29    abr 20162 Comentários

Bela, recatada e do lar: 11 dicas de beleza da minha avó

Ultimamente, no Brasil, andamos ouvindo várias pessoas sendo contra ou a favor do fato de se ser "bela, recatada e do lar". Não irei agora entrar mais a fundo na questão, mas fiquei, sim, pensando que o título escolhido para ilustrar a reportagem sobre a esposa do vice-presidente Temer tinha um ar de antigamente. Fazia tempo que não ouvia ou lia as palavras "do lar" e "recatadas", mas me lembro de tê-las ouvindo saindo da boca da minha avó - que era bela, recatada e do lar.

Também de minha avó ouvi muitas dicas de beleza.  Ela era bastante vaidosa e não saia de casa sem passar pelo menos "um batonzinho". Esta era para ela uma regra de ouro e até hoje, quando saio de casa de cara lavada, ouço um sussurro de reprovação, vindo de algum lugar, me dizendo para não sair sem o tal do batonzinho.

Imagem: Livraria do Congresso

Leia mais... "Bela, recatada e do lar: 11 dicas de beleza da minha avó" »

13    fev 201619 Comentários

Como era a vida há cem anos?

Ainda que nós, genealogistas, conheçamos com algum detalhe a vida dos nossos antepassados, temos também alguma dificuldade em imaginar a vida dos nossos antepassados. Quais eram as suas maiores dificuldades? Quais eram os seus hábitos e costumes? A vida antigamente era mais fácil do que a atual?

A companhia teatral Del Tura, da Flórida, fez uma lista muito interessante sobre a vida nas Américas há exatos 100 anos. Quem olha para os itens da lista fica surpreso ao ver como as coisas mudaram em apenas 100 anos.

Imagem: Brooklyn 1916 (Fonte: Library of Congress)

Destacamos aqui alguns dos itens da lista. Qual é o item mais surpreendente? Comente!

6    out 201516 Comentários

Profissões de antigamente

Há alguns meses atrás apresentamos aqui no blog, em homenagem ao Dia Internacional do Trabalho, algumas profissões antigas. Algumas delas já estão extintas, outras ainda existem por aí, mas já quase não se veem.

É sempre fascinante observar como o tempo e as novas invenções vão alterando a forma como vivemos. Algumas profissões que pareciam tão corriqueiras, tão atemporais foram substituídas por máquinas, computadores, ou simplesmente não são mais necessárias. Outras profissões resistem mas também elas são reinventadas.

Hoje encontrei um vídeo que mostra algumas das profissões antigas, mas voltadas mais à nossa realidade brasileira/portuguesa. Será que vocês ainda conseguem se lembrar de ocasiões em que se depararam com estes profissionais exibidos no vídeo? Assista o filme e nos conte quantas das profissões vocês ainda vivenciaram!

6    dez 201316 Comentários

A força de um bom dia

Não sei se é o Natal, ou se é uma daquelas necessidades humanas básicas, mas fato é que em maior ou menor grau, todo mundo precisa de atenção. E não é só a atenção dos amigos, do marido, dos filhos ou dos pais. Queremos atenção em geral. Queremos chegar em uma loja e contar com um sorriso no rosto, queremos que as pessoas que nos atendam sejam simpáticas e prestativas. Queremos, por assim dizer, a boa e velha educação.

Mas e o que querem aqueles que nos atendem? Os que sorriem para nós e não recebem nem um olhar em troca, os que nos dizem bom dia e são bombardeados com perguntas, ordens ou pedidos? Não quererão estes também uma contrapartida?

Não é de surpreender que a resposta seja sim, que isto é exatamente o que o outro lado espera.

No final de semana passado eu estava em uma feira, comendo pastel, sentada num banquinho, do lado da barraca. Estava sozinha, sem celular ou algo que pudesse prender minha atenção e estava esperando meus pais chegarem. Então, comecei a observar a conversa de duas das moças que trabalhavam na barraca. Uma perguntava à outra: e aí, já ganhou um hoje? E a outra, só dois.

Imagem: http://www.flickr.com/photos/cbnsp/

Leia mais... "A força de um bom dia" »

22    nov 201332 Comentários

5 coisas que seus avós faziam e que você não sabe fazer

#piccshare_pic_options, #piccshare_pic_options > *, #piccshare_tint, #piccshare_logo { border-radius: 0; -moz-border-radius: 0; border: none; margin: 0; padding: 0; }Você já parou para pensar nas coisas que seus avós faziam, mas que você não faz mais pois a prática se tornou desnecessária com o tempo, ou por você não fazer a mínima ideia de como fazê-lo? Hoje listamos aqui 5 destas habilidades perdidas com o tempo! Mas podemos e queremos aumentar a lista. Então, se se lembrar de alguma outra coisa é só dizer!


1- Habilidade para escrever longas e frequentes cartas, escritas à mão! Concorda que nos tempos de e-mail e celulares esta é uma habilidade quase em extinção?

Cartas

Quantos de vocês ainda escrevem cartas à mão e as enviam pelo correio? Minha mãe, para citar um exemplo real e próximo, só escreve emails ou manda mensagens de texto pelo Whatsapp. E estes dias tentei explicar pra minha filha o funcionamento do correio, ela achou um absurdo que vão vários dias para uma carta chegar da casa da madrinha até a nossa.

Leia mais... "5 coisas que seus avós faziam e que você não sabe fazer" »

Sobre nós  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2016 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados