DNA Quest: Nova Zelândia

Comentários

Em abril de 2018, lançamos o DNA Quest, uma iniciativa sem fins lucrativos para ajudar pessoas adotadas e suas famílias biológicas a se reencontrarem através de testes genéticos.  A participação neste projeto foi incrível. Os usuários do MyHeritage abriram seus corações para nós, compartilhando histórias lindas de busca, de superação e do sonho de no futuro conseguirem um reencontro e saberem de onde vêm. Nós fornecemos milhares de kits de DNA do MyHeritage gratuitos para os participantes que reuniam os critérios necessários.

Estamos assim muito felizes em mostrar para vocês uma das muitas reuniões que foram possíveis através do DNA Quest. Sem o auxílio desta iniciativa tão importante, os meios-irmãos Susan e Terry, ambos da Nova Zelândia, que moram a meia hora de distância um do outro, poderiam ter passado ainda mais tempo sem se conhecerem.

Assista o momento incrível onde eles se conhecera aqui:

Participando do DNA Quest

Quando Susan Butler, 52, de Te Puke, na Nova Zelândia, enviou seus dados para participar do DNA Quest há alguns meses, ela não queria ficar esperançosa demais. Ela se interessou pelo DNA Quest não para si mesma, mas para a mãe da sua cunhada, Judy, de 70 e poucos anos, que não sabia nada sobre a sua família biológica. Susan decidiu fazer um teste também.

Embora Susan conhecesse tanto a sua mãe biológica – já falecida – quanto o pai biológico, com quem ela tem contato, ela ainda tinha algumas dúvidas sobre suas origens. Ela acreditava que o pai tinha tido mais filhos. E ela sempre ficava se perguntando se ela tinha ainda algum irmão perdido por aí.

Eu não esperava descobrir nada novo, somente minha composição genética.

Resultados surpreendentes

Quando Susan recebeu os resultados do MyHeritage DNA ela percebeu que tinha correspondências de DNA bastante próximas com um homem, de quem ela nunca tinha ouvido falar – Terry Smith. Ela ligou para o pai biológico, Bruce, para perguntar se ele já tinha ouvido falar do Terry, mas ele não reconheceu o nome.

Susan mandou mensagens para 15 Terry Smiths diferentes, via facebook messenger, perguntando se eles tinham feito um teste de DNA no ano anterior. No dia seguinte, ela recebeu uma resposta de Terry Smith, 51, de Whakatane, Nova Zelândia, dizendo que ele tinha feito um teste de DNA no ano passado e subido os resultados no site do MyHeritage. Terry queria saber se o teste de DNA iria ajudá-lo a encontrar seu pai biológico, já que a sua mãe não queria revelar o nome.

Eu perguntei quantos anos ele tinha e quando ele respondeu 51, eu já achei de cara que ele fosse meu irmão!

Depois de saber o nome da mãe do Terry, Susan ligou para Bruce novamente, para saber se ele se lembrava da mãe do Terry.

Ele confirmou que este era o nome de uma mulher com quem ele teve um caso no passado – e foi assim que ele descobriu que tinha um filho!

A mãe de Terry nunca contou para o pai que estava grávida, assim, a surpresa foi de ambos os lados. Susan conheceu um meio-irmão e Bruce e Terry também ficaram pasmos de saber da existência um do outro.

A reunião

Foi muito emocionante para Susan e Terry quando eles se ligaram pela primeira vez. Eles decidiram se encontrar o mais rápido possível, o que foi fácil já que Terry mora meros 40 minutos de distância de Susan e 30 do pai, Bruce. Sem perder mais tempo, eles se encontraram já no próximo dia.

Dava para ver nos nossos rostos, como somos parecidos.

Susan e Bruce se encontrando com Terry (à direita) pela primeira vez.

Tanto Susan quanto Terry se sentem abençoados com esta oportunidade de descobrir a família biológica. As suas vidas foram mudadas para sempre, de uma forma que eles nem sonhavam poder ser possível.

Susan comenta:

Muito, muito obrigada por mim mesmo e em nome do meu irmão Terry e meu pai Bruce, que se sentem abençoados. É incrível poder descobrir que tenho um irmão. Para Terry também, pois agora ele pode preencher um buraco enorme que ele tinha na sua vida. Eu estou tão contente de poder dizer que ele e nosso pai Bruce já estão ficando próximos.

Terry e Susan se conhecendo

Terry ainda não consegue acreditar que depois de 51 anos ele finalmente encontrou seu pai e ganhou uma irmã.

Poder encontrar meu pai e uma irmã é tudo. Cinquenta e um anos sem meu pai e, do nada, eu ganhei um lado novo da família. É de arrepiar.

O jornal New Zealand Herald contou a história emocionante da Susan e do Terry. Milhares de pessoas já estão participando do DNA Quest e nas próximas semanas mostraremos mais algumas reuniões familiares incríveis que só foram possíveis, graças a esta iniciativa.

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado