“Através do MyHeritage, minha família ganhou uma pessoa muito importante”

Comentários0

Hoje temos uma história emocionante para contar, de uma família assídua no MyHeritage, a família da Roswitha Kogler, que encontrou um irmão, que todos achavam que já tinha morrido.

Mas vamos deixar a própria Roswitha contar sua história:

“Minha mãe saiu da Alemanha e emigrou para o Canadá em 1956, quando eu tinha 2 anos de idade. Eu fiquei na Alemanha e fui criada pelos meus avós. Minha mãe estava grávida quando partiu e em setembro de 1956 minha irmã nasceu em Montreal, no Canadá. Um ano depois, em dezembro, nasceu o meu irmão.

Eles levaram uma vida muito difícil. Até completar 24 anos, eu só mantive contato por carta com minha mãe. Com os meus irmãos eu não tinha contato algum, eles nem mesmo aprenderam a língua materna da nossa mãe.

Quando eu tinha 24 anos, minha mãe veio pela primeira vez fazer uma visita ao seu país natal, para conhecer a sua primeira neta. Eu não tinha com ela uma relação mãe e filha. Depois disso, ela só esteve mais duas vezes na sua pátria.

Neste meio termo, minha irmã Mary se casou e meu irmão Roger também. Na década de 80, meu irmão Roger, juntamente com sua esposa e filhas mudaram de residência pelo Canadá afora. E esta foi a última vez que minha mãe o viu. Durante um tempo, minha mãe tentou encontrar seu filho, mas sem sucesso. Ela decidiu então nos dizer (a minha irmã e a mim) que meu irmão havia falecido…

Mas – quem procura de verdade por um morto?

Eu já pesquiso a história da família há bastante tempo. Eu fiz a pesquisa da genealogia da família do meu marido, Albert, e também a dos meus avós. Mas como eu cheguei até o MyHeritage? Em 2018 meu filho irá completar 40 anos e eu queria fazer um pôster para ele, com a árvore genealógica da nossa família. Assim, eu fiquei pesquisando pela internet o melhor lugar para fazê-lo e encontrei o site do MyHeritage. Eu fiz o cadastro na página e adorei! Isso foi no outono de 2015.

Mais ou menos na mesma época, meu irmão Roger Byrom também se cadastrou no site, para procurar a sua mãe!

Com isso, ele acabou chegando até minha página e viu que nossa mãe havia falecido em maio de 2009. Foi só neste ano de 2009 que conheci minha irmã Mary pessoalmente. Nós duas visitamos nossa mãe que estava para falecer, o que acabou acontecendo quando nós três estávamos reunidas.

No dia de Natal de 2015 eu recebi um email do MyHeritage, com uma mensagem do meu irmão: Sou seu irmão Roger Carlo Joseph Zontar, conhecido por Byrom. Foi um choque pra mim, afinal eu sempre achei que ele tivesse morrido. Mas no email dele tinha várias coisas que somente meu irmão poderia saber! Este foi o melhor presente de Natal que eu recebi em toda minha vida. Fui correndo contar a notícia para minha irmã Mary, que também não conseguia acreditar. Mas era verdade – tínhamos encontrado nosso irmão!

Nem consigo descrever tudo o que eu senti. Foi de verdade um milagre de Natal.

Mary, Roger e Roswitha na primeira vez que se encontraram.

Em março de 2016, meu marido e eu fomos visitá-lo em Hamilton, no Canadá. Ficamos lá por 2 semanas. Foi inacreditavelmente lindo poder abraçá-lo depois de 58 anos. Minha irmã Mary também foi nos encontrar. Foi uma reunião familiar de pessoas que precisavam encontrar seu laços. Desde então estamos sempre em contato.”

Dica da Roswitha para todos aqueles que estão procurando seus parentes: “Nunca perca a esperança! Mesmo quando você desconfia que a pessoa já não vive mais. Olhem só a minha história!”

Mas ainda tem uma parte da história para que a felicidade seja completa – encontrar seu sobrinho Roger Byrom Junior. A última vez que seu irmão viu o filho foi há 34 anos. Ele se separou da esposa Debbie e ela proibiu qualquer contato entre pai e filho. Agora os irmãos estão empenhados em encontrar mais este membro da família – infelizmente, até agora, sem sucesso. Talvez mais um milagre aconteça na vida de Roswitha. Desistir não faz parte do seu vocabulário!

Você pode ajudar a Roswitha ou gostaria de nos contar a sua história? Então escreva para brasil@myheritage.com.

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado