Jorge Amado

Comentários0

Se ainda tivesse vivo, Jorge Leal Amado de Faria – o nosso querido Jorge Amado – completaria hoje 105 anos de idade. Nascido em Itabuna e falecido em Salvador, no ano de 2011, Jorge Amado foi um dos escritores brasileiros mais famosos de todos os tempos, tendo sua obra traduzida para vários idiomas. Suas obras foram também as que mais receberam adaptações para a televisão e para o cinema, como por exemplo: Dona Flor e seus dois maridos, Tenda dos Milagres, Tieta do Agreste, Gabriela, cravo e canela, Teresa Batista cansada de guerra, entre outros.

Na minha adolescência lia com frequência os romances de Jorge Amado e me via envolvida num mundo cheio de folclore, crítica social, sensualidade, misticismo, política e amor. Sua obra mostrava a imensidão do país e me fazia sentir vontade de conhecer o nordeste  do país – o que na época pensava que nunca ia acontecer. A Bahia me parecia quase tão distante da minha terra natal, do que a Austrália.

Anos mais tarde tive o prazer de ver o Jorge Amado de perto, num restaurante em Salvador. Sou tímida, acho chato e exagerado este culto às celebridades que temos hoje em dia, e apesar de já ter encontrado vários artistas, nunca pedi autógrafo, nunca tirei selfie, nunca fotografei de longe. Mas com ele foi diferente. Senti uma verdadeira necessidade de ir falar com o autor e lhe dizer como admirava seus escritos. Fiquei esperando que ele acabasse a sua refeição, tomei coragem e fui até ele. Já pronta para me desculpar pela impertinência. Mas ele foi super educado, me ouviu com carinho e atenção e até me perguntou se eu queria tirar uma foto com ele. Aceitei com prazer! Não sorriu para a câmera, mas me fez sorrir por dias a fio.

Arquivo pessoal

Neste dia, gostaria de prestar a minha homenagem a este baiano tão especial. E agradecê-lo pela sua obra que continua a encantar gerações a fio.

E você também gosta da obra de Jorge Amado? Algum livro em especial?

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado