26    jul 20162 Comentários

Para os melhores avós do mundo

Falar dos meus avós sempre me emociona. Tenho verdadeira adoração por eles e falo "tenho", no presente, mesmo eles sendo todos já falecidos.

Meu avô Joaquim eu nunca conheci. Infelizmente ele faleceu antes mesmo do casamento dos meus pais e só depois de adulta, e de começar a pesquisar a genealogia, é que fui ver uma fotografia dele. Para isso tive que ir ao cemitério. Ainda guardo com muito carinho a foto da foto que tirei naquela visita. Depois disso, felizmente, encontrei mais fotos, para saciar minha curiosidade de saber quem foi o pai do meu pai.

Sua esposa, Francisca, era um doce de pessoa. Guardo com muito carinho as poucas memórias que tenho da minha "Vó Chica" já que ela faleceu quando eu tinha apenas 7 anos - aquela pessoa de olhos azuis e cabelo bem branquinho, que tinha tantas expressões únicas.

Meu outro avô, Curt, foi um homem maravilhoso. Era um avô exemplar - presente, interessado, generoso e muito alegre. Ele adorava sentar e bater papo. Tinha um aperto de mão que nos esmagava os dedos e uma risada contagiante que posso ouvir agora, enquanto escrevo estas linhas. E também se emocionava fácil, fácil... Ainda me lembro de suas lágrimas a cada vez que nos despedíamos, ou no dia do meu casamento.

Finalmente, minha avó Renata era aquela avó de comercial de margarina. Aquela que prepara as coisas que você gosta de comer, aquela que te dá o abraço apertado e te chama de querida. Aquela pessoa que faz tanta falta, tanta falta que parece que o buraco que deixou nos nosso corações nunca mais vai se fechar.

Minhas bisavós Mathilde e Herta, avó Renata, avô Curt, meu pai e avó Francisca.

Leia mais... "Para os melhores avós do mundo" »

13    jul 20161 Comentário

Dia dos Avós

Netos são como heranças: você os ganha sem merecer. Sem ter feito nada para isso, de repente lhe caem do céu. É, como dizem os ingleses, um ato de Deus. Sem se passarem as penas do amor, sem os compromissos do matrimônio, sem as dores da maternidade. E não se trata de um filho apenas suposto, como o filho adotado: o neto é realmente o sangue do seu sangue, filho de filho, mais filho que o filho mesmo... (texto de Rachel de Queiroz, em "A Arte de ser avó")

No dia 26 de julho é comemorado o Dia dos Avós, tanto no Brasil, quanto em Portugal. Este não é um dia muito comemorado em escolas, festinhas, ou mesmo no comércio. O que considero uma coisa boa, pois temos a chance de dar um significado real e emotivo, a uma data bastante bonita e especial.

Este dia foi escolhido por ser o dia de Santa Ana e São Joaquim, os pais de Maria e avós maternos de Jesus. Conta a história que Ana e Joaquim não podiam ter filhos e que Joaquim seguiu para o deserto para orar e fazer penitências, pois acreditava-se que a esterilidade era uma punição. Um anjo foi ao encontro de Joaquim para lhe dizer que suas preces seriam atendidas e que ele deveria voltar para casa. Pouco tempo depois, mesmo em idade avançada, Ana engravida e dá à luz Maria.

Leia mais... "Dia dos Avós" »

26    jul 20116 Comentários

26 de julho – Dia dos Avós

Estamos hoje aqui para lembrar a todos que hoje é o Dia dos Avós.

Alguém que é neto se lembrou?

Hoje, vale uma visitinha para comer um pudim de leite condensado, ou suspiros, ou umas balas do baleiro, ou aquele doce de figo cristalizado. Afinal, na casa das vovós sempre tem alguma coisa que nos encantou a vida toda.

Na casa das vovós e dos vovôs até os bisnetos se encantam, é como se existisse entre nossos avós e nossos filhos uma cumplicidade que não conseguimos entender, assim como os nossos pais jamais entenderam a nossa cumplicidade com os nossos avós.

Que seres maravilhosos são os avós, a cada geração, se aprimoram mais ainda conquistando e fazendo com que a sua simples presença seja já motivo de alegria.

Minhas memórias são a melhores possíveis. E as suas? O que "te atraia" na casa de seus avós? Terá sido o doce ou a sensação de que ali, naquela casa, naquele carinho todo, você se sentisse como o "maior do mundo".

Docinho na boca? Na casa da vovó pode tudo.

Moedinha? Na casa da vovó também pode.

Quintal? Na casa da vovó também pode.

Corra, vá comemorar com seus avós o dia de hoje e aproveita, passa em algum doceria e escolha uma iguaria para vocês se deliciarem juntos.

Na casa dos avós nenhum doce engorda.

Sobre nós  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2016 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados