24    set 20160 Comentário

De volta às raízes: uma família brasileira e outra alemã unidas por um antepassado comum

Hoje temos uma história transatlântica para contar. Uma história que mostra o que acontece quando encontramos ramos da nossa família do outro lado do oceano. De um lado temos Patrick, um alemão de 28 anos, estudante da pedagogia da economia e informática, bem como entusiasta da genealogia; e do outro Walter, um brasileiro também com 28 anos e também entusiasmado na busca de seus antepassados.

Walter e Patrick

Leia mais... "De volta às raízes: uma família brasileira e outra alemã unidas por um antepassado comum" »

19    ago 20160 Comentário

Corfu e eu

No  início de 2015, MyHeritage aceitou o desafio proposto por Yvette Manessis Corporon, autora e produtora vencedora de um Emmy, a ajudar na pesquisa do "Segredo de Ereikoussa", uma ilha pequenininha na Grécia. E fomos muito bem-sucedidos na nossa missão. Mas quando tudo encaminhava para um final feliz, e muito emocionante, chegamos à conclusão, que aquele não era o fim. Afinal aquela história era só a ponta do iceberg. E havia ainda uma história importante a ser contada - a da comunidade judaica de Corfu. Decidimos, então, continuar a nossa saga, a de tentar mapear toda a história familiar desta pequena comunidade, que foi praticamente exterminada com os eventos da Segunda Guerra. Afinal, pensamos nós, se não o fizermos, provavelmente ninguém mais o fará e toda a história desta comunidade estará perdida para sempre.

Assim, durante esta jornada genealógica, deparamo-nos com muitas histórias emocionantes. E a árvore genealógica que começamos a construir e que se iniciou com meia dúzia de nomes (nem mesmo sobrenomes!), já se encontra com milhares de nomes!

A nossa busca nos levou a uma ligação inesperada: a família judia que foi salva em Ereikoussa, graças à coragem da população da ilha, e os avós oriundos de Corfu do jornalista israelense Amir Ziv. Amir até sabia alguma coisa sobre o seu passado grego, no entanto, ele nunca se interessou de fato em saber mais sobre o seu passado.

Na verdade, eu nunca pensei que fosse revisitar estas memórias...

No entanto, no início deste ano, a equipe de pesquisadores do MyHeritage procurou Amir, e ele ficou sabendo da ligação entre a sua família e a orfã Rosa, que havia sido escondida e assim salva, em Ereikoussa, há setenta anos.

Casamento da "orfã" Rosa Belleli, que foi salva em Ereikoussa. Ao seu lado, de vestido preto, está Nina, que a criou. Em pé, atrás da noiva, também de vestido preto, está a avó de Amir, que também se chamava Rosa Belleli.

Leia mais... "Corfu e eu" »

16    ago 20163 Comentários

O nosso adeus a Elke Maravilha

Existem pessoas famosas que parecem sempre estar lá. Às vezes nos esquecemos temporariamente delas, outras nos acompanham diária- ou semanalmente na telinha. O Lima Duarte, o Silvio Santos, a Regina Duarte estão pra mim nesta categoria, de artistas onipresentes, assim como a Elke Maravilha. Assim, foi com surpresa que li hoje da sua morte.

Com seu jeito todo irreverente de ser, ela sempre andou no limiar entre o fantástico e o absurdo. Era muito corajosa, representava um personagem que muitas vezes era motivo de chacota (ou de encantamento, para seus fãs), mas não se deixava abalar com as críticas e seguia em frente, com seu jeito único de ser.

Fico me pensando se este não foi o jeito que escolheu para lidar com as adversidades. Afinal, seus pais lutaram muito para chegar onde chegaram: seu pai Georg Grunupp, muito pobre, russo, sua mãe Lieselotte von Sonden, de família nobre alemã. Eles se conheceram durante a guerra na Alemanha, em Freiburgo, em 1939. Seu pai lutava na Finlândia, contra a tentativa da Rússia de anexar este país e, após grandes ferimentos sofridos, foi transferido para a Alemanha, para tratamento. Eles se apaixonam à primeira vista, se casam e vão morar na Rússia. Seu pai no entanto, é enviado para um campo de concentração na Sibéria e declarado apátrida.

Leia mais... "O nosso adeus a Elke Maravilha" »

11    ago 20160 Comentário

5 dicas fáceis para criar um pôster da sua árvore genealógica

Está certo que para o Dia dos Pais esta nossa dica de presente está muito em cima da hora... mas nunca é cedo demais para começar a pensar no aniversário de uma avó querida, no Natal, ou até mesmo no próximo dia das mães, ou dos pais! Agora é o momento ideal para começar a planejar, reduzir o estresse e o caos que se instaura a cada dezembro, e já preparar um presente especial e muito significativo para quem você ama.

Para nós, amantes da família e da genealogia, é motivo de orgulho e alegria compartilharmos com os nossos familiares os resultados das nossas pesquisas. E quer você esteja planejando um encontro de familiar, numa reunião de vários parentes com o mesmo sobrenome que o seu, quer você queria simplesmente criar um pôster bonito com a sua árvore genealógica, tenha a certeza de que um gráfico da árvore genealógica é algo muito especial. E o melhor de tudo é saber que o pôster pode ser criado muito rápido e facilmente, através do seu site de família no MyHeritage. A personalização de um pôster é o que o torna ainda mais especial. E o conforto também está garantido, você pode criar o gráfico, do conforto do seu lar, e mandá-lo entregar em qualquer lugar do mundo!

Leia mais... "5 dicas fáceis para criar um pôster da sua árvore genealógica" »

8    ago 20161 Comentário

O que você sabe sobre a Heráldica?

Quando começamos a pesquisa da nossa história familiar e começamos a conhecer os nossos antepassados, é pouco provável que tenhamos algum contato com a Heráldica e seus brasões de armas, ou escudos. Todos nós temos (ou podemos criar) uma árvore genealógica, mas poucos de nós encontraremos um antepassado com seu próprio brasão de armas heráldico. Quando, onde e quem tinha um brasão de armas?

Brasão de armas do Rei D. Manuel I (Wikipedia.pt)

Leia mais... "O que você sabe sobre a Heráldica?" »

28    jul 20160 Comentário

Aproveite o inverno para pesquisar a história da sua família!

Oh não, está chovendo! Está frio, é o último final de semana das férias e não tem nada para fazer.... Ou você está em Portugal e tem um dia de chuva também, sem ter como entreter as crianças... E agora?

Eu ainda me lembro das minhas férias, como elas pareciam não ter fim. Eu ficava num misto de alegria, por não ter que acordar cedo, não ter tarefa e não ter que estudar, e tristeza, com saudades de meus amigos e professores. As crianças de hoje não são diferentes. Vejo minhas filhas que adoram estar de férias, mas que ficam entediadas rapidinho se não têm o que fazer. Mas com um pouco de criatividade, boas histórias e genealogia, você pode ajudar os seus filhos e/ou netos a terem férias muito divertidas!

Dias de chuva durante as férias... um pavor para crianças e adultos... Mas eles podem ser divertidos também!

Leia mais... "Aproveite o inverno para pesquisar a história da sua família!" »

22    jul 201625 Comentários

9 erros cometidos por iniciantes da genealogia (e como evitá-los)

Todos nós cometemos erros e temos que saber viver com isso. E na genealogia as coisas não são diferentes. Nós somos motivados pela curiosidade e pelo amor, queremos saber sempre cada vez mais sobre os nossos antepassados e, às vezes, agimos rápido demais, sem atentar muito para os detalhes...

Mas cada um de nós, já foi iniciante um dia. E no começo fazemos erros (e às vezes persistimos no erro). Por isso fizemos uma lista com os 9 erros mais comuns, para que você, iniciante, possa começar a sua pesquisa do jeito certo e para que você, mais experiente, possa ver se você já está fazendo tudo do jeito certo ;-)

Comente no final do artigo, se você aprendeu algo novo ou se você acrescentaria alguma coisa à lista!

Leia mais... "9 erros cometidos por iniciantes da genealogia (e como evitá-los)" »

8    jul 201643 Comentários

História da minha família: Cláudia Gari

Hoje trazemos a história de nossa usuária Claudia Almeida Bock de Gari. Nascida em 1951 em São Paulo, Cláudia é filha de Walter Bock e Margarete Joseph Bock.

Cláudia é casada, tem uma filha e um neto e é formada em Artes Plásticas pela FAAP. Ela criou sua árvore genealógica em 2010 e usou o MyHeritage, para criar a árvore, pesquisar e confirmar datas de nascimento, morte e parentescos e os colocar em um livro: "Prisioneira 75841, história de Margarete Joseph", que foi lançado em 2015.

O título do livro deve-se ao número que sua mãe recebeu como prisioneira, ao chegar no campo de concentração nazista de Auschwitz-Birkenau. Infelizmente, só Margarete saiu viva de lá, seus pais não tiveram a mesma sorte.

Cláudia conta como surgiu a idéia do livro:
"Quando minha mãe faleceu, em 1991, trouxe para minha casa uma cesta com muitos papéis amarelados e fotografias antigas. Esta cesta ficou muitos anos no meu armário. Em 2006 recebi um convite para ir a Dorsten, Alemanha, cidade onde meus avós moravam, para estar presente a uma homenagem às famílias judias que lá moraram e  foram deportadas para os campos de concentração na 2ª grande guerra.

Leia mais... "História da minha família: Cláudia Gari" »

5    jul 20160 Comentário

A regra dos três Cs

Este artigo foi escrito por Kate Eakmann, uma genealogista do site Legacy Tree Genealogists, um parceiro de pesquisa que nós do MyHeritage recomendamos. Kate fez mestrado em história e adora ajudar as pessoas a visualizar a vida dos seus antepassados. Ela tenta sempre "pensar fora da caixa" para descobrir detalhes preciosos sobre a família das pessoas que pesquisa.

Hoje ela vai falar um pouquinho sobre o que fazer quando você herda a pesquisa familiar de um parente. Você também acaba de ganhar a pesquisa da sua avó, um tio-avô ou até mesmo de um parente mais distante, pois ele ouviu falar que você "faz genealogia"? Então, agora você deve estar pensando o que fazer com todo o material herdado...

Aqui estão três dicas fáceis, para integrar esta herança à sua própria pesquisa.

1. Classificar
Olhe cada página recebida.

  • De que documento se trata? É uma foto, uma carta, página sobre um grupo familiar, censo, testamento, artigo de jornal, ou algo mais?
  • Sobre quem é? Esta página trata de somente uma pessoa, uma família, ou múltiplas gerações de uma família? É possível que um item seja sobre uma pessoa, ou pessoas, da(s) qual(is) você nunca tenha ouvido falar.

Leia mais... "A regra dos três Cs" »

15    jun 201620 Comentários

Novo: Gráfico solar

Gráficos da árvore genealógica são uma maneira excelente de compartilhar a sua pesquisa com a sua família e de dar mais vida ao seu passado. MyHeritage oferece uma ampla seleção de gráficos e livros, que podem ser criados gratuitamente, no seu site de família, em poucos cliques.

Hoje estamos lançando mais um tipo de gráfico, o gráfico solar. Esta é uma forma inovadora de visualização dos descendentes, em uma árvore genealógica.

Clique  para ampliar

Este tipo de gráfico é chamado de "solar" pelo fato do antepassado principal (que é selecionado pelo próprio usuário) estar localizado no centro do mesmo, com as várias gerações de descendentes formando círculos  concêntricos, ao seu redor. Este gráfico pode ser classificado como gráfico em leque de descendentes, mas ele é especial por mostrar fotos e não ter um limite de gerações. O seu design privilegiado faz com que ele seja o mais eficiente em termos de aproveitamento de espaço, tendo a vantagem de ser muito fácil de entender. Você tem algum evento familiar se aproximando? Então aproveite a chance para levar o seu gráfico solar (ou vários, um para cada ramo familiar) e você só ouvirá vários "ohs" e "uaus". O sucesso é garantido!

O gráfico acima foi preparado pelo CEO e fundador de MyHeritage Gilad Japhet, para o seu ramo paterno direto (Japhet/Pat), exibindo os descendentes do seu trisavô. Clique aqui para visualizar a versão em PDF completa, do gráfico de Gilad. Veja que as pessoas vivas são exibidas somente com os seus sobrenomes e iniciais do primeiro nome, para preservar a sua privacidade (esta é uma das configurações possíveis, dentre as várias opções do usuário).

Leia mais... "Novo: Gráfico solar" »

Sobre nós  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2016 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados