Cumprindo uma promessa: Jessica encontra um tio perdido há muito tempo

Comentários

Jessica Shackelford, 31 anos, de Oklahoma City, foi enviada em uma missão pelo seu avô: encontrar todos os seus tios e tias perdidos.

Seu avô sabia que ele tinha sete filhos de relacionamentos anteriores, mas infelizmente nunca teve a oportunidade de fazer parte de suas vidas. Ele perdeu o contato com as mães deles logo após seus nascimentos. Mais tarde em sua vida, ele implorou sua neta, Jessica, para ajudar a localizar seus filhos já crescidos.

Através de extensa pesquisa, Jessica conseguiu encontrar todos, menos um. Então, infelizmente, seu avô morreu.

“Eu senti como se tivesse falhado com ele”, diz Jessica.

Felizmente ele fez um teste de DNA que foi cadastrado em vários sites de DNA, incluindo o MyHeritage.

Seis meses após sua morte, ela recebeu uma mensagem através de MyHeritage de Stephen Brown, 51 anos, de Jacksonville, Flórida.

Stephen foi criado por uma mãe solteira e estava procurando por seu pai desde os anos 1990. Ele era o filho que faltava!

Assista à sua reunião emocionante:

Desde criança Stephen sempre soube o nome de seu pai, mas era muito pouca informação para continuar.

“Se você já tentar pesquisar no Google ‘James Ronald Roberts’ ou ‘James R. Roberts’, 10.000 resultados vão aparecer na internet. ”

A namorada de Stephen comprou um kit de DNA do MyHeritage para o ajudar a localizar seu pai.

Na noite anterior ao Dia de Ação de Graças, Stephen recebeu seus resultados de DNA do MyHeritage, e quase imediatamente viu um alerta de que ele combinava com James Roberts – ele finalmente encontrou seu pai!

Ele rapidamente entrou em contato com Jessica, que teve que contar as más notícias sobre a morte de seu pai.d

“Quando consegui os resultados, por causa de 5 meses, perdi a chance de conhecer meu pai depois de procurar por 51 anos. É difícil.

No entanto, Stephen ficou encantado ao saber que ele tinha seis irmãos!

“Meu desapontamento praticamente virou alegria sabendo que eu tenho todos esses irmãos e irmãs que eu nunca soube que tinha.”

Tonya, mãe de Jessica, compartilhou:

“É como se fôssemos amigos ou parentes a vida inteira.”

Enquanto Stephen aprendia mais sobre seu pai através de Tonya, Jessica e seus outros irmãos, ele percebeu que tinha muito em comum com seu pai. Assim como seu pai, ele serviu nas forças armadas, e até no mesmo ramo, a Marinha.

Jessica e Tonya combinaram de dar um presente especial a Stephen.

“Decidi dar a ele a única coisa que recebi quando meu avô morreu… seu chapéu de veterano do Vietnã que ele usava todos os dias. Eu também vou comprar um colar-urna gravado com o símbolo da Marinha, no qual vou colocar algumas das cinzas do meu avô. ”

“Eu quero que ele tenha algo tangível. Eu tenho minhas memórias, então posso ficar tranquila.

Jessica explica:

“Eu sei que meu avô está sorrindo. Nós fizemos isso, nós encontramos todos eles e agora é um círculo completo. ”

Você tem uma história incrível como essa sobre uma correspondência de DNA para compartilhar? A gente adoraria escutar! Conte pra gente nos comentários abaixo!

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado