10    set 20141 Comentário

Histórias de nossos usuários: João Fernando Henriques Pereira

João e sua esposa Sandra

Hoje temos o prazer de trazer mais uma das histórias inspiradoras, escritas diretamente pelos nossos usuários. Desta vez, João Fernando, 30 anos, casado, com dois filhos, natural de Pessegueiro do Vouga - uma aldeia pertencente ao concelho de Sever do Vouga, em Portugal, nos conta como começou a pesquisar a história da sua família e como se apaixonou pelo tema.

Boa leitura!

"Foi em Fevereiro de 2012 que decidi construir a árvore genealógica da minha família e da minha esposa.
A minha ideia inicial consistia em descobrir apenas os antepassados em linha recta, mas à medida que o número de indivíduos ia crescendo, e com o que me iam dizendo, descobri que algumas pessoas se ligavam a mim por vários ramos. Por isso, optei por colocar também os parentescos colaterais.

Para a construção da nossa árvore genealógica, tenho recorrido a diversos meios. Desde o início, tenho questionado pessoas sobre os seus antepassados e tenho-lhes pedido fotos antigas para enriquecer e preservar o património da nossa família. Todas as pistas dadas são uma preciosa ajuda que me permitem seguir o rasto.

Avós maternos, Diamantino e Lucinda e paternos, Maria e Alberto.

Leia mais... "Histórias de nossos usuários: João Fernando Henriques Pereira" »

6    ago 20149 Comentários

História de nossos usuários – Carla Maria Fernandes

Frequentemente nossos usuários nos perguntam se é difícil fazer pesquisa genealógica em Portugal, ou em Angola e quais são as diferenças em relação ao Brasil. E nós quase sempre respondemos que o que realmente é necessário é a dedicação, a paciência e a perseverânça.

E é com isso em mente que damos o exemplo de uma usuária portuguesa, que vem pesquisando suas raízes há algum tempo e com muito sucesso! Ela nos dá excelentes dicas de como fazer pesquisa no Velho Continente e ainda disponibiliza o seu email para contato, para trocar ideias ou auxiliar outros pesquisadores!

Carla Maria Fernandes é Psicóloga Clínica e Psicanalista, filha de portugueses, nascida na cidade de Serpa Pinto, atual Menongue - Angola. Em fins de 1975, devido à guerra civil, sua família refugiou-se no Brasil. Estudou Gestão de Empresas e Psicologia Clínica. Já adulta viveu também na Itália e Inglaterra, mas foi em Lisboa que reencontrou sua Terra... e por lá ainda anda!!

Boa leitura!

"Nasci em Angola enquanto território português e, após a revolução, meus pais, após um ano de esperança que ainda fosse possível por lá ficar, viram que era impossível. A alternativa de retornar a Portugal foi trocada pela de procurar um país “com mais oportunidades”. Penso que o espírito aventureiro e navegador do meu pai prevaleceu, além de fazer parte do ADN familiar e português.

1968 - Angola, cidade de Serpa Pinto. O camião ao fundo é do meu pai, que deve ter sido o fotógrafo, e a menina branca no camião é a minha irmã mais velha com 6 anos.

Leia mais... "História de nossos usuários – Carla Maria Fernandes" »

30    mai 20141 Comentário

Nostalgia: aromas do passado

Nostalgia é um sentimento de saudades do passado, de um tempo ou lugar que nos fez felizes. A palavra nostalgia vem da combinação de duas palavras gregas: νόστος (pronuncia-se nóstos), que significa 'reencontro' e ἄλγος (pronuncia-se algos) que significa 'dor' e 'tristeza'.

Este termo foi criado, no século XVII, por um médico da Alsácia, chamado Johannes Hofer, para descrever a angústia e a saudade de mercenários suíços que viviam longe de suas casas.

Nostalgia é um sentimento que pode ser provocado por uma série de associações. Memórias e uma melancolia podem surgir quando olhamos fotos antigas, quando ouvimos determinados sons ou músicas, ou quando experimentamos um prato com os mesmos sabores da nossa infância, por exemplo.

Cheiros têm o mesmo poder. Eles podem nos transportar no tempo e nos fazer reviver momentos do passado, nos fazendo sentir a presença de pessoas outrora conhecidas, mas que não estão mais conosco. A nostalgia é ainda mais forte quando se trata de um perfume, há muito esquecido.

Leia mais... "Nostalgia: aromas do passado" »

24    mai 20142 Comentários

Relembrando a infância

Hoje temos aqui no blog o trabalho de uma incrível fotógrafa paranaense, a Maria Ienke, autora do blog Novasalices.

Como já dissemos algumas vezes por aqui, adoramos fotos antigas e adoramos reproduzir fotos antigas com ares mais modernos, como a Elizete fez nesta postagem, mostrando a sua família num lindo antes e depois.

Pois a Maria teve também uma idéia genial: como a casa em que ela mora quase não mudou, desde a sua infância até os dias de hoje, ela resolveu fazer um ensaio diferente, relembrando momentos felizes da sua infância. Então temos o seu primeiro dia de aula, a boneca preferida, a cachorrinha amada e a cama cheia de presentes de aniversário, combinados ao ambiente atual. O resultado é lindo demais!

Convido a todos a admirarem o trabalho da fotógrafa e aproveito para agradecer pela autorização de postagem das fotos no nosso blog: obrigada Maria! E se vocês já tiraram fotos semelhantes, mande pra gente: brasil@myheritage.com. Adoraríamos publicar o trabalho de vocês também!

Leia mais... "Relembrando a infância" »

20    mai 20143 Comentários

A última carta do vovô

James K. Flanagan escreveu uma carta para seus cinco netos, com conselhos que ele queria lhes dar sobre a vida. Apenas alguns meses depois, inesperadamente, ele morre vítima de um ataque cardíaco. Será que ele já estava esperando ou pressentindo a morte? Fato é que sua carta é uma verdadeira lição de como podemos nos tornar pessoas melhores.

Fonte: Wiertz Sébastien

Gostaria de compartilhar com vocês esta linda carta, que pode servir de inspiração para muitos.

Queridos Ryan, Conor, Brendan e Charlie, querida Mary Catharine,

Leia mais... "A última carta do vovô" »

1    mai 201411 Comentários

20 Anos sem Ayrton Senna – uma homenagem

Algumas personalidades marcam as vidas das pessoas comuns como poucas. Elas nos fazem sorrir, outras chorar, nos fazem cantar junto e, no caso do piloto de Fórmula 1 Ayrton Senna, nos fazem vibrar.

No meu caso, em especial, Senna me fez vibrar por um esporte que eu nunca tinha apreciado (ou entendido) anteriormente. E me fazia sentir um orgulho enorme em ser brasileira, cada vez que a bandeira era hasteada após mais uma vitória do piloto.

Ayrton Senna da Silva, talvez até pelo sobrenome comum a tantos brasileiros, parecia ser "um de nós".

O paulistano nasceu no dia 1º de março de 1960, filho de Milton Teodoro Guirado da Silva e Neide Joana Senna da Silva. Incentivado pelo pai, um entusiasta das competições automobilísticas, ganhou um kart aos 4 anos de idade, feito pelo próprio pai, com um motor de cortador de grama. Senna era muito habilidoso e impressionou a sua família, que permitia que ele conduzisse outros veículos nas fazendas do pai, com apenas 9 anos de idade.

Perfil de Ayrton Senna - SuperSearch

Leia mais... "20 Anos sem Ayrton Senna – uma homenagem" »

4    abr 20142 Comentários

Eu tenho um sonho

Hoje, dia 4 de abril de 2014 marca mais um aniversário do falecimento do grande ativista americano Martin Luther King.

Ele se tornou um dos mais importantes líderes do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos, e também no mundo, com uma poderosa campanha de não violência e de amor ao próximo.

King era um ministro da Igreja Batista e liderou, em 1955, o boicote aos ônibus de Montgomery, para combater a política de segregação racial vigente naquela cidade e se engajou em vários movimentos ligados à igreja e ao combate ao racismo.

Seus esforços levaram à Marcha de Washington de 1963, onde ele realizou seu famoso discurso "I Have a Dream" (Eu tenho um sonho).

Imagem: Frasesnofacebook

Leia mais... "Eu tenho um sonho" »

20    mar 20140 Comentário

O beijo mais famoso do mundo

Há determinadas fotos que capturam momentos históricos ou mesmo uma era de forma mais completa do que qualquer texto ou uma descrição por escrito jamais poderia.

Uma destas fotos é a famosa imagem de um marinheiro beijando uma mulher no meio da Time Square, em Nova Iorque. A foto foi tirada quando foi anunciado que o Japão tinha desistido de lutar e que a Segunda Guerra Mundial tinha terminado.

Imagem mais famosa do mundo? Crédito da imagem: Victor Jorgensen, Arquivos Nacionais dos EUA

Passou-se muito tempo sem se saber quem era o casal tão famoso. E mais tarde veio a notícia: eles não eram na verdade um par. Eles nem se conheciam. Eles não trocaram nenhuma palavra um com o outro, apenas um beijo, simbolizando a felicidade do momento. A mulher poderia ter sido uma enfermeira, mas não se sabe ao certo, já que ela nunca foi identificada.

Leia mais... "O beijo mais famoso do mundo" »

18    nov 20131 Comentário

A primeira moeda do Brasil: O Ducado do Brasil

Temos o prazer de reproduzir aqui no blog um post muito interessante, escrito por Eudes Bezerra para o site Museu de Imagens. Eudes conta um pouco de uma parte pouco conhecida da História do Brasil através da Numismática.

Boa leitura!

Ducado (Florim) do Brasil. Acervo Itaú Numismática, São Paulo, Museu Herculano Pires. Via: CFNT.

Durante o período conhecido como Invasão ou Domínio Holandês (1630 – 1654), o Brasil viu seu nome impresso pela primeira vez em uma moeda: o Ducado do Brasil (popularmente chamado de Florim do Brasil). O fabrico da moeda pelos holandeses nos ajuda a contar um pouco dessa parte pouco conhecida da história do Brasil.

A criação da moeda atendeu à necessidade de mais unidades monetárias em circulação e foram cunhadas a pedido do Conde alemão João Maurício de Nassau-Siegen. Feitas de ouro e possuindo formato quadrado, três tipos de moedas foram criadas nos anos de 1645 e 1646 na cidade de Recife, então chamada de Maurits Stadt (Cidade Maurícia) e sede da Companhia Privilegiada das Índias Ocidentais no Brasil. Em larga medida, estas moedas serviram para a realização das transações comerciais envolvendo a exportação dos derivados de açúcar produzidos na região sob administração holandesa e outros produtos comercializados pela Companhia.

Leia mais... "A primeira moeda do Brasil: O Ducado do Brasil" »

21    set 20131 Comentário

Cartões-postais antigos: você guarda os seus?

Desde que os serviços de correio foram criados iniciou-se a tradição de escrever e enviar mensagens através de cartões-postais. Ainda hoje, muitos de nós enviam postais para pessoas queridas durante as férias ou como uma forma rápida de dizer "oi".

Tradicionalmente, um cartão-postal é um pedaço retangular de papelão, com uma foto ou apenas o local para endereço e selo em uma das faces, que pode ser enviado sem o uso de um envelope.

O cartão-postal mais antigo de que se tem notícia data do século XIX, foi pintado à mão por Theodore Hook em 1840. Nos Estados Unidos John P. Carlton patentiou o cartão-postal e começou uma produção industrial em grande escala em 1861. Mas outros pesquisadores acreditam que este primeiro cartão pode ter sido pintado posteriormente e que a invenção se deve a Emmanuel Hermann.

O postal mais antigo?

No Brasil o cartão-postal foi instituído por Decreto, em 1880. O proponente, manuel Buarque de Macedo, expôs seus motivos a D. Pedro II dizendo:

Leia mais... "Cartões-postais antigos: você guarda os seus?" »

Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados