22    nov 201330 Comentários

5 coisas que seus avós faziam e que você não sabe fazer

#piccshare_pic_options, #piccshare_pic_options > *, #piccshare_tint, #piccshare_logo { border-radius: 0; -moz-border-radius: 0; border: none; margin: 0; padding: 0; }Você já parou para pensar nas coisas que seus avós faziam, mas que você não faz mais pois a prática se tornou desnecessária com o tempo, ou por você não fazer a mínima ideia de como fazê-lo? Hoje listamos aqui 5 destas habilidades perdidas com o tempo! Mas podemos e queremos aumentar a lista. Então, se se lembrar de alguma outra coisa é só dizer!


1- Habilidade para escrever longas e frequentes cartas, escritas à mão! Concorda que nos tempos de e-mail e celulares esta é uma habilidade quase em extinção?

Cartas

Quantos de vocês ainda escrevem cartas à mão e as enviam pelo correio? Minha mãe, para citar um exemplo real e próximo, só escreve emails ou manda mensagens de texto pelo Whatsapp. E estes dias tentei explicar pra minha filha o funcionamento do correio, ela achou um absurdo que vão vários dias para uma carta chegar da casa da madrinha até a nossa.

Leia mais... "5 coisas que seus avós faziam e que você não sabe fazer" »

6    nov 20131 Comentário

Primeira foto familiar: Uma recordação para a eternidade

Recentemente uma grande amiga deu à luz um menininho lindo. E claro que um dos momentos mais esperados e desejados por ela era o da primeira foto tirada em família. Realmente, é um momento único: os pais exibem seus mais sinceros sorrisos e o orgulhoso e a felicidade parecem não caber em uma só fotografia.

Foto familiar, século XXI - http://bit.ly/1e3ul6O

Com a minha família não foi diferente. Milhares de fotos se seguiram aos nascimentos de minhas duas filhas - tanto as amadoras, tiradas com as nossas câmeras ou celulares, quanto as profissionais tiradas em estúdio. De fato, tem sido uma tradição na nossa família, regularmente, aproximadamente uma vez por ano, estamos os quatro num estúdio fotográfico, para guardar para a posteridade estes anos da infância que passam tão rápido.

Leia mais... "Primeira foto familiar: Uma recordação para a eternidade" »

23    out 20131 Comentário

Batizado: uma oportunidade de se dar as boas-vindas ao bebê

O batizado de uma criança costuma ser um momento especial na vida de uma família. É uma maneira excelente de se dar as boas-vindas a uma criança e de celebrar a sua chegada com parentes e amigos. Muitas religiões têm cerimônias semelhantes, justamente com este objetivo.

Tradicionalmente a cerimônia inclui a escolha dos padrinhos para o bebê. No passado, principalmente, os padrinhos eram escolhidos com o objetivo de que eles guiariam a criança na fé de seus pais. Hoje em dia, amigos próximos e parentes são escolhidos, com o objetivo de assumirem um papel importante na vida das crianças. Ou como forma de homenagem.

Leia mais... "Batizado: uma oportunidade de se dar as boas-vindas ao bebê" »

14    set 20131 Comentário

Lembranças de família: 4 irmãs e 36 anos de memórias

Tem jeito melhor de guardar os momentos mais importantes na vida de uma família do que com uma foto anual?

Na opinião do fotógrafo americano Nicholas Nixon, que registra desde 1975 momentos importantes da sua família, não. Há 36 anos que uma tradição familiar se iniciou: a cada ano Nicholas tira uma foto de sua esposa e de suas 3 irmãs.

As poses variam, mas não a ordem em que elas se posicionam para serem fotografadas. As 4 irmãs Brown - Heather, Mimi, Bebe e Laurie - são sempre fotografas nesta mesma sequência.

Mimi, a mais jovem das irmãs, tinha apenas 15 anos quando a primeira foto foi tirada e Bebe, a mais velha, já estava com 61 anos na última vez em que as irmãs foram fotografadas, em 2010. Se vocês quiserem conferir a galeria completa das fotos de Nicholas, clique aqui.

Leia mais... "Lembranças de família: 4 irmãs e 36 anos de memórias" »

29    jul 201322 Comentários

Encontro de família – Os Faracos

Toda árvore genealógica tem um história. Toda família tem uma história.

A história de algumas famílias no Brasil se diferencia das demais por alguns motivos bem peculiares. Em algumas grandes famílias a genealogia já atinge os primórdios da colonização do Brasil ou os tronos Portugueses, mas outras são menores e só conseguiram ir até ao século 19, mas todas são especiais e nestas pequeninas ocorre um fato curioso que vale a pena saber, pois as pessoas desta família conhecem o seu início por serem descendentes de imigrantes.

Este pequeno detalhe dá a todos um marco de partida na trajetória e no caminhar das famílias e um orgulho inigualável em conhecer todos os descendentes de um determinado personagem na história.

O caso dos Faracos é interessante pois existem muitos Faracos pelo Brasil descendentes de italianos, mas eu tenho acompanhando alguns destes Faracos tentando se encontrarem em uma única raiz sem conseguirem, como se ramos diferentes estivessem imigrado e na Itália um não saiba do outro.

Leia mais... "Encontro de família – Os Faracos" »

19    jun 20132 Comentários

Recriando momentos do passado

Muitos de nós já se encantou com algumas obras de arte fotográficas que circulam pelas redes sociais e algumas delas até já apresentadas por nós em nossa página do Facebook. São as fotos de "Duplo Passado".

São fotos muito bem elaboradas, mas de forma simples e nem sempre por especialistas que recriam um momento único imortalizado em uma foto do passado.

Geralmente estas fotos são baseadas de uma foto antiga onde os mesmos personagens ou os mesmos personagens vão ocupar a mesma posição que ocupavam no passado, no momento da foto antiga. E nós temos dezenas delas onde se é possível fazer esta recriação.

Muitas destas fotos que circulam na internet, vieram de outros países que não eram do Brasil e nem de Portugal, mas encontramos em nossas andanças, um trabalho feito por Sandro Reis do Brasil para homenagear o seu pai, José de Alencar Fonseca Reis. Veja o resultado de 3 gerações de  uma mesma família em uma foto com 40 anos de diferença entre uma e a outra.

Leia mais... "Recriando momentos do passado" »

23    mai 20130 Comentário

Nossas Crianças

Como seria o mundo se quem o governasse fosse uma criança?

Ingênuo, puro, mais humano?

Inocente talvez, um pouquinho desarrumado também, mas de uma coisa todos nós teríamos certeza. Seria muito mais divertido.

A visão das crianças do mundo, das coisas que as cercam, dos obstáculos e das dificuldades são totalmente diferentes da visão de um adulto e não importa se a criança é do primeiro mundo ou do terceiro mundo.

Por exemplo, na frase acima, uma criança inevitávelmente iria perguntar onde é o segundo mundo.

Já vi diversos trabalhos magníficos sobre esta visão infantil que para alguns adultos são incomodas mas para outros adultos são como pérolas de lembrança de uma infância rica em criatividade e pureza.

Nós pais, já ouvimos muitas pérolas de nossos filhos, até guardamos em nossas árvores algumas frases que eles, em um momento de criatividade, de dúvida ou de intenso "conhecimento" tentaram explicar um fato, um caso ou tentaram exprimir uma reação.

Hoje, se nossos filhos, que já são adultos, ouvissem de nós as lembranças destas coisas a reação seria de descrença e de dúvidas: — Eu falei isso? Não acredito.

Leia mais... "Nossas Crianças" »

5    abr 20130 Comentário

Emoções que o tempo esquece.

Postamos em nossa página do Facebook um quadrinho de Maurício de Souza, que mostra o Chico bento pedindo a benção para os seus pais.

A imagem, imediatamente, despertou muitas emoções em todos que a viram, pois todos vivenciaram a tradição de pedir bençãos aos pais, padrinhos, avós e tios.

Mas infelizmente esta tradição está se perdendo na modernidade. Muitas crianças hoje, se sentem intimidadas em pedir a benção por ser careta, e coisa do passado.

Erros dos pais? Erros dos filhos? Erros da sociedade ou do afastamento entre os membros da família que se veem pouco, se falam pouco e estão cada vez mais individuais em seus relacionamentos?

Leia mais... "Emoções que o tempo esquece." »

21    mar 20130 Comentário

A Raspa do Tacho

Raspa de Tacho. A palavra está quase em desuso, a muito tempo que eu não a ouço falar como ouvia antigamente.

Era muito comum a alguns anos atrás quando queríamos nos referir ao caçula da família que tinha uma grande diferença de idade para o filho anterior.

A palavra deve ter sido inventada por alguma doceira, pois a "raspa do tacho" significa aquele restinho que adorávamos de raspar com a colher e lamber nas panelas ou nos tachos de doce quando nossas mães faziam algo bem gostoso.

Era uma delicia a raspa do tacho. E por este motivo, eu creio ainda, que o inventor ou inventora do termo estivesse querendo dizer o quanto é gostoso dentro de uma família ter um irmãozinho menor, ou um filho bebe quando os demais já estão crescidos.

Leia mais... "A Raspa do Tacho" »

28    fev 20133 Comentários

All You Need Is Love…

Para aqueles que fazem árvore genealógica e se preocupam com a história de sua família, e que procuram seus parentes em livros e documentos, um simples olhar para o passado tem um significado especial.

Hoje pela manhã, uma amiga de infância e juventude, uma daquelas amigas que não nos esquecemos, postou um texto escrito por ela em seu diário pessoal, quando ainda adolescente.

Eu me lembro muito bem de nossas expectativas e de nossos anseios daquela época.

As lembranças escritas e guardadas ao longo dos anos, mostram claramente o quanto o nosso destino é alterado pelas diversas fases da vida.

Eramos rebeldes, promissores candidatos para mudar o mundo, elétricos  divulgadores da Paz Mundial e empolgados com a liberdade e, dançávamos "All You Need Is Love" ao som dos Beatles sem acreditar que o sonho havia acabado e a vida só estava começando.

Não dá para ser igual a vida inteira, é necessário mudar sempre. Mudar faz parte de nossa evolução.

Leia mais... "All You Need Is Love…" »

Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados