9    dez 20132 Comentários

Cartinhas para o Papai Noel

"Querido Papai Noel..."

Assim começam muitas cartas e muitos sonhos infantis. Provavelmente, neste exato momento, alguma  criança estará começando uma cartinha para o bom velhinho usando estas mesmas palavras, da mesma forma que muitas crianças vêm escrevendo há dezenas de anos, na esperança de receber algo tão desejado.

Depois de escritas as cartas são "enviadas" pelos pais para o Polo Norte. Interessante é que, em alguns países, estas cartinhas iam parar nas redações de jornais, que as publicavam.

Fomos conferir, na nossa coleção de jornais antigos, com 120 milhões de páginas datando até o ano de 1609, e encontramos algumas destas cartas:

Achei muito interessante a lista dos presentes mais pedidos pelas crianças há 100 anos atrás, principalmente se compararmos estes pedidos com os de hoje:

1- Doces
2- Nozes
3- Cavalinho de balanço
4- Boneca
5- Trenzinhos
6- Laranjas
7- Livros
8- Roupas

Achei interessante que a lista dos presentes atuais reflete bastante o ano em que vivemos. São basicamente só itens eletrônicos:

1- Smartphone
2- TV
3- Notebook
4- Tênis
5- Câmera digital
6- Livros
7- Tablet
8- Videogame

Dá para ver algo igual, os livros, mas coisas mais básicas como frutas, doces ou itens de vestuário parecem não fazer mais parte dos sonhos infantis. Penso que estes itens já são dados como certos para muitas crianças, o que é bom. Mas, por outro lado é preocupante constatar como o consumo parece não ter mais limites hoje em dia, não é mesmo?

Prova disso é um post que foi publicado pela página "Infância livre de consumismo". Naquele post as autoras foram tentar realizar o sonho de uma criança carente e tiveram que andar bastante para encontrar um sonho que pudessem realizar. A maioria das crianças pedia iphones, tables e playstations, ler história aqui.

Imagem: Denize Barros

Claro que sonhos são sonhos para crianças mais ricas ou mais pobres. E que todos podem e devem sonhar do jeito que bem entenderem. Mas será que nós como pais e avós estamos certos a incentivar crianças a ganharem presentes de 4 mil reais (o preço de uma Playstation)? Será que em vez de darmos um tablet não deveriamos dar um livro e incentivar as crianças a usarem sua imaginação? Não deveriamos antes depositar ou investir o dinheiro para um bom curso de inglês, uma faculdade ou um intercâmbio no exterior em vez de presentearmos apenas mais um item de status?

Creio que estamos no caminho errado ao incentivar apenas o lado material do Natal e não o emocional. Concordo que todos nós queremos dar o melhor para os nosso filhos e netos. Mas o melhor não precisa ser o mais caro.

Se você quiser saber mais sobre as cartinhas para o Papai Noel de antigamente, basta acessar a nossa coleção de jornais em SuperSearch e digitar "papai noel" ou "Dear Santa" nas palavras-chaves.

E agora queremos saber de vocês; como é na sua família? Como eram os seus pedidos de Natal quando criança e o que pedem as crianças da sua família agora? Quais são os presentes que as crianças da sua casa vão receber?

Comentários (2) Trackbacks (0)
  1. Tenho 61 anos,aos 7 pedi um estojo de madeirinha para guardar lápis, borracha e apontador. Ganhei um estojo vazio,escrito na tampa Hei de Vencer,isso em 1960. No natal do ano seguinte pedi um carrinho de vime com uma boneca, o carrinho veio sem boneca, odeio o Papai Noel até hoje e quando lembro desse episódio choro de pena de mim!!!
  2. Meu sapatinho, debaixo da cama, já ficou vazio, muitas vezes...E a mamãe temendo minha decepção dizia, que o Rio Doce estava cheio e o Papai Noel não pode atravessar. . Viria depois. E vinha mesmo, pq minhas tias Ambrozina, saudades, e Terezinha não me permitiam ficar c. essa tristeza toda, me presentavam sim... Recordo com saudades, eram lindos vestidos. Obrigada minha tia Terezinha e lá do Céu, receba tia Ambrozina Siman o meu agradecimento de coração. E descanse em paz.

Deixe um comentário

Enviar

Deixe um comentário
Insire um nome
Por favor introduza um endereço de email

Sem trackbacks

Sobre nós  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados