Tutorial de DNA, parte 2 – a estrutura do DNA

Comentários11

Em novembro nós lançamos nossos tutoriais sobre DNA, em que respondemos as perguntas mais frequentes que os usuários do MyHeritage DNA fazem sobre os testes genéticos para a pesquisa da história da família. O objetivo desta série é mergulhar nas funções do MyHeritage DNA e na ciência por trás da tecnologia, para que possamos lhe explicar em detalhes o mundo emocionante do DNA e da genealogia.

Herdando o DNA

No útimo artigo, nós mostramos como o DNA é passado de pai para filho. Também explicamos que metade do DNA de um indivíduo vem de sua mãe e a outra metade de seu pai. Agora vamos dar uma olhada no microscópio para podermos entender melhor o processo.

Analisando o DNA: da dupla hélice aos nucleotídeos.

Nossos corpos são feitos de mais de 30 trilhões de células. O quartel-general da célula é o seu núcleo. Porém, nem toda célula tem um núcleo – as hemáceas (as células dos glóbulos vermelhos), por exemplo, não têm. No entanto, quase todas as nossas células têm um núcleo e é lá que o DNA fica armazenado.

Imagem adaptada da Faculdade Técnica e Comunidadde adaptada de  Owensboro

O DNA toma a forma de uma dupla hélice – pense em dois cadarços bem longos (desamarrados!), comprimidos um contra o outro em toda a sua extensão e depois enrolados em volta do seu dedo. Cada cadarço é feito de uma série de pequenos blocos, chamados nucleotídeos. Existem quatro tipos de nucleotídeos, abreviados pelas letras A, T, G e C. Os mesmos quatro nucleotídeos aparecem repetidamente, em ordens diferentes, para completar a sequência genética de um indivíduo.

Para continuarmos com a nossa analogia no “manual que explica cada um de nós”, pense no DNA como um texto escrito no manual que o corpo consulta para poder fazer você ser você. Os nucleotídeos são o alfabeto usado para escrever o texto do manual. Eles são as letras que formam as palavras – da mesma forma, cada conjunto de três letras consecutivas  forma um códão. Grupos de códões formam frases e, juntando tudo, temos o texto completo – ou seja todo o seu DNA – que constituem o conjunto completo das instruções.

Quando você segura os cadarços um do lado o outro, você sempre terá um A fazendo par com um T, enquanto um G sempre fará par com um C, no outro cadarço. Assim, olhando em um cadarço, já dá para saber o que estará escrito no outro – sempre que em um cadarço tivermos um A, teremos um T no outro lado, para formar o par; sempre que de um lado tivermos um T, do outro teremos um A. Da mesma forma, sempre que encontrarmos um G, em um lado, do outro teremos um C. E sempre que tivermos um C, encontraremos um G no outro cadarço, para termos o par.

Aproximadamente 99.9% desta sequência longuíssima será idêntica para todas as pessoas do planeta. É só o 0,1% de material genético que cada pessoa carrega dentro de si, que a fará única – desde a cor da pele, até a nossa altura, entre muitas outras características.

Organizando o DNA: dos histones até os cromossomos

O genoma humano contém aproximadamente 3 bilhões de pares de nucleotídeos – organizados nos dois cadarços mega compridos, lembra? Uma vez que este é o manual de instruções para fazer você, é extremamente importante que eles sejam super bem organizados e não se embaralhem. Há muitos graus de organização envolvidos no processo, mas aqui nós falaremos somente de alguns.

Já que as fitas de DNA são muito longas, os segmentos são envolvidos em volta de proteínas, chamadas de histones, parecido com um carretel de linha. Estes carretéis são agrupados nos cromossomos. Para entender melhor, pense em um manual de instruções tão comprido, que ele precisa ser publicado em vários volumes – cada volume é um cromossomo.

