Uma reunião memorável: Johannes descobre família biológica por meio da DNA Quest

Comentários2

Johannes Nielsen cresceu sabendo que foi adotado quando bebê na Coréia do Sul. Mas ele não sabia nada sobre sua família biológica – nem mesmo por onde começar a procurar. Por meio da DNA Quest – a iniciativa pro bono do MyHeritage para ajudar os adotados a se reunirem com suas famílias biológicas – Johannes finalmente conseguiu reunir as circunstâncias extraordinárias que o separavam de sua família biológica. No último dia 2 de julho, Johannes viajou para os Estados Unidos para se reunir com sua mãe e irmão biológicos pela primeira vez em 43 anos.

Há um ano, Johannes se inscreveu para participar da iniciativa gratuita do MyHeritage, DNA Quest, que oferece kits de DNA gratuitos para adotados que buscam suas famílias biológicas. O MyHeritage enviou um kit grátis para Johannes e ele fez o teste.

Um mês depois, seus resultados chegaram e ele descobriu uma combinação de DNA – uma prima de segundo ou terceiro grau que tinha uma grande árvore genealógica. Ele entrou em contato com ela e, embora ela não soubesse nada sobre a história, estava animada e ansiosa por ajudar. Ela tinha um palpite de que Johannes estava relacionado através do lado da família de seu avô materno. Johannes então começou a mapear pais em potencial naquele lado da árvore genealógica.

Havia mais uma pista: um médico disse a Johannes quando adolescente que ele acreditava que ele era de etnia mista. Sua estimativa de etnia do MyHeritage confirmou isso: mostrou que ele é meio coreano e meio europeu ocidental. Com base nessas informações, Johannes imaginou que seu pai era um soldado americano. “Eu sabia que, na década de 1970 a marinha dos EUA ainda tinha uma base na Coréia do Sul, então comecei a procurar na árvore genealógica por homens que tinham entre 18-25 anos em 1974.”

Mais tarde, ele recebeu uma correspondência de DNA ainda mais próxima e, com essa informação, conseguiu reduzir os achados a um possível pai em sua árvore genealógica. Johannes pesquisou o nome desse homem no Google e encontrou um obituário de 2006. “No obituário, havia o nome de uma pequena cidade onde ele morava”, diz Johannes. “Encontrei um grupo no Facebook desta cidade e perguntei aos membros do grupo se alguém conhecia esse homem. Fui dormir e, de manhã, recebi uma resposta de uma mulher que disse: ‘Eu o conhecia, ele era meu tio. Por quê pergunta?'”

No início da conversa, Johannes teve muito cuidado. “Eu não queria que ela entrasse em pânico, então fiz perguntas gerais sobre ele. Minha última pergunta foi se ele serviu na Guerra do Vietnã.”
“Sim, ele serviu”, respondeu a sobrinha. “Ele estava na base da Coréia do Sul.” Enquanto a conversa continuava, Johannes revelou que achava que o tio dela era seu pai. Ela mencionou que seu pai havia dito a ela que seu tio e tia deixaram um filho chamado John na Coréia devido a problemas de saúde. Johannes explicou que nasceu com fenda palatina e tuberculose quando bebê. A sobrinha não podia acreditar no que ouvia.

“Ela estava em choque”, diz Johannes. “Ela me disse que certa vez ouviu do pai que o irmão dele teve um filho que eles acreditavam ter tuberculose na Coréia.”
E então ela deu a ele a notícia mais maravilhosa de todas: “Sua mãe ainda está viva e morando nos EUA.”

Então a história inacreditável da adoção de Johannes se desenrolou. Durante a Guerra do Vietnã, Leonard era um soldado americano estacionado na Coréia do Sul. Ele conheceu uma jovem chamada Chong, e eles se apaixonaram. Eles acabaram se casando na Coréia do Sul e tiveram dois filhos juntos. O segundo filho deles foi Johannes.

Leonard e Chong, os pais biológicos de Johannes

Quando Johannes tinha 3 meses, Leonard foi enviado de volta aos Estados Unidos e foi autorizado a levar sua esposa e filhos, mas quando as autoridades descobriram que Johannes estava com tuberculose, o impediram de ir com eles até que ele recuperasse. Leonard e Chong foram forçados a deixar o filho sob os cuidados de um amigo da família. Eles retornariam o mais rápido possível para buscá-lo quando ele estivesse bem.

Os pais de Johannes escreveram inúmeras cartas ao amigo da família, mas eles continuaram sem resposta. Quando Chong voltou à Coréia, pouco depois, Johannes tinha desaparecido. Foi dito a Chong que ele faleceu de tuberculose. Ela voltou para os EUA e lamentou a morte de seu filho.

15 meses depois de chegar nos EUA pela primeira vez, Leonard e Chong tiveram outro filho e foram felizes até a morte de Leonard em 2006.

Leonard e Chong visitando a Coréia alguns anos antes da morte de Leonard

Depois da conversa com Johannes, a sobrinha de Leonard decidiu fazer uma visita a Chong e dar-lhe as grandes notícias – o filho que ela pensou ter perdido ainda estava vivo.

“Ela me disse que não conseguia parar de chorar por uma semana”, diz Johannes.

Graças em parte ao DNA do MyHeritage, Johannes se reuniu com sua mãe e dois irmãos.

Johannes Nielsen e o irmão mais velho de Johannes, Len, são surpreendentemente parecidos

No dia 2 de julho, Johannes voou para os Estados Unidos para conhecer sua família pela primeira vez e celebrar o Dia da Independência juntos.

 

Chong encontrando Johannes pela primeira vez desde que ele tinha três meses de idade

 

Johannes e seus irmãos biológicos visitam o túmulo de seu pai juntos

A família está muito feliz por ter se encontrado depois de todo esse tempo. Depois de uma vida inteira pesquisando, Johannes não poderia estar mais emocionado por ter encontrado sua mãe e irmãos biológicos através do DNA Quest e do MyHeritage DNA. Ele aprecia muito sua família biológica e está encantado por começar este novo capítulo com eles.

Você está procurando sua família biológica? Descubra como você pode descobrir novos parentes com o MyHeritage DNA!

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado

  • Emanuel Paraizo


    outubro 15, 2019

    Olá, ontem fiz uma compra via boleto. Como sei o status do pagamento e da entrega ?

    • Nayara


      outubro 17, 2019

      Através da sua página você pode verificar o status de pagamento e envio.