Convenções de nomenclatura em espanhol: tudo o que você precisa saber

Comentários

A cultura espanhola teve um impacto incomensurável em nosso mundo. Como tal, você pode muito bem ter raízes espanholas em algum lugar de sua árvore genealógica. No entanto, encontrar seus ancestrais pode ser um pouco desafiador se você não estiver familiarizado com as convenções de nomenclatura espanholas – que podem ser bem diferentes das convenções de nomenclatura com as quais está acostumado. Por um lado, você deve ter notado que os nomes espanhóis contém mais palavras. Compreender a forma como esses nomes funcionam é crucial se você deseja encontrar seus ancestrais em registros históricos.

Nomes próprios espanhóis

In Spanish cultures, people either have one or two given names — and frequently more than two. 

In Anglophone countries like the United States, most people have a middle name which is seldom used. People with middle names typically go by their first given name (or perhaps a nickname based on that first given name). For example, a Robert John Smith would probably go by Robert or Bob, but usually not John or Johnny. There are always exceptions, of course, but this is the typical practice.

In contrast, your ancestors in Spain and Latin America may have had multiple names, and they may have used one or more interchangeably — and not necessarily the first name. First names were often given to honor a saint or other religious figure. A woman named María Belén del Cármen Islas might go by María, but more likely, she would choose to go by Belén or Cármen. Some records might list her full name, but others might only call her Belén Islas. Therefore, it’s important to be flexible when you search.

There are many instances in genealogical research where you will find a family where the parents named all of their sons José or Juan and all of their daughters María. But each will also have a second or third name that is distinct, and the child will often go by that name. There may be 3 brothers called Juan Antonio, Juan José, and Juan Eduardo, but likely none of them will go by Juan in day-to-day life. Instead, they’ll likely go by Antonio, José, and Eduardo.

Some people, like former Spanish prime minister José Luis Rodríguez Zapatero, use their two names as one compound name: José Luis, not just José or just Luis. In this particular case, Luis is not the Prime Minister’s middle name but part of a full, single, given name: José Luis.

A brief note on nicknames: though they’re less commonly used in historical records, it’s helpful to be aware of some nickname and diminutive variants that exist in Spanish. For example, Ramona might be called Ramoncita, or “little Ramona.” Alberto or Roberto might be called Beto; Ignacio becomes Nacho, and Paco or Pancho are often short for Francisco. María Ana might also be called Mariana and María Elena can be truncated to Marilena.

Spanish surnames

Nas culturas espanholas, as pessoas têm um ou dois nomes próprios – e freqüentemente mais de dois.

Em países anglófonos como os Estados Unidos, a maioria das pessoas tem um nome do meio que raramente é usado. Pessoas com nomes do meio geralmente usam seu primeiro nome (ou talvez um apelido baseado nesse primeiro nome). Por exemplo, um Robert John Smith provavelmente seria conhecido como Robert ou Bob, mas geralmente não John ou Johnny. Sempre há exceções, é claro, mas essa é a prática típica.

Em contraste, seus ancestrais na Espanha e na América Latina podem ter vários nomes e podem ter usado um ou mais de forma intercambiável – e não necessariamente o primeiro nome. Os primeiros nomes eram freqüentemente dados em homenagem a um santo ou outra figura religiosa. Uma mulher chamada María Belén del Carmen Islas poderia ser conhecida como María, mas, mais provavelmente, ela escolheria ir por Belén ou Carmen. Alguns registros podem listar seu nome completo, mas outros podem chamá-la apenas de Belén Islas. Portanto, é importante ser flexível ao pesquisar.

Existem muitos casos na pesquisa genealógica em que você encontrará uma família em que os pais nomearam todos os seus filhos José ou Juan e todas as suas filhas María. Mas cada um também terá um segundo ou terceiro nome que é distinto, e a criança freqüentemente usará esse nome. Pode haver 3 irmãos chamados Juan Antonio, Juan José e Juan Eduardo, mas provavelmente nenhum deles vai passar por Juan na vida cotidiana. Em vez disso, eles provavelmente passarão por Antonio, José e Eduardo.

Algumas pessoas, como o ex-primeiro-ministro espanhol José Luis Rodríguez Zapatero, usam seus dois nomes como um nome composto: José Luis, não apenas José ou apenas Luis. Neste caso particular, Luis não é o nome do meio do primeiro-ministro, mas parte de um nome próprio e completo: José Luis.

Uma breve observação sobre os apelidos: embora sejam menos usados ​​em registros históricos, é útil estar ciente de alguns apelidos e variantes diminutas que existem em espanhol. Por exemplo, Ramona pode ser chamada de Ramoncita ou “pequena Ramona”. Alberto ou Roberto podem ser chamados de Beto; Ignacio se torna Nacho, e Paco ou Pancho costumam ser abreviações de Francisco. María Ana também pode ser chamada de Mariana e María Elena pode ser truncada para Marilena.

Sobrenomes espanhóis

Nas culturas hispânicas, as pessoas tradicionalmente têm dois sobrenomes.

O primeiro é o sobrenome paterno (apellido paterno) – o primeiro sobrenome do pai – e o segundo é o sobrenome materno (apellido materno) – o primeiro sobrenome da mãe.

Isso significa que o que alguém em uma cultura anglófona chamaria de “nome de solteira da mãe” é passado uma geração a mais.

Voltando ao nosso amigo José Luis Rodríguez Zapatero, à luz das informações acima, agora entendemos que Rodriguez é seu sobrenome paterno e Zapatero é seu sobrenome materno.

Este ponto sobre o sobrenome paterno vindo primeiro e o sobrenome materno vindo em segundo lugar é importante lembrar, como discutiremos a seguir.

Sobrenome de casado e de família nas culturas hispânicas

Na maioria das culturas de língua espanhola, as mulheres não mudam seus sobrenomes quando casadas. Ao procurar por seus ancestrais femininos, portanto, certifique-se de estar procurando uma esposa com o nome de solteira. Às vezes, o sobrenome do marido é adicionado como sufixo, mas nunca substitui o sobrenome de solteira. Por exemplo, se Luz Sánchez se casar com Jorge Ramos, ela pode às vezes ser chamada de Luz Sánchez de Ramos, mas nunca de Luz Ramos.

Isso significa que a mãe, o pai e os filhos de uma família geralmente têm sobrenomes diferentes.

Por exemplo:

José Luis Rodríguez Zapatero é casado com Sonsoles Espinosa Díaz – Espinosa é seu sobrenome paterno e Diaz é seu sobrenome materno. Os nomes dos filhos são Laura Rodríguez Espinosa e Alba Rodríguez Espinosa.

Qual sobrenome você deve usar para se dirigir a alguém nas culturas hispânicas?

Nas culturas espanholas, ao se dirigir a alguém pelo sobrenome, como regra geral, você usa o sobrenome paterno.

Então, José Luis Rodríguez Zapatero seria conhecido como Señor Rodriguez, não Señor Zapatero.

Ainda assim, é importante observar que às vezes as pessoas abandonam o sobrenome paterno se for muito comum. É o caso de José Luis Rodríguez Zapatero, que – por Rodriguez ser tão comum – na verdade é conhecido como Zapatero.

Posto isto, na dúvida, use o sobrenome paterno.

Além disso, lembre-se de que está se tornando mais popular entre as culturas hispânicas nas Américas hifenizar os dois sobrenomes. Esta é uma tentativa de evitar confusão ao lidar com países anglófonos que não estão familiarizados com as convenções de nomenclatura espanholas. Em alguns países, o artigo ‘y’ significando ‘e’ também é colocado entre os nomes, como em Alejandro Castillo y Garcia.

Sobrenomes espanhóis comuns

O mundo onde se fala espanhol é grande, mas a maioria dos países tende a compartilhar alguns sobrenomes semelhantes. Eles geralmente incluem o seguinte, embora não na mesma ordem em todos os lugares:

  • García
  • Hernández
  • López
  • Rodríguez
  • Pérez
  • Martínez
  • Sánchez
  • Gómez
  • Vásquez
  • Díaz

Alguns sobrenomes são mais representados regionalmente. Por exemplo, Rivera e Betancourt estão entre os quinze sobrenomes mais comuns em Porto Rico, mas não na Espanha ou no México. Marroquin é mais comumente representado na Guatemala, Álvarez em Cuba, Soto no Chile e Jiménez na Espanha.

Outros sobrenomes podem indicar origens finais em áreas específicas da Europa, como o histórico País Basco, localizado na atual Espanha e França. Aguirre e Echeverría são exemplos de sobrenomes bascos típicos. MyHeritage tem várias coleções de registros históricos daquela região, como Espanha, Diocese de Bilbao, Registros Paroquiais Católicos, 1501–1900, Espanha, Diocese de Vitória, Índice de Batismos, 1535–1903, e Espanha, Navarra, Índice de Óbitos, 1592–1986.

Variações ortográficas

O espanhol é principalmente uma língua fonética, e a maioria dos nomes são soletrados como soam. Isso não significa, entretanto, que variações ortográficas nunca ocorram na pesquisa genealógica! A grafia padrão é uma convenção relativamente recente. Nos anos anteriores à disseminação da alfabetização, as pessoas talvez não soubessem como soletrar seus nomes e os padres ou secretários talvez não fossem consistentes sobre como o faziam.

Às vezes, é uma simples mudança de letras finais: seu ancestral pode ter sido chamado de Martínes em um registro e Martínez em outro. Resista à tentação de se preocupar se houve um erro ou se você está olhando para a pessoa errada.

Às vezes, uma mudança que parece menos intuitiva para falantes não nativos reflete leves nuances na pronúncia. Por exemplo, o sobrenome Valencia às vezes é escrito Balencia, porque as letras ‘b’ e ‘v’ soam muito semelhantes em espanhol. Especialmente em registros históricos anteriores, essas letras podem ser intercambiáveis. Este também é o caso das letras ‘j’ e ‘x’ e ‘g.’ Trujillo, Truxillo e Trugillo são todos o mesmo nome, pronunciadas da mesma maneira, e você pode encontrar cada versão em vários documentos referindo-se ao mesmo indivíduo .

Duas versões do mesmo sobrenome (Valencia vs. Balencia), pertencentes à mesma mulher em diferentes registros históricos no Novo México do século XIX.

Agora que você conhece o básico das convenções de nomenclatura em espanhol, está pronto para começar a pesquisar seus ancestrais espanhóis! Visite a coleção de registros históricos do MyHeritage para começar.

Precisa de ajuda para pesquisar sua ancestralidade espanhola? Os Legacy Tree Genealogists podem ajudá-lo em cada etapa do processo. Legacy Tree Genealogists é a empresa de pesquisa genealógica com maior classificação de clientes do mundo e parceira de pesquisa recomendada do MyHeritage. Fundada em 2004, a empresa oferece serviços completos de pesquisa genealógica para clientes em todo o mundo, ajudando-os a descobrir suas raízes e história pessoal por meio de registros, narrativas e DNA. Para solicitar um orçamento gratuito, visite: www.legacytree.com/myheritage

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado