Carlo Pedersoli: o nosso adeus a um grande ator!

Comentários1
Bud Spencer. Fonte: schwarzkopf-verlag.net

Ontem à noite ouvimos a triste notícia de que o ator Carlo Pedersoli tinha falecido, aos 86 anos de idade. Talvez alguns de vocês estejam se perguntando agora: mas quem é este Carlo? Fato é que ele não era muito conhecido pelo seu nome de batismo. Mas tenho certeza que a maioria de vocês vai se lembrar do ator, que era conhecido pelo seu nome artístico: Bud Spencer. Um ator incrível, não?

E agora vamos contar um pouco da biografia dele e ganha um ponto quem souber por quais países ele passou durante a sua vida! Já sabe? Então comente logo ali abaixo, nos comentários e depois confira se você acertou 🙂

Pedersoli nasceu na Itália, dá para dizer pelo sobrenome, né? mais precisamente em Napoli no dia 31 de outubro de 1929. Seu pai era um industrial chamado Alessandro Pedersoli. Em 1937 ele começou a nadar e este foi apenas um dos talentos de Carlo. Em 1940, a família se muda para Roma. Lá Carlo se destaca como excelente aluno. Após pular dois anos, ele inicia em 1946 o curso de direito na Universidade de Roma. Como, no entanto, a sua família decidiu emigrar para a América do Sul, Carlo não chega a concluir o curso.

O primeiro destino é o Brasil (esta foi uma novidade para mim!). Por aqui, mais precisamente no Rio de Janeiro, Bud trabalhou numa linha de produção. Depois disso, ele se mudou para a Argentina, onde começou a trabalhar como bibliotecário, em Buenos Aires, e mais tarde para o Uruguai, onde foi secretário no consulado italiano.

Belo documento que encontramos para você no SuperSearch: carta de imigração de Carlo, na chegada ao Brasil. Clique para ampliar a imagem.

Em 1957, ele conclui o seu curso de direito, após meros 6 semestres. Numa conferência de imprensa em Berlin, em 2011, ele comentou que gostaria de ter sido médico ou advogado, porém, devido as suas muitas atividades paralelas, ele acabou não conseguindo exercer a profissão.

Três anos depois, em 1960, Carlo Pedersoli volta para a Itália, onde ele se casa com Maria Amato, filha de Giuseppe Amato, que ele já conhecia há 15 anos. Em 1961 nasceu o seu filho Giuseppe e um ano depois sua filha Cristiana. Ele teve mais uma filha: Diamante, nascida em 1972.

Bud foi um pai exemplar, como podemos ver pelas palavras do seu filho Giuseppe: “Meu pai nunca me ditou o que eu deveria ou não deveria fazer e ele sempre foi para mim um grande exemplo. Ele era um homem de família de verdade. Ele nunca levantou a voz para a minha mãe e o sucesso nunca lhe subiu à cabeça”.

Já em 1967, com o seu primeiro filme, veio o reconhecimento. Ele falava seis línguas (inclusive o português, ele diz frases neste idioma em alguns filmes tais como em “Charleston” de 1977, quando se faz passar por um milionário brasileiro) e também foi autor do registro de diversas patentes.

Juntamente com Terrence Hill, eles fizeram a comédia “Deus perdoa… eu não!” Foi uma dupla de muito sucesso, o último filme – o 17º – foi gravado em 1994 foi produzido por seu filho Giuseppe e fechou com chave de ouro esta parceria.

Bud Spencer – nome inspirado na sua cerveja preferida – foi um grande ator, que deixará saudades. Que ele descanse em paz.

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado

  • João b a campos


    junho 29, 2016

    Assisti muitos. Filmes com ele. Grande perda.