14    set 201518 Comentários

Cidadania portuguesa para judeus sefarditas

Fonte: reismalheiro.com

No dia 27 de Fevereiro de 2015, foi publicado em Diário da República o diploma que permite o exercício do direito ao retorno dos descendentes judeus sefarditas de origem portuguesa, que o desejem, mediante a aquisição da nacionalidade portuguesa por naturalização e sua integração na comunidade, com os inerentes direitos e obrigações.

Assim sendo, o Governo português poderá conceder a nacionalidade por naturalização aos descendentes de judeus portugueses, que através da demonstração da tradição de pertença a uma comunidade sefardita de origem portuguesa, com base em requisitos objetivos comprovados de ligação a Portugal, designadamente apelidos (sobrenomes), idioma familiar, descendência direta ou colateral, desde que sejam maiores ou emancipados à face da lei portuguesa e não tenham sido condenados, com trânsito em julgado da sentença, pela prática de crime punível com pena de prisão de máximo igual ou superior a três anos, segundo a lei portuguesa.

Selecionamos aqui algumas perguntas práticas, que poderão ajudá-lo a decidir se você poderá tentar conseguir a cidadania portuguesa (ou espanhola, para maiores informações, consulte nosso blog em espanhol, aqui), ou não.

Qual é a lista dos documentos necessários?

O requerimento deve ser acompanhado dos seguintes documentos:

Leia mais... "Cidadania portuguesa para judeus sefarditas" »

28    mar 201442 Comentários

Nacionalidade espanhola aos descendentes de judeus sefarditas

Ao longo das últimas semanas temos visto uma enxurrada de notícias sobre os judeus sefarditas inundarem as redes sociais: são milhares de pessoas que pretendem provar sua origem sefardita para tentar então conseguir obter um passaporte espanhol.

Tudo começou com a intenção do governo de Mariano Rajoy para aprovar no Congresso Espanhol uma modificação no Código Civil daquele país para conceder a nacionalidade espanhola aos judeus sefarditas que consigam provar suas origens ancestrais e, assim, compensar aquelas famílias que foram expulsas de Espanha sistematicamente a partir de 1492.

Ondas migratórias sefarditas

Os judeus fugiram das perseguições que lhe foram movidas na Península Ibérica durante a inquisição espanhola (de 1478-1834) e se instalaram em novos territórios. Milhares se refugiaram no novo mundo, por exemplo, no Brasil e no México, onde atualmente temos milhares de descendentes dos judeus conhecidos como Marranos (pessoas que foram forçadas a se converterem ao cristianismo, mas que continuavam praticando às escondidas a sua religião).

Leia mais... "Nacionalidade espanhola aos descendentes de judeus sefarditas" »

Sobre nós  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2016 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados