13    fev 20145 Comentários

Entrevista – João Ventura

Hoje temos o prazer de entrevistar aqui no Blog em língua portuguesa de MyHeritage o genealogista português João Ventura.

João, de 39 anos, é natural de Faro, Portugal, mas atualmente reside na Alemanha. Ele tem dois filhos e começou a fazer sua árvore genealógica na altura em que nasceram.
Isso colocou-o em contato com a realidade da pesquisa genealógica em Portugal e a necessidade de "viajar" para uns 20 sites diferentes de modo a obter os registros paroquiais.
João lançou recentemente o site tombo.pt, site este que todas as noites indexa os 18 sites dos Arquivos Distritais de Portugal Continental, e os sites dos Açores, da Madeira e de Guimarães. Nesta entrevista ele nos dá mais detalhes sobre o seu trabalho no site e sobre a genealogia portuguesa.

Boa leitura!

MH - João, você é o fundador do recém-lançado site tombo.pt. Poderia falar um pouco mais sobre o seu trabalho com o site, sobre os seus objetivos e futuros projetos?

JV- Fiz o site como uma ferramenta para me ajudar a mim, e outros como eu, que buscam aos seus antepassados através dos registos paroquiais na Internet. Quando comecei, existia um site muito semelhante (o etombo.com), que no entanto deixou de ser actualizado há quase 4 anos. Para evitar ter de visitar constantemente as páginas dos vários arquivos à procura de novidades, criei um sistema automático para me avisar de todas as novidades que surgissem, que ainda corre todos os dias para actualizar o site. Neste momento o site indexa todos os 22 arquivos com registos paroquiais em Portugal e avisa diariamente das novidades. Para o futuro tenho planos para duas novas funcionalidades: 1) a indexação de outros documentos como os livros de passaportes, as administrações de concelho e os processos ‘de genere’; e 2) informação em cada freguesia sobre a sua origem com ligação para a freguesia anterior. Além disso o site também irá melhorar em aspecto visual e terá uma versão em Inglês.

Leia mais... "Entrevista – João Ventura" »

17    jan 20141 Comentário

Arquivo Distrital de Braga

Você tem parentes portugueses? Por um acaso eles vêm de Braga ou região? Então, temos uma nova dica para vocês: o Arquivo Distrital de Braga já está disponível ao público através do endereço: www.pesquisa.adb.uminho.pt.


A base de dados do site conta com mais de 100 mil registros e 50 mil imagens digitais (cerca de 400 livros de registros paroquiais), mas este valor deve dobrar durante o ano. O arquivo planeja agregar conteúdo ao site de forma diária e gradual, até que todo o conteúdo seja anexado. E isto significa anexar milhões de imagens, pertencentes aos 5 km de documentação que o arquivo possui!

Imagem: Béria Lima @wikimedia commons

Parte do acervo nunca foi tratada anteriormente, então trata-se de uma pequena revolução. Os documentos online terão livre acesso para pesquisa, leitura e download das imagens digitais. Serão pagos serviços como reprodução, certificados ou a execução de pesquisas. Leia mais... "Arquivo Distrital de Braga" »

29    out 20131 Comentário

Biblioteca Nacional do Brasil

Você já visitou a Biblioteca Nacional ou pretende visitá-la hoje? Se sim, lembre-se que hoje a biblioteca está completando mais um ano de vida! Fundada em 29 de outubro de 1810 com o nome de Fundação da Real Biblioteca, hoje em dia, ela é a maior biblioteca do Brasil e da América Latina, e a sétima maior biblioteca do mundo. Não coincidentemente, comemora-se igualmente hoje o Dia Nacional do Livro.

Fachada da Biblioteca Nacional

Suas origens estão intimamente ligadas à história do Brasil. Pois foi com a vinda da Família Real para o Brasil, e com a vinda da Real Biblioteca Portuguesa, que o Brasil ganhou a sua primeira biblioteca. Este primeiro acervo de sessenta mil peças, entre livros, manuscritos, gravuras, mapas, moedas e medalhas foi trazido ao país em três etapas, entre 1810 e 1811.

Durante os primeiros meses o acervo foi guardado no Hospital da Ordem Terceira do Carmo, próximo ao Paço Imperial. Mas como as instalações eram inadequadas, foi estabelecido que um novo local seria edificado para abrigar as valiosas obras da biblioteca.

Leia mais... "Biblioteca Nacional do Brasil" »

15    out 201316 Comentários

Parceria com o FamilySearch traz bilhões de novos dados ao MyHeritage!

Temos o imenso prazer em anunciar que o MyHeritage acabou de fechar uma parceria estratégica com uma das organizações líderes no mercado da genealogia, o FamilySearch. Parceria esta que irá trazer bilhões de registros históricos mundiais e perfis de árvores genealógicas cobrindo vários séculos para o site de MyHeritage.


Este é verdadeiramente um "momento histórico" na indústria da história familiar e um evento muito especial para entusiastas da genealogia pelo mundo afora.

Registros históricos são o suporte principal da pesquisa genealógica e simplesmente essenciais para que se encontrem novas conexões familiares ou novas informações sobre os antepassados. Os perfis na árvore genealógica são também muito úteis para que  encontremos novos parentes e para que aproveitemos do conhecimento coletivo de milhões de outros usuários.

Leia mais... "Parceria com o FamilySearch traz bilhões de novos dados ao MyHeritage!" »

10    out 20133 Comentários

Como escolher um sobrenome na hora de casar?

Antigamente, para todo brasileiro, a regra era: ao se casar a mulher recebe o nome do marido e o marido continuava com o seu sobrenome. Não era incomum uma família receber um convite de casamento do tipo: Sr e Sra. Frederico Cardoso Pontes.

O que para algumas mulheres poderia ser uma fonte de orgulho - a de carregar o sobrenome do marido, para outras poderia ser uma espécie de carga, um símbolo de submissão ao marido.

Imagem: cienciaempauta.am.gov.br

Na cultura portuguesa, é costume que os filhos recebam um ou mais sobrenomes de ambos os progenitores. Os sobrenomes maternos precedem os paternos. Em Portugal, há um número máximo de sobrenomes permitidos, quatro, já no Brasil e nos restantes países de língua portuguesa não existe esta limitação.

No entanto, após o casamento, e após a adoção do sobrenome do marido, esta prática pode originar nomes extremamente longos. Por exemplo uma garota chamada de Maria Carolina que recebe dois sobrenomes da mãe, mais dois do pai - Maria Carolina Ferreirinha Mota Pereira dos Santos casa-se com Nuno Barroso dos Reis, poderia se tornar a Maria Carolina Ferreirinha Mota Pereira dos Santos Barroso dos Reis após o casamento.

Leia mais... "Como escolher um sobrenome na hora de casar?" »

30    jun 201314 Comentários

Um sonho de menina – A história de Manuela

Faro - Portugal

Algumas histórias que nós encontramos ao conversar diariamente com dezenas de usuários são emocionantes. Algumas delas nem sempre escritas com o intuito de serem grandes histórias, mas apenas para nos explicar um problema e acabam por se tornar uma grande história.

Achar estas histórias as vezes é como encontrar uma pepita de ouro em meio a um monte de outros metais.

A tempos atrás, recebi um e-mail de Manuela Pinheiro, usuária de MyHeritage e que trabalha na área médica em Faro - Algarve - Portugal.

No meio de muitas histórias que ela me escreveu para explicar seu problema uma delas me chamou a atenção e a partir dai passamos a nos comunicar, por e-mails e também pelo Skype.

Conseguimos um bela história de dedicação e carinho que levou anos para ser completamente concluída e documentada. Um verdadeiro trabalho de paciência que nasceu de um sonho de adolescente.

Leia mais... "Um sonho de menina – A história de Manuela" »

13    jun 20136 Comentários

Todas as histórias nos ligam

Eu sempre ressalto no que falo que Genealogia não é um hobbie e sim uma vocação.

Acredito sim, que somos todos parentes de alguma forma, e que o nosso trabalho é descobrir estas ligações que o tempo esconde e que todas as histórias estão unidas em algum ponto do passado.

Maria Madalena dos Santos, genealogista em Portugal nos presenteia hoje com uma belíssima história de pesquisa genealógica. Uma daquelas histórias que invadem castelos e túmulos e que tira a poeira do tempo na busca do passado.

Maria Madalena, é uma das atrizes da maior festa medieval de Portugal a Festa de Santa Maria da Feira e na Viagem Medieval, o papel que ela interpreta exige que ela faça um intenso laboratório do personagem a ser interpretado, no caso dela, a Rainha de Portugal Dona Urraca. Seu laboratório foi buscar a história do personagem.

Na busca desta personagem histórica, Maria Madalena , com surpresa esbarrou na história de Fernando de Bulhôes, e percebeu que estava diante de uma santo, o Santo António, leia as conclusões de Maria Madalena:

Leia mais... "Todas as histórias nos ligam" »

22    abr 201312 Comentários

22 DE ABRIL – O descobrimento de Portugal

Em 22 de abril de 1500, Cabral descobriu o Brasil.

Há que diga que ele estava perdido e os índios o acharam. Pode ser, todos nós, as vezes, estamos perdidos diante da vida. Sempre estamos em busca de algo inédito ou de alguma coisa. Nem sempre sabemos o que seja ou compreendemos o motivo pelo qual a vida nos leva lugares inexplorados e novos.

Nem sempre compreendemos o porque que vivemos algumas situações ou épocas que marcam as vidas e as nações.

O Brasil hoje é oásis da economia, disputado, invejado e procurado por milhares de imigrantes que desejam fazer aqui uma nova vida. Encontrar a felicidade.

Portugal, diante da crise que abala todo o mundo, hoje, não está tão bom economicamente, mas o grande povo que habita Portugal irá vencer as dificuldades. Todos nós buscamos a estabilidade, a segurança e o conforto.

Mas, e se? E se em algum lugar, a felicidade não esteja na quantidade de dinheiro que temos no bolso ou no país em que moramos e esteja apenas no nosso sonho?

Junior Tidus é um jovem jornalista em busca desta felicidade. É um Cabral ao inverso. Um aventureiro em busca de um sonho, assim como os aventureiros de 1500. Leia a história deste jovem em uma declarada Carta de Amor aos dois lado do Atlântico. Brasil e Portugal dois irmão em um só sonho.

Leia mais... "22 DE ABRIL – O descobrimento de Portugal" »

23    mai 20120 Comentário

Controlando crianças

Neste final de semana que passou fui a um festinha de aniversário de minhas sobrinhas Rafaela e Larissa. A casa estava cheia de crianças e todas correndo pela casa, pelo jardim e pelos cantinhos que a gente nem imagina que caiba uma criança.

Eram gritinhos, birrinhas, chorinhos e muita, muita gargalhada. Quem vai a festa de criança sabe muito bem o que eu estou dizendo.

Só existe um momento em que todas disputam o mesmo lugar, em volta do bolo.

Leia mais... "Controlando crianças" »

25    abr 20122 Comentários

Um forte símbolo, um forte povo

25 de abril de 1974 - Portugal respira a Liberdade.

Todas as lutas pela Liberdade que nós Homens já participamos tem os seus símbolos. Alguns viram estátuas de bronze, outras de mármore.

Nenhum símbolo é tão significativo quanto o cravo. Um revolução romântica.

A Liberdade é romântica. Esta entre os nobres ideais de nós Homens.

Um símbolo que pode ser pouco significativo para outros povos, mas não para os portugueses. Um simbolo simples, lindo e carinhoso.

Uma florista e um maço de cravos foi mais forte que um exército. Uma atitude inocente, patriótica e feminina, mas que se transformou em um forte simbolo para o mundo.

Nós homens, do mundo todo, deveríamos ouvir mais as nossas mulheres, as nossas floristas.

Qual revolução no mundo tem flores como símbolos e musica como palavra chave? Eles não eram soldados nem revolucionários, eram poetas.

Ah! Se todos os símbolos de todas as guerras e revoluções fossem as flores.

Ah! Se todas as guerras e revoluções pudessem usar apenas flores como armas.

Parabéns Portugal! Que o cheiro da pólvora seja substituído pelo perfume das rosas e do cravo.

Parabéns Portugal! Que o vermelho do sangue seja substituído pelo vermelho dos cravos e das rosas.

Parabéns Portugal! Em sua luta pela Liberdade, as flores não enfeitaram caixões, mas enfeitaram as mentes humanas.

Só um grande povo combate as armas com as flores... E vence.

Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados