esta iniciativa e estaremos em contato mais intenso com as pessoas que se oferecerem como voluntárias para ajudar com sugestões, conselhos e como guias. Nós ajudaremos vocês a organizarem pequenos grupos que queiram fazer um dia no cemitério, como este, da equipe de MyHeritage,  pois o trabalho em equipe realmente torna tudo muito mais prazeroso e interessante. Juntos vamos conseguir mapear todos os cemitérios do mundo - cemitério por cemitério, sepultura por sepultura!

Comentários (32) Trackbacks (0)
  1. Seria interessante ajudá-los nesta pesquisa, mas também tenho vontade de conhecer meus antepassados,pois descendo de imigrantes europeus(avós e pais)portanto não conheço nada das gerações passadas e parentes contemporaneos.]
    Agradeço
    Clara
  2. Este é um trabalho (ou seria um passatempo, ainda não conseguimos definir isto muito bem...) que o GenealogiaRS com alguns dos seus participantes, tem feito bastante.

    Temos nos esmerado nos levantamentos e inclusive na conservação dos campos santos por onde passamos, incentivando os responsáveis pela a manutenção, tendo em vista que estes locais são verdadeiros museus a céu aberto e grandes acervos de dados genealógicos.

    A cultura de um povo, pode ser observada em seus cemitérios.

    Maiores informações no site e no Facebook
    www.genealogiars.com
    https://www.facebook.com/groups/GenealogiaRS

    Abraços
    N J Schmidt
  3. Prezados Srs.
    Baixei o APP mas sem ler os termos porque está em inglês, que não sei, confiando que teria futura explicação em português Brasil. No entanto, mesmo assim continua na língua inglesa e não tem como saber se posso utilizar o aplicativo pois meu IPad não tem acesso a internet em local sem Wi-Fi. Pergunto: tem como fotografar e só em casa enviar? Como devo proceder?
    Agradeço sua orientação, atenciosamente, Maria do Carmo Braga
  4. É muito bom contar com esta parceria. Parabens Elis, abraços Ivanilde Mandelli













    É muito boa esta parceria. Parabens Elis, abs. Ivanilde Mandelli
  5. Tenho condições de formar um grupo que pode realizar esse trabalho nos cemitérios de nossa região São Paulo - Capital.
    Preciso do Contato, para viabilizar essa ajuda.
    Obrigada
    Liliana Nigri
  6. Que maravilha, Liliana! Entre em contato conosco, por favor: brasil@myheritage.com
  7. Excelente, Parabéns.
  8. Eu também gostaria de fazer em alguns cemitérios em Portugal de onde a minha família é originária. Estou a tentar ver se posso usar uma camera e fazer o upload das fotos depois. Acho que ideia muito boa, membros da minha árvore já estavam a fazer o mesmo pelo facto de se encontrar muita informação nos cemitérios. Muito obrigada
  9. Vou começar a fotografar aqui em Pirassununga/SP. Primeiro vou fazer da minha família e depois das famílias alemãs, seguindo pelas italiana e assim por diante. Sei que em nosso cemitério existem dados desde final de 1800. Espero ajudar, pois tenho interesse em localizar antepassados alemães, já que nossa família no Brasil se resume a meus irmãos e sobrinhos. Não vejo a hora!!!!!
  10. Preciso de um smartphone para poder fazer esse trabalho.
  11. Só conheci o meu avô, por parte de pai, em um retratinho em sua lápide no cemitério do Pechincha, RJ.
  12. Não tenho IPad para colaborar nesta missão. posso fotografar e depois enviar ficheiro, como proceder?
  13. Maria do Carmo Braga sou sua xará e sou irmã de Maria Lúcia. A minha situação é igual a sua, ou seja, baixei o aplicativo no meu IPad que utiliza WIFi. Fiz uma experiência hoje e deu certo. O aplicativo abre mesmo sem o acesso a internet. Consegui armazenar as fotos e quando cheguei em casa, as enviei. Outra coisa o aplicativo tem a opção de colocar em Português (Brasil). Abçs.
  14. Tenho condição de organizar um grupo a fim de mapear as lapides dos cemitérios de Goiânia, entorno e algumas cidades do interior do estado de Goiás.
  15. Que notícia boa! Adoraríamos ter um grupo de voluntários em Goiás! Por favor, entre em contato comigo pelo email: brasil@myheritage.com
  16. Bom dia José Carvalho, que bom que gostaria de participar da nossa missão! Poderá também participar com o seu telemóvel!
  17. Vejam o que encontrei em "busca" = 12 túmulos curiosos e pouco conhecidos no Cemitério da Consolação, em São Paulo Antiga = http://www.saopauloantiga.com.br/12-tumulos-curiosos-consolacao/. A inserção, no Billion Graves, de fotos que minha irmã tirou de nosso jazigo de família foi um sucesso. Tiradas no IPad de minha irmã (infelizmente o Cemitério Municipal de Itu não tem acesso à Internet), ela fez o "upload" das fotos, eu inseri as informações sobre os sepultados (tiramos foto, inclusive, da entrada do Cemitério) e o Google fez a parte dele = localizou o Cemitério no mapa. Mais uma conquista do MyHeritage, parabéns.
  18. Li cuidadosamente o informativo que vocês mandarem. Vou ajudar nesse trabalho. O que vocês pediram - de Marcos, Curitiba, Pr - tenho foto da entrada do Cemitério Parque Iguaçú, onde ele foi sepultado. Não existem lápides mas posso dar algumas informações sobre ele.
    A família de papai é quase toda de Eldorado Paulista. O meu projeto de ir até lá procurar "pistas" agora tem um novo motivo. Se a saúde permitir é o que farei proximamente.
    Meus pais estão sepultados aqui em Jaú, S. Paulo. Serve foto do túmulo mais informações do "endereço" cemiterial e algumas informações vitais? Quais seriam de mais interesse?
    Parabéns pelo projeto. Oxalá muitos ajudem a tornar uma grande realidade.
  19. Oi gostaria de saber como ver as fotos das lapides?
  20. Olá Jair, as fotos já estão disponíveis através do SuperSearch de MyHeritage: www.myheritage.com.br/research e também no site do BillionGraves.
  21. Muito agradeço informem se o levantamento dos falecidos no século XX, referentes aos cemitérios da grande Lisboa- Portugal?
    Assim poderei dar o meu melhor para este fim.
    Obrigado
    JoséLuís Soares de Medeiros
  22. Muito agradeço informem se o levantamento dos falecidos no século XX, referentes aos cemitérios da grande Lisboa- Portugal estão feitos ou ainda não começaram?
    Assim poderei dar o meu melhor para este fim.
    Obrigado
    JoséLuís Soares de Medeiros
  23. Estou de acordo,pois são os nossos antepassados que perteceram e que descedemos deles.
  24. Muito bom, parabéns pela iniciativa.
  25. Que iniciativa sensacional. Precisamente porq
    ue sem conhecer um "pouco" do nosso passado, o presente não tem sentido. Gostei de verdade da iniciativa. Parabéns MyHeritage e equipe. Em breve quero ver e participar do processo.
  26. Muito interessante este projecto. Aqui em Portugal já alguém se mobilizou para tal?
  27. Eu adorei a ideia e estou disposta a ajudar aqui em Salvador assim que tiver um smartphone...
    Só vejo uma dificuldade aqui:
    Os túmulos são rotativos, (liberados a cada 3 anos) exceto as criptas muito antigas e nos cemitérios de pessoas de alto poder aquisitivo, cujos jazigos são perpétuos.
    Não seria bom também algum tipo de convênio com os cemitérios para dar acesso aos livros registro de sepultamentos?
  28. Sei que é um projeto auspicioso e pioneiro, e por isso sugiro novas formas de filtro para se chegar ao nosso objetivo de busca:
    Por país, estado, Cidade, Cemitério, Sobrenome, nome, século de sepultamento, década de sepultamento, profissão, apelido...
    enfim qualquer coisa que possa facilitar a busca.
    E por último a possibilidade de ao encontrar o registro, colocar uma foto após esta ser validada por algum parente.
    Tive muita dificuldade em navegar para procurar alguém.
    Muito grato a todos e PARABÉNS.
  29. Que bom poder participar desse trabalho de pesquisa e resgate de nossa história através do registro fotográfico de nossos antepassados e que ficarão como legado para nossos descendentes.
  30. Eu estou a começar a mobilizar pessoal para me poderem ajudar nas fotos, principalmente nos cemitérios de Alcafozes, Idanha a velhe e Oleiros no distrito de C. Branco
  31. Recebi este convite me emocionei muito, chorei muito, li tudo com muita atenção e o que me emociona, é o fato de que há algum tempos venho tirando foto de túmulos, muitas vezes de túmulos abandonados, em ruinas...túmulos bonitos...fotos que nem as tenho mais. (um desperdício) E tbm já me passou pela cabeça catalogar os túmulos em ruinas, escrevendo em cada qual, os nomes e datas dos falecidos num papel e fotografar sobre os ditos túmulo, a partir dos dados que o cemitério fornece. No momento ainda tenho muitas fotos do cemitério de Buenos Aires, filmagem de um cemitério em Londres... tbm há um cemitério japonês particular perto de minha cidade, (interior de São Paulo) que sempre pensei em fotografar, (respeitando, lógico, as regras dos donos). Bem, não sei se poderei dar conta, estou com 54 anos, e espero que pelo menos com o mínimo eu possa contribuir. Ainda não tenho um smartphone, e como Valdemir Vieira, tabem tive muita dificuldade em encontrar as certidões de óbito de meus avós, que se encontram enterrados em SP. capital, onde os funcionários, (é lastimável) DIFICULTA E MUITO AS BUSCAS POR UM DOCUMENTO, E AS BUSCAS DE NOSSAS HISTÓRIAS. Parabéns a todos pela iniciativa! E muito obrigada!
  32. Excelente ideia!!! Eu próprio já recorri a este método a título pessoal para obter alguns registos para a minha árvore. Estou disposto a contribuir nesta gigantesca recolha de dados pricipalmente na minha região (Marinha Grande, Leiria, Portugal), no entanto, reparei que apenas disponibilizam aplicações para Androide e iphone. Disponho de um windows phone para o qual não existe aplicação. Será possivel fazer upload das fotos em casa a partir do site? Se for, agradeço que que expliquem como. Até porque os custos do upload directo a partir da aplicação móvel seriam enormes! Espero mesmo poder contribuir!!!

Deixe um comentário

Enviar

Deixe um comentário
Insire um nome
Por favor introduza um endereço de email

Sem trackbacks

Sobre nós  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados