Você sabia? Quanto mais tempo passamos com nossos avós, mais eles vivem!

Comentários2

As pessoas vivem menos quando não têm contato com seus amigos e familiares. Então, as visitas aos seus avós ganham um significado ainda mais especial.

Um estudo da Universidade da Califórnia com mais de 1600 voluntários provou, que a nossa qualidade de vida melhora e até mesmo aumenta, quando passamos tempo com pessoas que nos são importantes. Idosos que são rodeados de outras pessoas sofrem menos com certas doenças como mal de Alzheimer, ou problemas cardíacos, do que pessoas que vivem sozinhas. Embora a solidão afete pessoas de todas as idades, na velhice ela parece ser ainda mais devastadora.

Em algumas culturas asilos e lares para idosos não são bem vistos, já que eles são associados como “locais de abandono” dos idosos, o que nem sempre condiz com a realidade. O estudo também mostrou que a companhia, a interação social e as atividades adequadas proporcionadas nestes lugares são algo muito positivo e que repercutem no bem estar geral.

Na verade, solidão nem sempre é um fato, mas muito mais uma percepção. Um idoso pode estar rodeado de pessoas, mas ainda assim se sentir só, ou sentir que é um encargo para a sua família. De qualquer forma, a solidão é uma fonte de sofrimento para muitos idosos, que já perderam tantas pessoas que lhe são queridas.

Se você tem a sorte de ainda ter avós, bisavós ou tio-avós, mas não consegue fazer uma visitinha, pegue o telefone e ligue, ou escreva uma carta ou um mero cartão postal. Pergunte a eles sobre o passado, peça para eles contarem como era a vida antigamente. Assim, eles também tem a sensação de serem úteis e vão querer que você saiba muitas histórias sobre a sua família. Mande também com frequência fotos suas, de seus filhos e sobrinhos, eles vão adorar! Caso eles já se aventurem pelo mundo digital, convide-os para fazerem parte do seu site de família, assim não só a sua árvore genealógica vai crescer, como seu coração vai se encher de alegria.

Aproveite o tempo com seus avós… A vida passa num piscar de olhos!

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado

  • Carlos Eduardo Matzenbacher


    maio 2, 2017

    Da matéria: “Você sabia? Quanto mais tempo passamos com nossos avós, mais eles vivem!”
    Sim, é exatamente isso e não é teoria. Temos uma idosa na família e vivemos essa prática, hoje, com 97 anos e com demência senil a mais de 10 anos, sofreu um acidente e quebrou o fémur, percebemos que no hospital não iria se recuperar facilmente conseguimos terminar o tratamento em casa. Recebeu muito estimulo principalmente dos bisnetos (crianças) dos jovens e até mesmo dos cachorros domésticos. Apesar de não poder caminhar mais e não ter uma comunicação “normal” adaptamos todo ambiente para que ela se sinta confortável, aceita e amada. Uma coisa muito importante que fazemos é conversar buscando recordações da sua própria história e como genealogia é uma cultura que faz parte da nossa vida não perdemos a oportunidade para mostrar fotos, álbuns.
    Parabéns pela matéria.

    • Karen


      maio 3, 2017

      Oi Carlos, muito obrigada pelo comentário! Adoramos saber o carinho com o qual ela é tratada e como a genealogia faz parte das vidas de vocês! Esperamos muito que ela continue bem e que logo, logo possamos ver as fotos da festa de 100 anos!