Repositório Genealógico Nacional

Repositório Genealógico Nacional

Comentários5

Uma nova iniciativa acaba de ser lançada em Portugal, pela Universidade do Minho – o Repositório Genealógico Nacional.

“Os registros paroquiais de batizados, casamentos e óbitos, institucionalizados na segunda metade do século XVI, constituem a memória coletiva mais sistemática do Mundo Ocidental. Organizar essa informação numa base de dados central, com âmbito geográfico sucessivamente alargado, é o primeiro objetivo do Repositório Genealógico Nacional.” – lê-se na página do Facebook do Repositório. Eles também pretendem: “Fornecer serviços no campo das genealogias à comunidade residente ou em diáspora.”

Neste âmbito, o Grupo de História das Populações do Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura Espaço e Memória (CITCEM) da referida universidade acaba de concluir o projeto “Espaços Urbanos: Dinâmicas Demográficas e Sociais (Séc. XVII-XX)”.

O projeto trata de migrações internas, relações dentro/fora do casamento, crises de mortalidade, entre outros temas. Carlota Santos – responsável por este projeto, professora auxiliar do Departamento de História da UMinho e coordenadora do Grupo de História das Populações e Maria Norberta Amorim, também investigadora do mesmo grupo que há mais de 40 anos, vêm pesquisando sobre as dinâmicas demográficas e sociais em Portugal.

As duas falam um pouco mais sobre o seu projeto no vídeo a seguir:

Watch more Portugal videos on Frequency

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado

  • Rosa White


    julho 11, 2014

    E uma boa iniciativa. Ajudará as famílias a conhecerem-se.

  • Márcia Helena


    julho 20, 2014

    Senhores, com relação a postagem sobre o “Repositório Genealógico Nacional” tenho alguns comentários.
    1) Ao final do texto diz “As duas falam um pouco mais sobre o seu projeto no vídeo a seguir:”, mas não encontrei vídeo algum.
    2) Apesar da postagem ser de Jul/2014, o referida página no Facebook do Repositório está inativa desde Dez/2013.
    3) No site da Universidade do Minho (http://www.uminho.pt), assim como do CITCEM (http://www.citcem.org/) não encontrei coisa alguma com este nome de Repositório.

    Por isso peço a ajuda a autora do artigo para encontrar tal Repositório, pois não consigo.
    Grata.

  • Sirlene Maria de Almeida \oliveira


    fevereiro 23, 2016

    Tenho familiares em Portugal, pois, meus avós e bisavós por parte de pai – Delphim Corrêa de Almeida -, nasceram e casaram-se lá também. Gostaria muito de encontrar alguns desses familiares que ainda estão por lá, ainda que não os conheça. Espero que minhas informações favoreçam de alguma forma a pesquisa e esse meu desejo. Família portuguesa por parte do meu pai: Avós paternos: Torquato Corrêa de Almeida e Nathalia do Carmo ( são os pais do meu pai ) – Bisavós paternos: João Correa de Almeida e Anna Teixeira Paula – Bisavós maternos: Manoel dos Santos Leitão e Anna Pereira do Carmo (são os avós do meu pai). Obrigada!

  • Sirlene Maria de Almeida \oliveira


    fevereiro 23, 2016

    Tenho familiares em Portugal, pois, meus avós e bisavós por parte de pai – Delphim Corrêa de Almeida -, nasceram e casaram-se lá também. Gostaria muito de encontrar alguns desses familiares que ainda estão por lá, ainda que não os conheça. Espero que minhas informações favoreçam de alguma forma a pesquisa e esse meu desejo. Família portuguesa por parte do meu pai: Avós paternos: Torquato Corrêa de Almeida e Nathalia do Carmo ( são os pais do meu pai ) – Bisavós paternos: João Correa de Almeida e Anna Teixeira Paula – Bisavós maternos: Manoel dos Santos Leitão e Anna Pereira do Carmo (são os avós do meu pai). Obrigada!