Passando o DNA, cada cromossomo de uma vez

Os seres humanos têm 23 pares de cromossomos. Para ficarmos no nosso exemplo, nosso manual de instruções tem duas edições com 23 volumes. Para cada volume desta série, ou cada cromossomo, recebemos uma das duas edições da nossa mãe e a outra do nosso pai, que eles, por sua vez, receberam dos seus pais. Testes de DNA como o teste de DNA do MyHeritage podem ajudá-lo a descobrir quais edições você recebeu dos seus pais.

Aliás, este é o motivo pelo qual a sua composição genética pode ser diferente da dos seus irmãos! Por exemplo, se sua mãe for 50% japonesa e 50% irlandesa e o seu pai 50% italiano e 50% escandinavo, você pode acabar sendo principalmente japonês e italiano e uma irmã mais irlandesa e escandinava. Claro que, na realidade, estas diferenças não costumam ser tão dramáticas. Mas é possível e até mesmo provável que irmãos herdem porcentagens diferentes de etnias diferentes em seu DNA.

Em um outro cenário, se sua mãe for 40% portuguesa e 60% polonesa você pode ser 30% português e 20% polonês (totalizando os 50% das suas etnias que são herdadas por parte de mãe), enquanto seu irmão pode ser 50% polonês e 0% português (ainda assim ele teria os seus 50% herdados da mãe de vocês). E é assim que se explica porque dois irmãos biológicos podem ter resultados tão diferentes na sua composição genética. A metade da estimativa total da sua composição genética vem do pai e a outra metade da mãe, mas você não precisa herdar necessariamente metade de cada uma das suas etnias presentes na composição genética.

 

E esta mesma lógica também se aplica a maioria das características que herdamos, não somente a origem étnica. Se um pai for muito alto e a mãe muito baixa, você e seus irmãos herdaram provavelmente combinações diferentes da altura dos pais. Assim, cada um dos irmãos terá provavelmente alturas diferentes, ainda que todos tenham herdado os genes de altura dos mesmos pais. Houve simplesmente combinações diferentes das mesmas opções genéticas disponíveis.

Fique ligado

Nas próximas semanas voltaremos aqui para falar sobre quem lê o seu manual de instruções genético e como as instruções são executadas. Esperamos que você continue com a gente na nossa série de tutoriais!

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado

  • Eid de Paula Ferreira


    fevereiro 14, 2018

    Excelente

  • Francisco de Souza Lopes


    fevereiro 14, 2018

    qual é o procedimento

  • ROGERIO FERNANDES RIBEIRO


    fevereiro 15, 2018

    Bom dia!
    como é feito o teste de DNA da MyHeritage?
    qual é o custo?
    quanto tempo demora entre o envio de amostras e o retorno do estudo?

    • Karen


      fevereiro 16, 2018

      Oi Rogério, o teste de DNA do MyHeritage não está sendo vendido no momento para o Brasil. Estamos terminando últimos detalhes da logística para voltarmos a atender. O teste é feito com um cotonete bucal, através de raspagem no interior da boca. Esta amostra é mandada para o nosso laboratório nos Estados Unidos (o envio será feito de forma expressa, de forma que chegue no laboratório em poucos dias). A análise leva cerca de 2-4 semanas para ficar pronta e o resultado é disponibilizado online, de forma privada.

  • Thiago


    fevereiro 16, 2018

    Muito bom! Sigo acompanhando 😉

    • Karen


      fevereiro 16, 2018

      Obrigada Thiago pelo comentário! Se você tiver alguma pergunta específica comente aqui, para que possamos incluir a resposta nas próximas postagens.

  • Mario Celio De Magalhães Lima


    fevereiro 16, 2018

    Muito bom adorei.

  • Guaraciara Lopes


    fevereiro 16, 2018

    Espero que seja disponibilizado o mais breve possivel, abs

  • Miriam Cristina Mesquita


    março 1, 2018

    Gostaria saber qual o % de correlação de DNA irmãos com os mesmos pais precisam ter para não serem considerados meio-irmão?

    • Karen


      março 2, 2018

      Olá Miriam, irmãos com os mesmos pai e mãe compartilham aproximadamente 50% do seu DNA. Meio-irmãos compartilham aproximadamente 25% do seu DNA.