9    jul 20143 Comentários

Repositório Genealógico Nacional

Uma nova iniciativa acaba de ser lançada em Portugal, pela Universidade do Minho - o Repositório Genealógico Nacional.

"Os registros paroquiais de batizados, casamentos e óbitos, institucionalizados na segunda metade do século XVI, constituem a memória coletiva mais sistemática do Mundo Ocidental. Organizar essa informação numa base de dados central, com âmbito geográfico sucessivamente alargado, é o primeiro objetivo do Repositório Genealógico Nacional." - lê-se na página do Facebook do Repositório. Eles também pretendem: "Fornecer serviços no campo das genealogias à comunidade residente ou em diáspora."

Neste âmbito, o Grupo de História das Populações do Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura Espaço e Memória (CITCEM) da referida universidade acaba de concluir o projeto “Espaços Urbanos: Dinâmicas Demográficas e Sociais (Séc. XVII-XX)”.

O projeto trata de migrações internas, relações dentro/fora do casamento, crises de mortalidade, entre outros temas. Carlota Santos - responsável por este projeto, professora auxiliar do Departamento de História da UMinho e coordenadora do Grupo de História das Populações e Maria Norberta Amorim, também investigadora do mesmo grupo que há mais de 40 anos, vêm pesquisando sobre as dinâmicas demográficas e sociais em Portugal.

Leia mais... "Repositório Genealógico Nacional" »

27    mai 20145 Comentários

Inglaterra: o fim da genealogia?

O casal Michael Pugg e Rebecca Griffin, casados há 3 anos, são um exemplo da nova moda que está se instalando por todo o Reino Unido: o Meshing (traduzindo uma espécie de "mistura"). No Brasil, é comum a mistura de nomes próprios. Uma grande amiga minha de infância se chamava Tercimar - a mistura do nome do seu pai, Tércio, com o da sua mãe, Maria.

Na Inglaterra, no entanto, as pessoas estão misturando os sobrenomes. Para voltarmos ao exemplo acima, o casal inglês tirou uma parte do nome dele ("Pu") e outra parte do nome dela ("Ffin") e juntos eles são o sr. e a senhora Puffin.

"Nós tomamos esta decisão, pois ficamos sabendo desta fusão de sobrenomes e achamos a ideia ótima. Começamos então a experimentar com os nosso nomes, trocando sílabas pra lá e pra cá e achamos que o nome ficou muito bacana. Além disso, achamos muito legal trazer uma coisa tão nova para o nosso casamento", comenta Rebecca.

Imagem: Flickr.com/photos/mynmaeisharsha

Leia mais... "Inglaterra: o fim da genealogia?" »

28    abr 20142 Comentários

MyHeritage atinge novo marco: 5 bilhões de registros históricos!

Temos o prazer de anunciar mais um marco importante para a nossa equipe: acabamos de ultrapassar a marca de 5 bilhões de registros históricos presentes no nosso site.

Levou apenas 2 anos para que nós conseguíssemos compilar este tesouro de informações genealógicas, demonstrando que somos uma das empresas com crescimento mais acelerado no segmento de história familiar, além de sermos verdadeiramente internacionais.

Pesquisar registros agora.

Para comemorar esta ocasião nós pesquisamos nomes icônicos na nossa base de dados. Aqui estão algumas curiosidades que descobrimos. Clique na imagem para ampliar.

Leia mais... "MyHeritage atinge novo marco: 5 bilhões de registros históricos!" »

13    mar 201423 Comentários

Entrevista: Nélio J. Schmidt

Nélio J. Schmidt - Imagem: Arquivo pessoal do autor

Recentemente tivemos o prazer de entrevistar Nélio J. Schmidt, fundador do site GenealogiaRS e um grande genealogista ligado à pesquisa de famílias alemãs no Rio Grande do Sul. Nesta entrevista ele fala um pouco mais sobre o seu site, sobre a genealogia teuto-brasileira, os desafios ligados à pesquisa familiar e nos conta um pouco sobre a sua própria história.

Boa leitura!

MH - Nélio, você é o fundador do site GenealogiaRS. Poderia falar um pouco mais sobre o seu trabalho com o site, sobre os seus objetivos e futuros projetos?

NS- Sim, o site do GenealogiaRS foi criado por mim, incentivado por vários outros colegas de pesquisas, pois necessitava-se de uma ferramenta para divulgação das atividades e dos acervos que se estava produzindo.Assim, o GenealogiaRS - Pesquisas Teuto-brasileira Ltda. foi criado por mim e devidamente registrado, tendo em vista as necessidades de atender algumas questões legais. No início das nossas atividades - o primeiro encontro de ainda um pequeno grupo de quatorze  pesquisadores, aconteceu no 14 de abril de 2011 - houve manifestações dos colegas para que fosse criado um site.

Leia mais... "Entrevista: Nélio J. Schmidt" »

28    fev 20142 Comentários

Entrevista: Bruno Leal

Bruno Leal - Arquivo pessoal

Hoje temos o prazer de trazer uma entrevista muito especial para vocês, especialmente para os interessados em História. O entrevistado é o Historiador Bruno Leal, que coordena, com muito êxito, o site Café História.
Boa leitura!

MH- Bruno você é jornalista, historiador, professor e fundador da rede social Café História. Você pode nos contar um pouquinho mais sobre as suas inúmeras atividades?
BL - Claro, será um prazer. Comecemos pelo Café História (http://cafehistoria.ning.com). O Café é uma rede social online voltada exclusivamente para historiadores ou pessoas que simplesmente gostam de história, sem serem necessariamente formadas na área. Eu fundei a rede em 18 de janeiro de 2008, a partir de uma plataforma americana chamada Ning, que permite que qualquer pessoas crie a sua própria rede social. São duas as principais propostas do Café História: 1) Estabelecer um espaço de divulgação do conhecimento histórico, aproximando o grande público da universidade e os próprios pesquisadores acadêmicos entre si; 2) Estabelecer um espaço democrático, diverso e transparente de trocas e interações em história. Em pouco mais de seis anos de trabalho, esses objetivos foram alcançados de forma bastante satisfatória. Hoje, temos a maior rede social de história da internet. No Café História, encontram-se cadastradas mais de 54.000 pessoas. Essas pessoas acessaram a rede, fizeram um cadastro, ganharam uma página pessoal e acesso ilimitado aos conteúdos do Café História. Todo participante pode colaborar com a rede, comentar, trocar mensagens e acessar todos os nossos espaços. Há entrevistas, reportagens, artigos, resenhas, vídeos, fotos e grupos de estudos, entre outros. Tudo gratuito. Eu diria que o Café História é uma rede social combinada com um portal. Além do próprio Café Historia em si, estamos presentes também no Facebook, no Twitter, no Google Plus e, mais recentemente, no Youtube, onde temos o Café História TV. É o nosso produto mais recente. O seu endereço é: http://youtube.com/cafehistoriatv.

Leia mais... "Entrevista: Bruno Leal" »

13    fev 20146 Comentários

Entrevista – João Ventura

Hoje temos o prazer de entrevistar aqui no Blog em língua portuguesa de MyHeritage o genealogista português João Ventura.

João, de 39 anos, é natural de Faro, Portugal, mas atualmente reside na Alemanha. Ele tem dois filhos e começou a fazer sua árvore genealógica na altura em que nasceram.
Isso colocou-o em contato com a realidade da pesquisa genealógica em Portugal e a necessidade de "viajar" para uns 20 sites diferentes de modo a obter os registros paroquiais.
João lançou recentemente o site tombo.pt, site este que todas as noites indexa os 18 sites dos Arquivos Distritais de Portugal Continental, e os sites dos Açores, da Madeira e de Guimarães. Nesta entrevista ele nos dá mais detalhes sobre o seu trabalho no site e sobre a genealogia portuguesa.

Boa leitura!

MH - João, você é o fundador do recém-lançado site tombo.pt. Poderia falar um pouco mais sobre o seu trabalho com o site, sobre os seus objetivos e futuros projetos?

JV- Fiz o site como uma ferramenta para me ajudar a mim, e outros como eu, que buscam aos seus antepassados através dos registos paroquiais na Internet. Quando comecei, existia um site muito semelhante (o etombo.com), que no entanto deixou de ser actualizado há quase 4 anos. Para evitar ter de visitar constantemente as páginas dos vários arquivos à procura de novidades, criei um sistema automático para me avisar de todas as novidades que surgissem, que ainda corre todos os dias para actualizar o site. Neste momento o site indexa todos os 22 arquivos com registos paroquiais em Portugal e avisa diariamente das novidades. Para o futuro tenho planos para duas novas funcionalidades: 1) a indexação de outros documentos como os livros de passaportes, as administrações de concelho e os processos ‘de genere’; e 2) informação em cada freguesia sobre a sua origem com ligação para a freguesia anterior. Além disso o site também irá melhorar em aspecto visual e terá uma versão em Inglês.

Leia mais... "Entrevista – João Ventura" »

21    jan 20140 Comentário

Compartilhando histórias de família com nossos maiores tesouros: nossos filhos

Se tem uma coisa que minha filha a-do-ra é ouvir velhas histórias de família. Ela quer saber desde coisas sobre ela mesma (do tipo: que palavras engraçadinhas ela dizia quando bebê, ou pequenas anedotas, como, por exemplo, relembrar como ela adorava brincar com as panelas, ou como entrava dentro da gaveta para melhor brincar com os potes que ficavam lá guardados) até fatos que se passaram com seus pais, avós, tios ou primos. Segundo especialistas, discutir estas histórias familiares com os filhos é uma maneira excelente de se estreitar os laços familiares. Então, nada como explicar as tradições familiares, os pequenos rituais, as histórias do dia-a-dia e também das férias com os filhos desde a mais tenra idade (e quanto menores os filhos são, maiores são as chances de que você terá que contar a mesma história cerca de 800 vezes :-) ) .




Hoje em dia, graças às ferramentas e funcionalidades do site para história familiar myheritage.com.br, é mais fácil do que nunca preservar e transmitir estas histórias únicas a cada família, para as gerações futuras.

Cada família tem a sua própria história, mas para que ela realmente possa ser contada por gerações a fio é imprescindível que ela seja devidamente documentada e compartilhada com os familiares. Seus filhos podem fazer parte das gerações mais novas da família hoje, mas amanhã eles serão os antepassados das gerações futuras!

Leia mais... "Compartilhando histórias de família com nossos maiores tesouros: nossos filhos" »

25    nov 20132 Comentários

Dicas genealógicas: Estatísticas

Você já conhece a área das estatísticas do seu site de família? É uma área cheia de detalhes interessantes sobre sua árvore genealógica, com informações do tipo qual é a expectativa média de vida dos seus familiares e quantos filhos cada família costuma ter. Nós analisamos os dados da sua árvore genealógica inteira para gerar 45 tipos de estatísticas diferentes.

Eu mesma descobri coisas bem interessantes sobre minha família com a ajuda das estatísticas familiares. Por exemplo, os nomes mais comuns da minha árvore genealógica são Celso para os homens e Maria Lúcia para as mulheres. E a pessoa que mais viveu na minha árvore genealógica vem da família do meu marido, na verdade. A sua avó materna viveu 105 anos! E era exatamente 100 anos mais velha que a bisneta, a minha filha Sophia. Uma nasceu em 1907 e a outra em 2007.

Aqui está um mapa mostrando locais de nascimento da minha árvore familiar:

Exemplos de estatísticas. Clique para ampliar.

Para verificar as estatísticas da sua família é muito fácil: É só clicar na aba "Árvore" e depois em "Relatórios" para poder abrir as estatísticas.

Leia mais... "Dicas genealógicas: Estatísticas" »

13    nov 20131 Comentário

Genealogia eslovena – Entrevista com Fernando Paternost

Fernando com sua prima Malu - Foto: Simone Hlebanja

Temos o prazer de dar sequência à nossa série de entrevistas, trazendo hoje informações sobre a pesquisa genealógica de descendentes de eslovenos, no Brasil. O entrevistado de hoje é Fernando Paternost, o principal responsável pelo blog Eslovenos no Brasil e também pelo site da União dos Eslovenos do Brasil.

Boa leitura!

MH- Fernando, você é um dos vice-presidentes da União dos Eslovenos do Brasil. Poderia me contar um pouco mais sobre esta União e os seus membros?
FP- A União dos Eslovenos do Brasil foi criada como uma associação da comunidade eslovena e seus amigos a fim de promover a língua e a cultura eslovena aqui no Brasil. Os membros são em sua maior parte os eslovenos e seus descendentes, mais alguns amigos.

MH- Poderia falar mais sobre a imigração eslovena no Brasil? Que outros países têm uma grande colônia eslovena?
FP- Não dá para falar de uma imigração eslovena para o Brasil. Na verdade há eslovenos que vieram em diferentes épocas para o Brasil. Posso citar o caso de duas famílias no Rio de Janeiro que vieram ainda na época do Império para trabalhar na nossa então capital. Há imigrantes que vieram para o Brasil no fim do século 19 e início do 20 por questões econômicas, onde vinham buscar uma vida melhor, muito associados a imigrações italianas para o Brasil. E há aqueles que vieram fugindo das guerras, principalmente a segunda guerra mundial. Destes, muitos migrantes são expatriados políticos ou religiosos.
Os países que possuem as maiores colônias eslovenas pelo mundo são os países vizinhos (Itália, Áustria, Hungria e Croácia), a Austrália, os Estados Unidos e a Argentina.

Leia mais... "Genealogia eslovena – Entrevista com Fernando Paternost" »

25    set 20132 Comentários

Você tuíta? Então corra pro RT do mês!

Já há algum tempo estamos presentes no twitter, dando notícias diárias sobre acontecimentos ligados à genealogia, história, família e curiosidades. Aproveitamos este canal para termos um acesso mais rápido aos nossos usuários e para que vocês também tenham um canal de contato mais rápido conosco.

Imagem: sustainablejournalism.org

Por exemplo, tem algum evento genealógico na sua cidade que vocês gostariam de divulgar? Basta mandar os dados dos mesmos e nós publicaremos a notícia. Ou foi a algum museu com uma exposição interessante, que pode ser útil para os usuários de MyHeritage? Conte conosco para tornarmos a sua exposição mais conhecida.

E agora vai ser ainda mais vantajoso acompanhar-nos no Twitter: estamos procurando o "RT do mês". O RT do mês é a pessoa que mais interagir conosco durante o mês. Vale tudo: mencionar a conta MyHeritagePT, responder as nossas perguntas, dar RT aos nossos tweets, o que você quiser! Ao final do mês contaremos quem mais interagiu conosco e daremos uma assinatura grátis à escolha! Quer uma assinatura Premium, uma assinatura PremiumPlus ou uma assinatura de dados completamente grátis? Então corre pro Twitter, siga a nossa página e comece a participar!

Em caso de empate faremos um sorteio. E para começar bem, a promoção já estará valendo no mês de setembro! São só 5 dias de interação que valerão uma assinatura totalmente grátis pra você.

Esperamos vocês @MyHeritagePT!

Sobre nós  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados