Registros bizarros que você nunca esperaria ver no censo dos EUA

Comentários2

No momento, estamos oferecendo acesso gratuito a todos os registros censitários dos EUA no MyHeritage até 12 de abril! Não perca esta oportunidade de explorar essa coleção inestimável. Clique aqui para começar.

Antigamente, antes que os censos pudessem ser feitos online ou pelo correio, o censo dos EUA era conduzido por enumeradores que iam de porta em porta. Esses indivíduos eram normalmente recrutados na vila ou cidade local.

Fazer o censo foi provavelmente uma tarefa bastante tediosa e repetitiva. Portanto, imaginamos que respostas incomuns e engraçadas do censo – como as que nossa equipe de pesquisa reuniu abaixo – forneceram alguma diversão bem-vinda no meio de toda a labuta.

Aqui estão alguns registros engraçados que encontramos:

Catherine “faz o que bem entender”

No censo de 1880, uma menina de 15 anos chamada Catherine Cudney tinha “faz o que bem entender” listado como sua ocupação:

Aparentemente, seus quatro irmãos mais novos estavam “em casa” e não “faziam o que bem entendiam” como Catherine!

Nossa equipe de pesquisa traçou Catherine através de censos subsequentes para descobrir o que aconteceu com ela. O censo de 1900 considera Catherine aos 35 anos, casada com um homem chamado William Bobb e criando 6 filhos. Nenhuma ocupação está listada para ela nesse censo. 30 anos depois, no censo de 1930, ela é proprietária do setor de alojamento, trabalhando por conta própria. Finalmente, no censo de 1940, ela não tem nenhuma ocupação listada.

Esperamos que ela tenha feito o que bem entendia pelo resto de seus dias.

Napoleon Waterloo

Não sabemos exatamente qual o significado os pais de Napoleon Waterloo queriam dar quando o nomearam, mas sim, acontece que havia um indivíduo com esse nome listado no censo de 1920 aos 7 anos de idade.

Segundo o censo, seu pai nasceu no Luxemburgo e sua mãe na Alemanha.

Nós o encontramos em um anuário da Evanston Township High School em 1930:

Parece que, como convém a um indivíduo com um nome como Napoleão, ele lutou na Segunda Guerra Mundial.

Segundo sua lápide, Napoleão finalmente “conheceu seu Waterloo” em maio de 1957.

Patrick é um “bebedor inútil”

Patrick Leary, nascido por volta de 1840, é listado como um “bêbado inútil” no censo de 1880.

Podemos supor que essa descrição desagradável foi fornecida por Mary Leary, que é listada como chefe da família. Parece que Patrick era um membro da família do marido.

O preguiçoso e o malandro

Quem quer que tenha participado do censo estadual de Kansas do município de Salina Gypsum em 1875 deve ter se divertido.

Job Law, 27, é listado como um “preguiçoso”.

James Coleman, 55 anos, chefe de uma família, é listado como um “malandro”.

Não está claro se essas descrições foram sugeridas pelos próprios residentes ou se atestam as opiniões dos indivíduos em questão pelo enumerador. De qualquer forma, elas foram divertidas de se encontrar!

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado

  • ALDA BRITO DE MELO


    abril 9, 2020

    Acho um trabalho muito interessante se for executado bem feito e com seriedade, talvez em alguns anos ou decadas algum membro da linhagem possa tirar proveito desses dados.

  • Maria Ivone Lesnik Haefliger


    abril 10, 2020

    Tenho muita vontade de conhecer mais sobre minhas origens, meu sobrenome é LESNIK, não tenho quase nada sobre os meus antepassados, sei que meus bisavós vieram da Polônia. Se puderem me ajudar serei muito grata.