20    nov 20130 Comentário

Dia da Consciência Negra

Pintura de Antonio Parreiras retratando Zumbi, morto em 1695. Fonte: Wikipedia.

Hoje é o Dia da Consciência Negra, um dia de reflexão que foi instituído no Brasil há pouco tempo, porém não é considerado feriado para muitas cidades do país. Este dia foi escolhido para coincidir com a data de falecimento de Zumbi dos Palmares - o último dos líderes do Quilombo dos Palmares.

Mas, apesar de não ser um feriado nacional, é um dia para pensarmos um pouco mais. Para refletirmos sobre a desigualdade na nossa sociedade e para relembrarmos do nosso passado e dos nossos antepassados. Passado um pouco inglório, se lembrarmos que o Brasil foi o último país ocidental a abolir a escravatura. Um título nada honroso para nós.

Ao analisarmos o Censo de 1872 (o único do período colonial a incluir a população de escravizados), do total de 10 milhões de habitantes 58% dos residentes no país se declaravam pardos ou pretos, contra 38% que se diziam brancos. Os estrangeiros somavam 3,8%, entre portugueses, alemães, africanos livres e franceses. Os indígenas perfaziam 4% do total dos habitantes (Fonte: http://www.palmares.gov.br/).

Esta abolição tão tardia da escravidão acabou permitindo que detalhes da prática pudessem ser documentados através de fotografias. O Brasil é provavelmente detentor do maior acervo fotográfico da escravidão do mundo e parte deste material está sendo exibido em uma exposição em São Paulo. Através das fotos podemos ver a brutalidade do sistema. Mas não só: como agora, diferentemente da época em que as fotografias foram tiradas, podemos ampliar os negativos é possível fazermos uma leitura mais eficaz das imagens e vermos detalhes no segundo plano, que não poderiam ser percebidas anteriormente. Assim não se vê o escravo somente na posição de vítima, mas também mostrando algo mais de si.

Vale do Paraíba 1882 - Imagem: Instituto Moreira Salles

A Exposição "Emancipação, inclusão e exclusão. Desafios do Passado e do Presente" - fotografias do acervo Instituto Moreira Salles está aberta ao público até o dia 29 de novembro de 2013, de terça a domingo, das 10 às 18:00, com entrada franca, no MAC Cidade Universitária - Rua da Praça do Relógio, 160, Cidade Universitária, São Paulo - SP. Maiores informações pelo tel.: 11 3091.3039.

O que significa o Dia da Consciência Negra para vocês? Adorariamos ouvir a sua opinião nos comentários abaixo!

Comentários (0) Trackbacks (0)

Sem comentários


Deixe um comentário

Enviar

Deixe um comentário
Insire um nome
Por favor introduza um endereço de email

Sem trackbacks

Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados