21    mar 20142 Comentários

História familiar: porque pesquisar?

Você certamente já deve ter ouvido esta frase: "para saber onde estamos indo, devemos saber primeiramente de onde viemos", que dá ênfase à importância do conhecimento das nossas raízes para que possamos viver um presente e um futuro melhores.

Existem, além desta, outras variações de um mesmo tema:

"É sempre bom se lembrar de onde você veio e comemorar. Não se esqueça de que local de onde você vem é parte do lugar para onde você vai." Anthony Burgess

"Lembre-se sempre de onde você vem. Se você sabe de onde vem, não há limite nenhum daquilo que você pode alcançar." James Baldwin

Leia mais... "História familiar: porque pesquisar?" »

9    dez 20132 Comentários

Cartinhas para o Papai Noel

"Querido Papai Noel..."

Assim começam muitas cartas e muitos sonhos infantis. Provavelmente, neste exato momento, alguma  criança estará começando uma cartinha para o bom velhinho usando estas mesmas palavras, da mesma forma que muitas crianças vêm escrevendo há dezenas de anos, na esperança de receber algo tão desejado.

Depois de escritas as cartas são "enviadas" pelos pais para o Polo Norte. Interessante é que, em alguns países, estas cartinhas iam parar nas redações de jornais, que as publicavam.

Fomos conferir, na nossa coleção de jornais antigos, com 120 milhões de páginas datando até o ano de 1609, e encontramos algumas destas cartas:

Achei muito interessante a lista dos presentes mais pedidos pelas crianças há 100 anos atrás, principalmente se compararmos estes pedidos com os de hoje:

1- Doces
2- Nozes
3- Cavalinho de balanço
4- Boneca
5- Trenzinhos
6- Laranjas
7- Livros
8- Roupas

Achei interessante que a lista dos presentes atuais reflete bastante o ano em que vivemos. São basicamente só itens eletrônicos:

Leia mais... "Cartinhas para o Papai Noel" »

12    out 20130 Comentário

Dia da criança é dia de brincar!

Tenho lido em  vários outros blogs e páginas da internet um verdadeiro manifesto a favor da infância. Uma infância, diria eu, como a nossa ou a dos seus pais talvez tenha sido. Uma infância em que os valores residiam mais no ser do que no ter.

Não vou dizer que na minha infância a vontade de ganhar um brinquedo no dia das crianças não existia. É claro que a vontade estava lá e, também, muitas vezes, a realização deste desejo. Eu passava dias e dias sonhando com os brinquedos que iria ganhar neste dia. Fazia listas, negociava com minha mãe, trocava desejos de ordem: "tá bom, então isto eu quero no dia das crianças e aquilo no Natal", reconhecia que não dava para ganhar tudo o que eu queria e com meus pais aprendi muito cedo o conceito do que era supérfluo e do que era necessidade.

Leia mais... "Dia da criança é dia de brincar!" »

Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados