Noções Básicas de Genealogia – Capítulo 1: Como Entrevistar Parentes

Comentários

Se você está começando a aprender mais sobre as raízes de sua família, não há dúvida de que a jornada será incrivelmente recompensadora. Saber mais sobre quem foram seus antepassados te ajuda a entender mais sobre quem você é agora – e fornece as ferramentas para criar um futuro melhor para você e sua família.

Quando você decide começar, a estrada pela frente pode parecer assustadora. Há muito o que aprender e muito trabalho a ser feito. Como você vai encontrar as informações de que precisa? Como você documentará uma quantidade suficiente de informações para garantir que os registros sejam feitos com precisão e preservados para as gerações futuras? Como genealogista, você aprenderá uma ampla gama de habilidades. Você se tornará um historiador, um psicólogo, um cartógrafo, um pesquisador, um linguísta e um paleógrafo – tudo em uma coisa só.

Juntar a história da família requer múltiplas peças do quebra-cabeça

A missão do MyHeritage sempre foi fazer da genealogia uma atividade fácil, acessível, divertida e recompensadora. Estamos criando uma nova série chamada Noções Básicas de Genealogia aqui no nosso blog para te ajudar a percorrer os passos da construção da sua árvore genealógica e na descoberta do que esta incrível jornada tem pra te oferecer.

Neste primeiro post, vamos discutir como entrevistar parentes e coletar informações para sua árvore genealógica.

Como entrevistar parentes

Se você está planejando pesquisar o passado de sua família, entrevistar seus parentes mais velhos é o lugar perfeito para começar.

Preparar fotos com antecedência pode ajudar a estimular conversas e histórias

As pessoas mais velhas da sua família carregam nas suas memórias uma riqueza de informações valiosas – e o tempo para registrar essa informação é agora.

É melhor começar com seu parente vivo mais velho para capturar as informações exclusivas que só ele pode fornecer. Mas talvez pode ser que outro parente mais jovem já tenha feito alguma pesquisa genealógica e coletado informações sobre a família. Essas pessoas são baús de tesouros! À medida que avança na sua pesquisa, você pode encontrar mais deles. Você poderá confirmar as informações adquiridas, comparar anotações, compartilhar registros e histórias familiares e copiar as árvores genealógicas de outros parentes.

Não pare depois de falar com um só membro da família. Tias-avós e tios-avôs, primos e parentes mais distantes também podem ser um poço de informações. Faça uma lista de membros da família que você gostaria de entrevistar, organizando por ordem de prioridade, começando com os parentes mais velhos.

Se você morar longe, talvez não consiga realizar entrevistas pessoalmente – e mesmo que planeje uma visita em breve, comece com uma entrevista por telefone.

Este post te ajudará a aprender como entrevistar um membro idoso da família para pesquisa genealógica.

Preparando para a entrevista

Certifique-se de reservar um tempo adequado para a entrevista. É possível que elas levem várias sessões e muitas horas. A quantidade de sessões você fará e quanto tempo elas durarão depende de vários fatores – a saúde e a resistência de seu entrevistado, por exemplo, e quanta informação ele tem para compartilhar. Quanto mais tempo você tiver, melhor.

Ainda assim, para aproveitar ao máximo o tempo com seu parente, é uma boa ideia se preparar com antecedência. Tenha perguntas e equipamentos preparados e, se possível, peça para que eles pesquisem ou consigam informações sobre registros e fotografias da família e tenham tudo disponível para quando você fizer sua visita.

Equipamentos que você pode querer levar com você:

    • Um caderno e uma caneta.

    • Um gravador de voz ou câmera de vídeo. Gravar a entrevista te libera de tomar notas e garante que você não perderá um único detalhe. Além disso, um vídeo da vovó contando histórias sobre sua família pode ser um recurso valioso para você e seus descendentes. O aplicativo gratuito do MyHeritage tem um recurso de gravação de áudio que te permite adicionar as gravações diretamente à sua árvore genealógica no MyHeritage. As gravações feitas no aplicativo são armazenadas no perfil da pessoa que você está entrevistando e podem ser acessadas a qualquer momento no site da família ou no aplicativo.

    • Uma câmera digital e um scanner. Esses dois podem ajudar a documentar memorabilia e fazer cópias de fotografias e documentos da família. Você pode até usar seu smartphone como um scanner, e o aplicativo do MyHeritage torna isso muito mais fácil. Nosso recurso de scanner digital cria imagens de alta qualidade de fotografias e documentos, permitindo que você marque parentes, adicione detalhes e descrições e catalogue cada arquivo na seção apropriada de sua árvore genealógica.

O aplicativo do MyHeritage é uma ótima maneira de gravar parentes e digitalizar fotos e documentos enviando tudo diretamente para sua árvore genealógica.

  • Uma garrafa de água para cada um. A conversa vai ser longa e as gargantas podem ficar secas!

Perguntas gerais a serem feitas

Aqui estão alguns exemplos de perguntas que você pode fazer ao seu parente para ajudar a adicionar informações à sua árvore genealógica. Lembre-se sempre de fazer perguntas abertas, não as respondidas por “sim” ou “não”.

  • Onde você nasceu? Qual foi a primeira casa em que você morou e que você se lembra?

  • Onde seus pais nasceram?

  • Você ou sua família se mudaram ou imigraram durante sua vida? De onde pra onde e quando?

  • Quantos irmãos seus pais tiveram? Quais eram seus nomes? Você sabe onde eles nasceram ou de onde seus pais eram?

  • Quais são algumas histórias de família que você se lembra?

  • Qual a sua língua materna? Que idioma seus pais falavam?

  • Você se lembra de alguém da nossa família lutando em alguma guerra? Em caso afirmativo, quais?

  • O que o seu primeiro nome e sobrenome significam? Você sabe por que te deram esse nome?

  • Você mudou seu nome ao longo da sua vida? Se sim, por que e qual era o seu nome anterior?

  • Quais eram os nomes e sobrenomes dos seus pais? Você se lembra dos nomes e sobrenomes dos pais?

  • Como conheceu sua esposa / seu esposo?

  • O que você lembra da família do seu cônjuge?

Você pode encontrar uma lista longa de perguntas detalhadas a serem feitas neste post, mas lembre-se que bombardear seu parente com muitas perguntas pode ser muito pesado. Decida qual informação é mais importante e crie sua entrevista se concentrando nessa informação. Quando as perguntas mais urgentes forem respondidas, explore memórias e histórias adicionais. Lembre-se também que algumas pessoas têm uma memória mais visual, em vez de auditiva, por isso pode ser mais fácil para elas lembrarem detalhes se você desenhar uma árvore genealógica ou olhar as fotos da família juntos.

Ver fotos durante a entrevista pode ajudar seus parentes a lembrar de detalhes

Revendo Memorabilia Familiar

Fotografias de família, heranças e outras recordações são alguns dos nossos bens mais valiosos. A maioria dos parentes idosos ficará encantada em ver todas esses objetos com você – e isso pode trazer mais lembranças.

Alguns itens que você pode pedir ao seu parente para mostrar a você, ou que você mesmo pode levar para a entrevista e estimular a memória dele:

  • Fotografias da família

  • Cartas antigas e convites para casamentos ou outros eventos

  • Anuários

  • Recortes de jornais

  • Registros oficiais como nascimento, morte e certidão de casamento

  • Registros educacionais, como boletins e diplomas

  • Registros militares

  • Documentos religiosos como batismo ou registros de casamento

  • Heranças familiares como joias, artigos religiosos, livros e obras de arte

  • Outros objetos que possuem significado pessoal no contexto da família

Fotos de família, documentos e memorabilia para levar para uma entrevista

Enquanto vocês analisam todos esses itens juntos, pergunte a quem eles pertenciam, onde e quando eles foram adquiridos, para que eles foram usados e se seu parente se lembra de qualquer história sobre eles. Certifique-se de tomar notas organizadas (grave um áudio depois de descrever o item em particular) – especialmente sobre as fotografias, para que você se lembre quem é quem.

Seja sensível

Lembre-se de que, embora muitos idosos aproveitem a oportunidade para relembrar e compartilhar histórias familiares, às vezes pode haver lembranças sensíveis ou dolorosas que podem ser difíceis para o seu parente compartilhar. Pode ser que hajam lembranças traumáticas associadas a certos eventos ou membros da família, ou os sentimentos sobre a perda recente de um ente querido podem ser delicados. Faça o seu melhor para ser solidário, e não pressione demais seu parente se parecer que ele está tendo dificuldades. Ofereça-se para fazer uma pausa ou preparar uma xícara de chá, e continue quando estiverem prontos.

Seja solidário e faça pausas frequentes

Antes de partir

Quando você estiver encerrando, não se esqueça de perguntar ao seu parente se há algo que gostaria de acrescentar ou que gostaria que você perguntasse. Convide seus parentes a ligar ou escrever para você se eles se lembrarem de alguma história ou informação que gostariam de compartilhar mais tarde.

Juntando tudo

Depois de concluir sua entrevista, você precisará organizar as informações que você adquiriu de uma maneira que facilitará o seu acesso e o de outras pessoas. Sites como o MyHeritage facilitam a construção de uma árvore genealógica, armazenam registros e compartilham todas essas informações com seus parentes. Você pode querer compilar um catálogo com o que encontrou – e o parente que você entrevistou terá o prazer de receber uma cópia se você preparar um álbum de fotografias digital. Nos próximos posts, entraremos em mais detalhes sobre maneiras de armazenar e organizar seus registros.

Comece agora!

Agora que você sabe entrevistar seus parentes, é hora de colocar o plano em ação! Marque uma data para entrevistar seu parente mais velho e certifique-se de manter todas as nossas dicas e sugestões em mente. Queremos ouvir como foi sua experiência e que histórias e segredos você descobriu! Conte pra gente nos comentários abaixo!

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado