Ascendência ou descendência?

Comentários0

Vejo em muitas postagens nas mídias socias, alguma confusão entre os termos ascendência e descendência. Por vezes é postado algun texto, com títulos como “Se o seu sobrenome estiver nesta lista você tem ascendência italiana” e aí começam as discussões e confusões em torno de argumentos como “não é ascendência, é descendência”.

Vamos tirar as suas dúvidas em relação a este termo?

Ascendência, na definição do Aurélio é sinônimo de “ascenção, superioridade, preponderância”, ou seja, já dá uma sensação de algo acima, ou anterior não é mesmo? Mas o Aurélio vai mais além e é ainda mais preciso: ascendência mostra uma “série de gerações anteriores a um indivíduo”, ou seja, falamos assim de nossos antepassados, de todos aqueles familiares que vieram antes de nós.

Já o termo descendência refere-se ao “vínculo de parentesco baseado na filiação” e à “relação de parentesco baseada numa série de relações sucessivas de filiação”. Ou seja, aqui, falamos dos parentes que vêm depois de nós.

Então, para não ter dúvida: quando você for falar de pessoas que vieram antes de você, por exemplo dos seus avós, você pode dizer: “tenho ascendência lusitana”. Um truque para saber se você está usando o termo corretamente é trocar um pouquinho a frase e ver se a palavra “antepassados” poderia ser utilizada nela também, como no próximo exemplo: “tenho antepassados lusitanos”. Faz sentido, né? Ter ascendência lusitana é a mesma coisa que se ter antepassados lusitanos. Então, você sabe que está utilizando a expressão da maneira correta.

Já quando falamos sobre pessoas que vieram depois de nós, ou depois de alguém, o termo correto é descendente. Por exemplo: “Meu avô Joaquim é português, mas seus descendentes são todos brasileiros”. Ou, num outro exemplo: “sou descendente de alemães”.

Preste atenção na hora de usar o termo “descendência”. É muito diferente dizer “sou descendente de alemães” e dizer “tenho descendência alemã”. No primeiro exemplo, quero dizer que meus antepassados são alemães e eu sou descendente deles. Já no segundo exemplo, meus antepassados podem ou não ser alemães, mas meus filhos e netos o são.

Espero que agora fique mais claro qual é o termo certo a ser usado ao falar de antepassados ou filhos e netos!

 

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado