Homem de 33 anos encontra pai, meio-irmãos e avós pela primeira vez graças ao MyHeritage DNA

Comentários2

Durante toda sua vida o usuário do MyHeritage Kevin Williams sempre desejou ter um pai. Foi um upload de DNA no site do MyHeritage – e uma ajudinha do fundador e CEO do MyHeritage, Gilad Japhet – que finalmente desvendou seu mistério.

Depois de meses buscando em becos sem saída, usei o poder das mídias sociais para tentar derrubar as barreiras. Eu não estava esperando o que aconteceu depois. O CEO do MyHeritage viu meu post e decidiu ajudar. Ele encontrou uma alternativa de fazer contato. E foi totalmente alucinante!

Não importa quantas vezes perguntasse quando era criança, a mãe de Kevin nunca soube dizer quem era seu pai. Embora ela tentasse refazer seus passos ao longo dos anos, ela não tinha ideia de quem ele era ou como entrar em contato com ele. Kevin se conformou à situação e tentou não insistir na ideia, dizendo a si mesmo que muitas outras crianças cresceram sem pai.

Kevin, quando criança.

Foi só quando Kevin teve seus próprios filhos que seu desejo de aprender mais sobre o lado de seu pai o estimulou a se esforçar mais. Ele se sentiu mal em não poder contar a seus filhos sobre esse lado de sua família.

Depois de testar seu DNA com outra empresa, Kevin carregou seus resultados de DNA no site do MyHeritage – e foi aí que as coisas ficaram interessantes.

Kevin foi quase instantaneamente combinado com alguém chamado Colin Jenkins, que compartilhava 12.4% do seu DNA, fazendo dele um primo em primeiro grau, um tio-avô ou bisavô. Depois de falar com várias pessoas que compartilhavam a mesma Correspondência de DNA, Kevin descobriu que todos tinham uma conexão com o País de Gales.

Ele então decidiu testar o DNA da sua mãe e avó materna através do MyHeritage para descartar uma conexão materna. Como elas não receberam a mesma correspondência, Kevin teve certeza de que ele era parente de Colin através de seu lado paterno. Ele percebeu que era provável que uma correspondência tão próxima levasse Kevin a seu pai.

Kevin enviou mensagens para Colin através do MyHeritage no início de 2019 e esperou pacientemente. Depois de meses sem receber resposta, ele já estava desesperado por alguma novidade. Ele apelou para o grupo do Facebook “AUSSIE & UK ANGELS – Reunindo familiares e amigos perdidos” e postou pedindo conselhos.

Eu enviei uma mensagem pro Colin no começo desse ano, mas ele não tinha entrado no MyHeritage desde maio de 2018, então claramente ele não viu. Eu olhei para as nossas correspondências compartilhadas e elas me deram informações valiosas e consistentes sobre a linhagem dos Jenkins. Eles eram da área de Narberth / Saundersfoot do oeste do País de Gales. 3 irmãos se mudaram para os Estados Unidos no final dos anos 1800 e dois irmãos ficaram no País de Gales. Um dos irmãos se mudou de Pembrokeshire para Ammanford no início dos anos 1900 e teve sua família lá. Seu nome era Lewis Jenkins. O outro irmão teve apenas uma filha então era improvável que fosse ele. Outra dica que me deram foi sobre um descendente chamado Arthur Jenkins, que se mudou para Maesteg, Bridgend na década de 1920. Eu tracei essas linhas, mas sem a satisfação de encontrar um Colin Jenkins na árvore.

O post de Kevin no Facebook que despertou a curiosidade de Gilad.

Quando o fundador e CEO do MyHeritage, Gilad Japhet, viu o post do Kevin, ele sabia que suas habilidades de detetive poderiam ajudar. A conexão de Kevin com Colin, que mudou sua vida completamente, era uma tábua de salvação e Gilad queria ver a família reunida.

Depois de pesquisa um pouco, Gilad determinou que Colin provavelmente não estava respondendo porque que seu provedor de Internet estava fora do ar. Gilad pediu à equipe do MyHeritage Research para entrar em contato com o usuário do MyHeritage que realmente comprou o kit de Colin: Adam Jenkins.

Depois de vários e-mails e ligações para vários membros da família Jenkins, Kevin recebeu o número de telefone de seu pai em potencial. Ele não percebeu a princípio que era seu pai, mas durante a primeira ligação telefônica, tudo começou a se encaixar.

Graças à intervenção de Gilad, Kevin finalmente conseguiu conhecer seu pai pela primeira vez. Seu pai se lembrou de ter conhecido a mãe do Kevin em uma noite de quase 33 anos atrás e foi capaz de juntar as peças que faltavam. Kevin também descobriu que ele tem um meio-irmão e meia-irmã, cerca de 10 anos mais novos que ele – e seus avós paternos estão vivos e bem.

Eu recentemente me encontrei com meus avós pela primeira vez e pude apresentar meus filhos aos seus bisavós. Surpreendentemente eles vivem a menos de um quilômetro e meio da nossa casa e eu corri pela mesma rua nos últimos anos sem saber.

Todos receberam Kevin na família de braços abertos. A receptividade da família e dos amigos de seu pai foi incrível.

Eu nunca pensei que minhas características físicas e minha aparência seriam as peças centrais de qualquer conversa, mas é ótimo que minha grande semelhança traga um sorriso e desperte memórias e conversas para aqueles que conheciam meu pai quando ele era mais jovem.

Kevin está muito feliz por ter se reunido a eles depois de tantos anos vagando e procurando.

Não posso agradecer a equipe MyHeritage o suficiente por sua ajuda e estou ansioso para aprender mais sobre minha nova família. Claro, é um pouco estranho para todos no início, mas tem sido uma jornada de mudança de vida para mim e minha família.

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado

  • Ana Lúcia Rosa


    agosto 22, 2019

    Quero muito encontrar minha família biológica.

  • Ismael


    agosto 23, 2019

    Eu realmente gostaria de ter essa mesma experiência. Estou no aguardo do sorteio para desvendar um mistério de família. Eu e minha mãe não sabemos quem é, respectivamente, meu avô e pai dela. Já fiz o teste e apareceu muitos parentes. Porém nem todos da minha família tem condições financeiras de arcar com o teste. Fiz pelo My Heritage e ainda que tenha aparecido muitos parentes não consegui identificar quem de fato e por parte de mãe e quem é por parte de pai.