16    dez 201312 Comentários

Fabrício Fraga: Meu antepassado o “Descobridor de Diamantes”

Recentemente perguntamos aqui no blog qual antepassado que nossos usuários mais gostariam de (re-)encontrar. Foram várias as respostas, muitas delas muito nos emocionaram, pois revelavam motivos íntimos como uma usuária que queria ter a chance de apresentar à mãe, os netos que ela nunca chegou a conhecer, ou outro usuário que gostaria muito de ter a oportunidade de dar um abraço em seu avô.

Prof. Fabrício

Mas um comentário, em particular, nos deixou curiosos: Fabrício, o autor do post de hoje, queria conhecer o Descobridor de Diamantes - Bernardo da Fonseca Lobo.

Fabrício, professor de inglês, que gosta muito de História, interessa-se desde criança pelas histórias das famílias a que pertence, mas só quando foi para a cidade onde agora mora, há 11 anos, é que teve a oportunidade de ter um contato mais próximo com a história de sua família.

Boa leitura!

"Um dos meus antepassados mais distantes é o Bernardo da Fonseca Lobo e sua esposa D. Anna de Mascarenhas de Vasconcelos. Ele, filho legítimo de António Jorge e de Domingas Francisca, nascido no final do século XVII ou no início do século XVIII em Portugal no lugar chamado Rio Maior, termo de Santarém, arcebispado de Lisboa e ela, filha legítima de André de Mascarenhas de Vasconcelos (Português) e de Maria de Jesus de Vasconcelos, nascida em Santo Antônio do Brumado, termo de Mariana, Minas Gerais.

Leia mais... "Fabrício Fraga: Meu antepassado o “Descobridor de Diamantes”" »

13    jun 20136 Comentários

Todas as histórias nos ligam

Eu sempre ressalto no que falo que Genealogia não é um hobbie e sim uma vocação.

Acredito sim, que somos todos parentes de alguma forma, e que o nosso trabalho é descobrir estas ligações que o tempo esconde e que todas as histórias estão unidas em algum ponto do passado.

Maria Madalena dos Santos, genealogista em Portugal nos presenteia hoje com uma belíssima história de pesquisa genealógica. Uma daquelas histórias que invadem castelos e túmulos e que tira a poeira do tempo na busca do passado.

Maria Madalena, é uma das atrizes da maior festa medieval de Portugal a Festa de Santa Maria da Feira e na Viagem Medieval, o papel que ela interpreta exige que ela faça um intenso laboratório do personagem a ser interpretado, no caso dela, a Rainha de Portugal Dona Urraca. Seu laboratório foi buscar a história do personagem.

Na busca desta personagem histórica, Maria Madalena , com surpresa esbarrou na história de Fernando de Bulhôes, e percebeu que estava diante de uma santo, o Santo António, leia as conclusões de Maria Madalena:

Leia mais... "Todas as histórias nos ligam" »

11    jun 20131 Comentário

Nossas Histórias: O Mayflower¹ e muito mais!

Há tantas maneiras de ser mordido pelo bichinho da genealogia. Uma usuária de MyHeritage,  Melva Jo Wright da Flórida (EUA) assumiu a investigação de sua tia materna (Geraldine Martinez), quando ela morreu, em 2004.

Quatro irmãs de sua tia ajudaram na pesquisa e cada uma delas recebeu uma pasta com a história da família de sua irmã pesquisadora.

Bisavós maternos de Melva Jo e sua família: Norval Channing Smith (1878 PA-1955 PA) e Amanda Catherine (Pyle) Channing (1877 PA-1957 PA). Sua avó (extrema esquerda) é Rebecca ( Channing) Lytle (1901 PA-1980 FL) (foto cortesia) - (PA=Pensilvânia - FL= Flórida)

A maioria delas têm compartilhado comigo, mas eu ainda estou à espera de ouvir os outros para completar os seus dados em nossa árvore genealógica. Espero que eles tenham algumas imagens originais, como a maioria dos que eu já tenho são cópias.

Melva Jo, 60 anos, tem três filhos e três enteadas. Sua mãe trabalhava no Pentágono e seu pai era um piloto de stockcar, falecido em 1951 de uma corrida. Sua mãe se casou novamente, com um grande major do exército, e a família vivia na Alemanha e na França.

Entre suas descobertas emocionantes, constam: John do Mayflower¹ e Priscilla Alden que são seus nonos bisavós diretos. Ela também está relacionada ao escritor Henry Wadsworth Longfellow, ao presidente Abraham Lincoln, Clement Clark Moore (que escreveu "The Night Before Christmas), bem como Orson Wells, Marilyn Monroe, Dick e Jerry Van Dyke e Ricky Nelson, para citar alguns.

Leia mais... "Nossas Histórias: O Mayflower¹ e muito mais!" »

22    abr 201312 Comentários

22 DE ABRIL – O descobrimento de Portugal

Em 22 de abril de 1500, Cabral descobriu o Brasil.

Há que diga que ele estava perdido e os índios o acharam. Pode ser, todos nós, as vezes, estamos perdidos diante da vida. Sempre estamos em busca de algo inédito ou de alguma coisa. Nem sempre sabemos o que seja ou compreendemos o motivo pelo qual a vida nos leva lugares inexplorados e novos.

Nem sempre compreendemos o porque que vivemos algumas situações ou épocas que marcam as vidas e as nações.

O Brasil hoje é oásis da economia, disputado, invejado e procurado por milhares de imigrantes que desejam fazer aqui uma nova vida. Encontrar a felicidade.

Portugal, diante da crise que abala todo o mundo, hoje, não está tão bom economicamente, mas o grande povo que habita Portugal irá vencer as dificuldades. Todos nós buscamos a estabilidade, a segurança e o conforto.

Mas, e se? E se em algum lugar, a felicidade não esteja na quantidade de dinheiro que temos no bolso ou no país em que moramos e esteja apenas no nosso sonho?

Junior Tidus é um jovem jornalista em busca desta felicidade. É um Cabral ao inverso. Um aventureiro em busca de um sonho, assim como os aventureiros de 1500. Leia a história deste jovem em uma declarada Carta de Amor aos dois lado do Atlântico. Brasil e Portugal dois irmão em um só sonho.

Leia mais... "22 DE ABRIL – O descobrimento de Portugal" »

20    mar 20131 Comentário

Privacidade

Todos nós somos muito preocupados com a privacidade.

Esta é a preocupação não só dos usuários de MyHeritage, mas também de MyHeritage.

Desde o principio de nosso site, o tema principal e não negociável foi a segurança dos dados de nossos usuários.

Criamos recursos incríveis para que nossos usuários pudessem, eles mesmos, gerenciar a sua privacidade e a privacidade de seu site e muitos já usam estes recursos com bons resultados.

O objetivo é dar aos demais membros do site a segurança de que os dados colocados em nossas árvores genealógicas não possam ser penetradas por visitantes não autorizados.

Quando falamos de Segurança de nossas informações, brigamos e lutamos para que nada fique exposto, mas... e se for ao contrário?

Leia mais... "Privacidade" »

8    out 20112 Comentários

A genealogia brasileira e Dilma Roussef

Deu em quase todos os Jornais da Europa e em todos os Jornais do Brasil:

PRESIDENTE DO BRASIL DILMA ROUSSEF VISITA PARENTES NA BULGÁRIA .

MUSEU REGIONAL DE HISTÓRIA APRESENTA EXPOSIÇÃO DA GENEALOGIA DA PRESIDENTE DO BRASIL.

Leia mais... "A genealogia brasileira e Dilma Roussef" »

12    set 20115 Comentários

Descobrindo o passado – História de Família

Queria escrever aqui a curiosa história dos pais do meu bisavô, Pedro Manoel da Silva, contada a mim pela minha mãe desde pequeno...

"Nos findos da década de 1860, em plena Guerra do Paraguai, estava um navio da marinha "estacionado" na cidade de Laguna, SC, devido a participação brasileira na referida guerra... Neste navio, havia um marinheiro, meu trisavô, que conheceu uma moça, portuguesa, lavadeira, (não se sabe ainda, se nascida em Laguna), com que depois de namorar algum tempo, teve um filho, nascido a 18/06/1869, e batizado em 08/12/1869 na Igreja Matriz de Santo Antônio dos Anjos da Laguna... Terminada a guerra, o marinheiro precisou voltar junto com o seu navio para o Rio de Janeiro. Inconformado com o fato de ter de deixar a família para trás, escondeu a moça e a criança nos fundos da embarcação. Mas, já em alto-mar, escutou-se o choro da criança, então foi dada a ordem de retorno do navio à Laguna, onde desembarcaram a moça, minha trisavó Anna Zeferina da Gloria, e a criança, meu bisavô Pedro Manoel da Silva, enquanto meu trisavô foi embora junto com o navio para o Rio de Janeiro. Não há notícias ou registros, de que houve tentativas do meu trisavô, Manoel Pedro da Silva, em reaver ou manter correspondências com a família, o que se conta, é que meu trisavô no Rio de Janeiro, sem encontrar alternativas de reaver a família, veio a falecer por depressão..."

Bem, é uma história curta e verídica, mas meu avô materno contava as suas filhas, eu não conheci este meu avô, ele faleceu, 1978, dois anos antes do meu nascimento, mas em família dizem que herdei dele "o gostar" de contar estórias, pois ele era mestre nisso. Quanto ao meu bisavô, pouco sei dele, além dos registros dele, mas meu avô contava que ele tinha muito talento para música, foi maestro de bandinhas, compôs alguns dobrados, e tocava muito bem violão, assim como meu avô...

Esta gostosa história nos foi enviada por nosso usuário Rubens Murilo Schramm Filho.

Leia mais... "Descobrindo o passado – História de Família" »

Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados