15    set 20143 Comentários

Fontes importantes para a genealogia: Jornais

Notícias locais do jornal Spanish American (página 12; 6 de fevereiro de 1905, Roy, Mora County, New Mexico)

Jornais antigos são verdadeiros tesouros genealógicos. Caso a sua família tenha ficado bastante tempo em um único lugar, as chances são grandes de que os jornais locais tenham publicado alguma notícia em relação a eles.

E que tipo de notícias seriam estas? São principalmente informações sobre nascimento, falecimento ou casamento. Era comum no passado publicar-se este tipo de notícia. Além disso, caso os parentes de vocês tenham fundado alguma firma ou tenham tido um negócio próprio, pode haver propaganda deles nos jornais, editais e outras informações importantes ou apenas curiosas. Anúncios, informações sobre os imóveis, festas de final de ano, eventos esportivos e até mesmo os preços das mercadorias, em determinadas épocas, lhe darão uma ideia de como era a vida dos seus familiares. E ainda lhe dão uma visão geral da História, em uma determinada época.

Na página 12 do jornal Spanish American de de 6 de fevereiro de 1906 a seção local oferece exatamente este tipo de informações, como pode ser visto no exemplo ao lado. Nesta coluna das notícias locais (e qual jornal, principalmente de cidade pequena, não tem esta coluna social, não é mesmo?) ficamos sabendo quem foi pra onde, os negócios locais e até mesmo sobre o estado de saúde de determinadas pessoas. Caso os seus parentes também tenham sido mencionados nestas colunas sociais, vocês terão em mãos um material bastante rico e pessoal sobre eles, num determinado período de tempo.

Leia mais... "Fontes importantes para a genealogia: Jornais" »

28    ago 20147 Comentários

Genealogia na ponta dos pés

É comum a vontade das pessoas de saberem mais sobre elas mesmas. Queremos encontrar um significado maior para as coisas que nos rodeiam e entender o nosso papel no mundo em que vivemos.

Com isto em mente, há pessoas que tentam entender a personalidade das pessoas através dos signos, outros querem entender da nossa alma e estudar a áurea, ou tentar prever o futuro através da leitura das linhas das mãos. Há quem diga que os olhos são o espelho da alma, mas há também quem diga que os pés têm muito a dizer. Inclusive, alguns reflexoterapeutas afirmam que os pés podem dizer muito sobre a personalidade das pessoas. Sabiam que existe até um livro sobre o assunto? Ele se chama "A linguagem dos pés", do autor Imre Somogyi.

Interessante também é verificar a nossa ascendência através do formato dos nossos  pés. Eu acabei de verificar que devo tentar procurar as origens gregas da minha família. :-)

E você, baseado nesta imagem: de onde vem sua família?

27    jun 20144 Comentários

Encontrando pistas em fotografias antigas

Semelhanças entre os antepassados podem ajudar a identificar de que lado da família uma pessoa pertence (quem nunca ouviu algo do tipo: ah, este nariz é típico dos Almeidas, ou este cabelo fininho é típico de toda a família Mulinari). Mas fora a semelhança física que outros tipos de dicas podemos ter a partir de fotografias antigas? Tem algo para nos ajudar ou estamos por nossa própria conta e risco?

Felizmente, a resposta é que as fotografias dos séculos XIX e XX estão cheias de pistas, basta olhar com atenção!

Mas, conhecer bem a sua própria família é  bastante útil. Por exemplo, é importante saber (ou perguntar para os familiares) detalhes sobre os familiares: quantos irmãos cada pessoa tem, altura aproximada, cor do cabelo - todas informações importantes quando queremos identificar pessoas em fotografias.

Os registros históricos e de censo também podem auxiliar a decifrar as pistas, especialmente quando se tenta descobrir quais parentes estavam vivendo juntos, em determinado momento.

Leia mais... "Encontrando pistas em fotografias antigas" »

10    jun 20141 Comentário

Dia de Camões

Quando pequena eu morei em Portugal. Isso e o fato de que também tenho um trisavô português, nascido na Ilha da Madeira, mais precisamente da Câmera de Lobos, me fazem sentir um carinho todo especial, toda vez que um novo 10 de junho chega.

Fonte: aluvia-ida.pt

Este é um dia do orgulho português. O Estado Novo, na verdade, apropriou-se deste dia, que não era ainda comemorado com tanta força antes de 1910. Apropriou-se também dos heróis da república portuguesa, não num sentido laico, como pretendiam os republicanos, "mas num sentido nacionalista e de comemoração coletiva histórica e propagandística" (Wikipedia.pt).

Leia mais... "Dia de Camões" »

28    abr 20142 Comentários

MyHeritage atinge novo marco: 5 bilhões de registros históricos!

Temos o prazer de anunciar mais um marco importante para a nossa equipe: acabamos de ultrapassar a marca de 5 bilhões de registros históricos presentes no nosso site.

Levou apenas 2 anos para que nós conseguíssemos compilar este tesouro de informações genealógicas, demonstrando que somos uma das empresas com crescimento mais acelerado no segmento de história familiar, além de sermos verdadeiramente internacionais.

Pesquisar registros agora.

Para comemorar esta ocasião nós pesquisamos nomes icônicos na nossa base de dados. Aqui estão algumas curiosidades que descobrimos. Clique na imagem para ampliar.

Leia mais... "MyHeritage atinge novo marco: 5 bilhões de registros históricos!" »

21    mar 20142 Comentários

História familiar: porque pesquisar?

Você certamente já deve ter ouvido esta frase: "para saber onde estamos indo, devemos saber primeiramente de onde viemos", que dá ênfase à importância do conhecimento das nossas raízes para que possamos viver um presente e um futuro melhores.

Existem, além desta, outras variações de um mesmo tema:

"É sempre bom se lembrar de onde você veio e comemorar. Não se esqueça de que local de onde você vem é parte do lugar para onde você vai." Anthony Burgess

"Lembre-se sempre de onde você vem. Se você sabe de onde vem, não há limite nenhum daquilo que você pode alcançar." James Baldwin

Leia mais... "História familiar: porque pesquisar?" »

13    mar 201423 Comentários

Entrevista: Nélio J. Schmidt

Nélio J. Schmidt - Imagem: Arquivo pessoal do autor

Recentemente tivemos o prazer de entrevistar Nélio J. Schmidt, fundador do site GenealogiaRS e um grande genealogista ligado à pesquisa de famílias alemãs no Rio Grande do Sul. Nesta entrevista ele fala um pouco mais sobre o seu site, sobre a genealogia teuto-brasileira, os desafios ligados à pesquisa familiar e nos conta um pouco sobre a sua própria história.

Boa leitura!

MH - Nélio, você é o fundador do site GenealogiaRS. Poderia falar um pouco mais sobre o seu trabalho com o site, sobre os seus objetivos e futuros projetos?

NS- Sim, o site do GenealogiaRS foi criado por mim, incentivado por vários outros colegas de pesquisas, pois necessitava-se de uma ferramenta para divulgação das atividades e dos acervos que se estava produzindo.Assim, o GenealogiaRS - Pesquisas Teuto-brasileira Ltda. foi criado por mim e devidamente registrado, tendo em vista as necessidades de atender algumas questões legais. No início das nossas atividades - o primeiro encontro de ainda um pequeno grupo de quatorze  pesquisadores, aconteceu no 14 de abril de 2011 - houve manifestações dos colegas para que fosse criado um site.

Leia mais... "Entrevista: Nélio J. Schmidt" »

13    nov 20131 Comentário

Genealogia eslovena – Entrevista com Fernando Paternost

Fernando com sua prima Malu - Foto: Simone Hlebanja

Temos o prazer de dar sequência à nossa série de entrevistas, trazendo hoje informações sobre a pesquisa genealógica de descendentes de eslovenos, no Brasil. O entrevistado de hoje é Fernando Paternost, o principal responsável pelo blog Eslovenos no Brasil e também pelo site da União dos Eslovenos do Brasil.

Boa leitura!

MH- Fernando, você é um dos vice-presidentes da União dos Eslovenos do Brasil. Poderia me contar um pouco mais sobre esta União e os seus membros?
FP- A União dos Eslovenos do Brasil foi criada como uma associação da comunidade eslovena e seus amigos a fim de promover a língua e a cultura eslovena aqui no Brasil. Os membros são em sua maior parte os eslovenos e seus descendentes, mais alguns amigos.

MH- Poderia falar mais sobre a imigração eslovena no Brasil? Que outros países têm uma grande colônia eslovena?
FP- Não dá para falar de uma imigração eslovena para o Brasil. Na verdade há eslovenos que vieram em diferentes épocas para o Brasil. Posso citar o caso de duas famílias no Rio de Janeiro que vieram ainda na época do Império para trabalhar na nossa então capital. Há imigrantes que vieram para o Brasil no fim do século 19 e início do 20 por questões econômicas, onde vinham buscar uma vida melhor, muito associados a imigrações italianas para o Brasil. E há aqueles que vieram fugindo das guerras, principalmente a segunda guerra mundial. Destes, muitos migrantes são expatriados políticos ou religiosos.
Os países que possuem as maiores colônias eslovenas pelo mundo são os países vizinhos (Itália, Áustria, Hungria e Croácia), a Austrália, os Estados Unidos e a Argentina.

Leia mais... "Genealogia eslovena – Entrevista com Fernando Paternost" »

8    nov 20130 Comentário

Que antepassado você gostaria de encontrar?

Fonte: http://mocidadejc.no.comunidades.net/

Esta foi a pergunta que fizemos, no Dia de Finados. E gostariamos de agradecer pela participação tão intensa, tanto aqui no blog, quanto no Facebook e Twitter.

Recebemos muitas histórias: algumas engraçadas, outras tristes, outras ainda extremamente pessoais. Muitas dúvidas foram compartilhadas conosco e muitas perguntas foram feitas que parecem só ter chance de obterem uma resposta se fosse realmente possível ter uma conversa com um antepassado.

Foi bastante difícil escolhermos o ganhador da Assinatura de Dados de MyHeritage, mas esta foi a resposta vencedora, de Márcia Helena:

Leia mais... "Que antepassado você gostaria de encontrar?" »

4    nov 201312 Comentários

Genealogia basca – Entrevista com Diego Moreira

Diego Moreira

É com muita alegria que apresentamos hoje uma entrevista com um pesquisador da genealogia basca. Trata-se de Diego Moreira, que nasceu e vive no Rio de Janeiro, tem 31 anos, casado com a Lucimar e pai do Daniel e da Mariana, de 4 e 2 anos de idade. Diego é professor de Geografia na rede privada de ensino no Rio de Janeiro e em Niterói e atua com alunos do ensino médio e preparação para o vestibular.

MH- Diego, você está fazendo um trabalho fantástico de levantamento de imigrantes bascos radicados no Brasil. Poderia me contar um pouco mais sobre este projeto?
DM- Decidi pesquisar a presença basca no Brasil tomando como ponto de partida a minha própria história familiar. Sou bisneto de uma imigrante basca, Pura Larrabeiti Goiry, nascida em Derio, na província de Vizcaya, na Espanha.
Iniciei o trabalho em casa, levantando informações com familiares próximos. Depois descobri ferramentas na internet que dão acesso a informações relevantes sobre os nascidos na região, como batismos, casamentos e obituários. Com esses dados trilhei caminhos que me levaram a identificar mais de 150 ancestrais, nascidos do século XIX ao XVI. Incluindo cinco gerações completas (até os trisavós) e 88% dos ancestrais da sexta geração (tetra-avós) até o momento. Os dados incluem também indivíduos da sétima até a décima geração de ancestrais de minha bisavó.

O projeto em si foi pensado para ser realizado em parceria com as famílias de origem basca. O objetivo é pesquisar a ancestralidade e a descendência de imigrantes bascos radicados no Brasil. O elemento central da pesquisa é o imigrante, que representa o elo entre os mundos. As famílias auxiliam com informações sobre a descendência e eu pesquiso a ancestralidade.
O resultado desse trabalho abordando vários imigrantes será, sem dúvida, um valioso estudo da imigração basca para o Brasil e da genealogia basco-brasileira. Abre-se a possibilidade para estudar a contribuição dos bascos para o caráter multiétnico do povo brasileiro, sua identidade e sua representação coletiva. Pretendemos incluir o georreferenciamento das informações, o que nos permitirá elaborar um mapa sobre a imigração basca para o Brasil, tanto em relação à origem dos imigrantes, quanto em relação à dispersão de seus descendentes pelo Brasil e pelo Mundo. Quanto mais famílias aderirem ao projeto, melhor e mais completo ele se torna.

Leia mais... "Genealogia basca – Entrevista com Diego Moreira" »

Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados