27    jan 201419 Comentários

Vídeo: Entre a suástica e a palmatória

Hoje temos um vídeo triste mas importante para compartilhar com vocês. Ele mostra como a nefasta ideologia nazista tinha suas ramificações no Brasil e como estes "fantasmas" do passado não têm sido devidamente retratados.

Em uma reportagem especial da Revista de História da Biblioteca Nacional, publicada em janeiro do ano passado, vemos como uma fazenda do interior de São Paulo adotou símbolos nazistas como emblema durante as décadas de 1930 e 1940. Uma propriedade vizinha, pertencente à mesma família, foi ainda mais longe e colocou em prática teorias racistas: eles recrutaram 50 crianças orfãs (basicamente apenas meninos negros, entre os 9 e 12 anos de idade) que trabalhavam à força em suas terras. Em 1990, um fazendeiro descobriu a primeira pista desta história quando encontrou tijolos com suásticas em um chiqueiro.

Convidamos a todos a fazer uma reflexão sobre um tema tão pouco discutido na imprensa brasileira, mas que mostra como a ideologia nefasta nazista esteve presente também no nosso país. Acreditamos que saber mais sobre a própria História é muito mais que um simples ato de conhecer o passado. Isto implica em um profundo compromisso com o pensamento crítico e o questionamento da sociedade nos dias de hoje, para que possamos entender melhor as complexidades sociais e culturais atuais. E, assim sendo, para entendermos mais sobre nós mesmos.

21    set 20131 Comentário

Cartões-postais antigos: você guarda os seus?

Desde que os serviços de correio foram criados iniciou-se a tradição de escrever e enviar mensagens através de cartões-postais. Ainda hoje, muitos de nós enviam postais para pessoas queridas durante as férias ou como uma forma rápida de dizer "oi".

Tradicionalmente, um cartão-postal é um pedaço retangular de papelão, com uma foto ou apenas o local para endereço e selo em uma das faces, que pode ser enviado sem o uso de um envelope.

O cartão-postal mais antigo de que se tem notícia data do século XIX, foi pintado à mão por Theodore Hook em 1840. Nos Estados Unidos John P. Carlton patentiou o cartão-postal e começou uma produção industrial em grande escala em 1861. Mas outros pesquisadores acreditam que este primeiro cartão pode ter sido pintado posteriormente e que a invenção se deve a Emmanuel Hermann.

O postal mais antigo?

No Brasil o cartão-postal foi instituído por Decreto, em 1880. O proponente, manuel Buarque de Macedo, expôs seus motivos a D. Pedro II dizendo:

Leia mais... "Cartões-postais antigos: você guarda os seus?" »

18    jan 20138 Comentários

O Censo de 1872 no Brasil

Para nós pesquisadores de genealogia, ter a informação oficial é muito importante.

Saber a quantidade de pessoas que viviam em algum lugar, em alguma espaço de tempo é primordial para se conhecer como viviam os nossos antepassados.

Recentemente foi disponibilizado para consulta pública o Censo de 1872 Brasileiro.

São informações demográficas que ajudam muito a quem faz suas pesquisas. O site do Núcleo de Pesquisa em História Econômica e Demográfica, integrado ao Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional, apresenta os resultados das pesquisas feitas durante o Censo Brasileiro com a quantidade por cidade de pessoas livres, escravos ou libertos, homens ou mulheres, crianças ou adultos em uma época de intensa mudança social no Brasil.

O censo esta no intermeio das Leis Abolicionistas como a Lei do Ventre Livre (1871) e a Lei Áurea (1888) e neste censo já é possível perceber em números a grande quantidade de escravos libertos.

É possível também se conhecer cidade por cidade, o número de estrangeiros existentes por etnia.

Para consultar as planilhas e documentos, acesse o site do NPHED clicando AQUI.

Será necessário cadastro, mas caso você tenha dificuldades de se cadastrar use como usuário o e-mail:

nphed@cedeplar.ufmg.br e a senha N123

1    ago 20124 Comentários

A crises econômicas e a imigração

Para os estudiosos da Genealogia, existem duas etapas.

Na primeira etapa, podemos incluir aquela em que os perfis, a história pessoal e os eventos pessoais são o grande motivo dos nossos estudos. Nesta fase encontra-se o princípio da história familiar.

Nos abraçamos a livros, a fotos, a entrevistas e fatos orais que nos são transmitidos por antepassados ou documentos. Esta, sem dúvida, é uma fase longa e mais agradável. É nesta fase em que se definem os grandes genealogistas da família.

Algumas genealogias, pela sua complexidade, levam anos para serem definidas, documentadas e publicadas de forma correta. Algumas delas duram uma vida toda.

A fase da coleta termina quando o genealogista se depara com a necessidade de ir mais além, e percebe que encontra-se, entre descobertas da história familiar, estudando os fatos mundiais.

Leia mais... "A crises econômicas e a imigração" »

8    fev 201221 Comentários

Partos Normais x Partos por Cesarianas

Temos visto o Brasil atingir o topo de centenas de índices, na economia, nos esportes, na cultura e em muitos outros lugares. Mas, infelizmente um índice não é muito agradável de se divulgar.

O Brasil é o país com maior índice de partos por cesariana no mundo.

Isso é uma grande preocupação para os governantes e para as famílias.

Para cada 1% que se cresce no índice de partos por cesariana, o custo operacional para o país e para a sociedade é aumentado em US$ 9,5 milhões. (*)

Uma em cada 1000 mulheres morre em partos por cesariana (**)

Leia mais... "Partos Normais x Partos por Cesarianas" »

Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados