22    out 201420 Comentários

Como organizar sua pesquisa de história familiar

Quando começamos a fazer uma pesquisa genealógica, ela, muitas vezes, cresce rapidamente no início. Uma coisa acaba levando à outra e temos muitas pistas a seguir, caso um determinado lado da família seja mais difícil de se pesquisar. O resultado desta "euforia" inicial é um monte de papéis, anotações, fotos, objetos pequenos e até mesmo grandes.

Como manter o controle de tudo? Como fazer para não perder o foco e para não pesquisarmos a mesma coisa duas vezes, por puro esquecimento? Fato é que uma boa estrutura e organização desde o início vai facilitar a sua vida, lá na frente.

Imagem: bichomalucobeleza.blogspot

Aqui vão algumas dicas de como estruturar melhor o seu trabalho, e complementar as informações da sua árvore genealógica, mantida no MyHeritage.

9    out 201414 Comentários

Registros de óbito: essenciais para a sua pesquisa

Esta postagem foi escrita em colaboração com a expert em genealogia Miriam J. Robbins. Miriam vem ministrando cursos e palestras nos Estados Unidos desde 2005. A sua paixão pela história familiar, no entanto, é muito mais antiga, desde a adolescência ela se interessa pelo assunto. Em 1987 ela iniciou a sua pesquisa genealógica e, 10 anos mais tarde, ela conseguiu uma grande vitória: reuniu sua avó à sua família biológica. Miriam é autora de um blog especializado em genealogia (em inglês): AnceStories, the stories of my ancestors, além de trabalhar em outros dois sites bastante interessantes:  o Online Historical Directories e Online Historical Newspapers.

O mês de outubro é conhecido por ser o mês da pesquisa familiar e também o mês do Halloween. Ou seja, uma combinação perfeita de registros de óbito e pesquisa genealógica. Registros de falecimento são uns dos melhores registros para iniciarmos uma pesquisa em genealogia devido aos vários formatos encontrados, os tipos de informações neles contidos e os muitos detalhes adicionais que podem ser encontrados, referindo-se à vida e à morte do seu antepassado.

Leia mais... "Registros de óbito: essenciais para a sua pesquisa" »

3    out 20144 Comentários

Fotos, livros e documentos antigos – como conservá-los

Muitos de nós, amantes da genealogia, temos em casa um pequeno arquivo, onde guardamos com todo carinho fotos, livros e documentos antigos de nossos antepassados. Porém, nós todos sabemos que o tempo é o nosso inimigo, assim como insetos e várias outras pragas, que atacam o nosso acervo.

Por isso compilamos para vocês, baseados em informações que nos foram passadas pelo Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Itapetininga, um pequeno manual para sabermos mais sobre as pragas que estragam nossos acervos e o que fazer para evitá-las.

Quais são os tipos de insetos e pragas que estragam os acervos?

A maioria das espécies de insetos que podem infestar os acervos de papel não são atraídas pelo papel em si, mas pelas gomas, adesivos e amidos, que são digeridos com facilidade muito maior do que a celulose, de que é feito o papel. Alguns insetos atacarão também a celulose (isto é, papel e papelão) e as proteínas (isto é, pergaminho e couro); mas esse dano acarretado pelos insetos não provém unicamente de seus hábitos alimentares; as peças também podem ser danificadas pelas secreções e pelas atividades de abrir túneis e de fazer ninhos.

Leia mais... "Fotos, livros e documentos antigos – como conservá-los" »

24    set 20143 Comentários

A história da sua vida

Como genealogista, nós costumamos nos interessar pelo que aconteceu lá atrás e facilmente nos esquecemos do aqui e agora. No entanto, tudo aquilo que acontece agora será de interesse para os futuros genealogistas da sua família - inclusive a história da sua própria vida.

Assim sendo, lançamos aqui um desafio: lembre-se também do presente!

A sua história pode parecer não tão interessante assim, mas pense nos seus filhos, netos e bisnetos e no quanto eles ficarão felizes em conhecer um pouco mais sobre um determinado antepassado, que tinha muito para contar sobre a vida nos primeiros anos depois da virada do milênio. Pense que a sua história pode ser aquele motivo para alguém se interessar pela genealogia, lá na frente.

E contar a sua história não requer muito esforço. MyHeritage oferece algumas ferramentas para você documentar a sua vida com fotos, vídeos e texto.

Para começar, na sua árvore genealógica, no site de família online, você tem como adicionar muita informação ao seu perfil. Por exemplo, você pode anotar o que você estudou e com o que trabalhou. E para aqueles sem medo de encarar uma folha de papel em branco (ou uma tela de computador, hihihi), você pode até mesmo escrever um texto biográfico. Também importante é acrescentar fotografias à sua árvore.

Editar informações através do perfil, na árvore genealógica

Leia mais... "A história da sua vida" »

18    ago 20149 Comentários

Pesquisa genealógica em cemitérios

Há alguns meses nós trouxemos uma novidade para os leitores do nosso blog: a parceria com o BillionGraves, para que juntos pudéssemos lançar uma empreitada gigante: digitalizar os cemitérios do mundo todo.

Naquele post, ensinamos um pouco como podemos ajudar a preservar a memória e as informações contidas nas lápides dos cemitérios, antes que elas se percam para sempre, vítimas da ação dos tempos. Porém, muitas dúvidas permaneceram e temos recebido constantemente novos emails em que os usuários pedem mais dicas para esta importante tarefa de preservação. Notamos que vocês estão realmente empenhados em salvar as informações referentes a todos, e não apenas sobre os próprios parentes.

Cemitério da Colônia Antão Farias, Formigueiro/RS. Imagem: Rômulo Filipini - https://www.flickr.com/photos/romulofilipini/

Leia mais... "Pesquisa genealógica em cemitérios" »

15    ago 20141 Comentário

3 dicas genealógicas para “podar” sua árvore

Preservar a sua história familiar e documentar as descobertas relacionadas à história da sua família são duas das grandes prioridades da equipe de MyHeritage.

Assim como vocês, nós também estamos sempre ansiosos por introduzir cada novo detalhe encontrado às nossas árvores. Mas vocês se lembram de olhar para trás e verificar aquilo que já fizeram, para encaixar as peças que estão faltando neste enorme quebra-cabeças que é a árvore genealógica?

Listamos aqui algumas dicas para que você mantenha a sua árvore sempre atualizada e "podada", para um maior crescimento!

1- Unir informações duplicadas

Leia mais... "3 dicas genealógicas para “podar” sua árvore" »

27    jun 20144 Comentários

Encontrando pistas em fotografias antigas

Semelhanças entre os antepassados podem ajudar a identificar de que lado da família uma pessoa pertence (quem nunca ouviu algo do tipo: ah, este nariz é típico dos Almeidas, ou este cabelo fininho é típico de toda a família Mulinari). Mas fora a semelhança física que outros tipos de dicas podemos ter a partir de fotografias antigas? Tem algo para nos ajudar ou estamos por nossa própria conta e risco?

Felizmente, a resposta é que as fotografias dos séculos XIX e XX estão cheias de pistas, basta olhar com atenção!

Mas, conhecer bem a sua própria família é  bastante útil. Por exemplo, é importante saber (ou perguntar para os familiares) detalhes sobre os familiares: quantos irmãos cada pessoa tem, altura aproximada, cor do cabelo - todas informações importantes quando queremos identificar pessoas em fotografias.

Os registros históricos e de censo também podem auxiliar a decifrar as pistas, especialmente quando se tenta descobrir quais parentes estavam vivendo juntos, em determinado momento.

Leia mais... "Encontrando pistas em fotografias antigas" »

28    mar 201425 Comentários

Nacionalidade espanhola aos descendentes de judeus sefarditas

Ao longo das últimas semanas temos visto uma enxurrada de notícias sobre os judeus sefarditas inundarem as redes sociais: são milhares de pessoas que pretendem provar sua origem sefardita para tentar então conseguir obter um passaporte espanhol.

Tudo começou com a intenção do governo de Mariano Rajoy para aprovar no Congresso Espanhol uma modificação no Código Civil daquele país para conceder a nacionalidade espanhola aos judeus sefarditas que consigam provar suas origens ancestrais e, assim, compensar aquelas famílias que foram expulsas de Espanha sistematicamente a partir de 1492.

Ondas migratórias sefarditas

Os judeus fugiram das perseguições que lhe foram movidas na Península Ibérica durante a inquisição espanhola (de 1478-1834) e se instalaram em novos territórios. Milhares se refugiaram no novo mundo, por exemplo, no Brasil e no México, onde atualmente temos milhares de descendentes dos judeus conhecidos como Marranos (pessoas que foram forçadas a se converterem ao cristianismo, mas que continuavam praticando às escondidas a sua religião).

Leia mais... "Nacionalidade espanhola aos descendentes de judeus sefarditas" »

10    jun 201311 Comentários

10 Dicas para entrevistar membros da família

As lembranças de membros da família, as fotos e documentos que eles possuem, e as informações que eles fornecem tem um valor inestimável para a história da família. Consideramos sempre entrevistar os parentes mais velhos primeiro, pois eles costumam saber mais sobre as gerações anteriores de nossa família, tem mais conhecimento e documentos e que podem desaparecer com a morte ou quando a memória desaparece e a informação pode ser perdida para sempre.

Seu parente pode ser a única pessoa que saiba de qual país ou cidade que seus antepassados ​​imigrantes vieram, além disso, se o seu nome de família era diferente das gerações anteriores e esta informação, do nome original, somente os seus parentes mais velhos saberiam dizer.

Aqui estão algumas dicas que eu espero que você ache útil quando você for entrevistar membros de sua família:

Leia mais... "10 Dicas para entrevistar membros da família" »

20    mai 20137 Comentários

Sangue Azul

Vejo muitas árvores e converso diariamente com muitas pessoas e na maioria dos casos o assunto termina em relacionar uma árvore genealógica a nobreza ou daqui, ou do outro lado do atlântico, ou ainda aos Sangues Azul.

Na modernidade da genealogia, as necessidades são bem outras. Hoje temos uma genealogia que deixou de ser uma genealogia com os olhos voltados apenas para o passado e sim uma genealogia com os olhos também no presente e muito mais no futuro. Veja as visões de genealogia hoje.

Hoje, mais do que nunca as pessoas estão querendo se conhecer e conhecer seus parentes e, o principal, conhecer a sua família. Uma recente pesquisa mostra que os mais jovens estão se voltando para as histórias familiares com muito mais força que anteriormente, em função da sua necessidade de buscarem suas personalidades que no mundo globalizado coloca a todos no mesmo patamar, com o mesmo gosto e mesmas atitudes. Em busca desta individualidade, os jovens estão procurando em suas famílias a história pura e especial de cada um, para poderem se diferenciar da história coletiva, motivo este que faz com que a cada dia, mais jovens estão procurando a genealogia.

Outros grandes motivos que levam as pessoas a buscarem conhecer a família por uma árvore genealógica, também são, motivos de saúde como foi o recente caso de Angelina Jolie e motivos jurídicos que muitas vezes requer o estudo familiar para heranças, disputas de terras, etc.

Mas, para se conhecerem, antes, é necessário saberem as inúmeras relações que fazem das pessoas, pessoas exclusivas dentro de uma família.

Leia mais... "Sangue Azul" »

Sobre nós  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados