História dos nossos usuários: Rodrigo Castel

Comentários2

Hoje temos uma história interessante de como podemos documentar a história da nossa família de forma bem mais interessante, do que apenas uma árvore genealógica. Nosso usuário Rodrigo Castel fez uma pesquisa bastante detalhada e muito bem documentada para poder deixar para as gerações futuras, a história da sua família e resolveu ir além. Ele fez gráficos, relatórios, árvores, artigos sobre cada pessoa, ou seja, ele deu vida ao seu passado e o resultado ficou incrível!

Rodrigo tem 23 anos, brasileiro e casado. Iniciou suas pesquisas genealógicas em 2008, por incentivo de sua mãe, que já havia preservado fotos e alguns dados da família. Tem ancestrais bolivianos, rodrigo-castelchilenos e espanhóis por parte paterna e por parte materna tem ancestrais holandeses, alemães, suíços, franceses e suecos. Atualmente mora na cidade de Chorley, Lancashire, Inglaterra mas passou grande parte de sua vida em Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil. É vitralista, profissão que herdou de sua mãe, sendo a quinta geração da família a trabalhar com isso. No momento está estudando no curso Pathway da BYU-Idaho e pretende se profissionalizar na área genealógica futuramente.

A seguir, o relato do Rodrigo e deixe-se inspirar pelas suas ideias!

“Quem já pegou um livro sobre a história de uma família e ficou folheando por minutos ou quemsabe horas? Se maravilhando com a descrição dos fatos e a maneira como o autor conseguiu expor seus ancestrais, sem falar das fotos! Por mais que tenhamos toda essa tecnologia sendo desenvolvida para nós genealogistas, ver e tocar a página impressa que contém histórias, fotos ou registros de um antepassado, dá uma sensação única. Isso sem falar das pessoas que se intimidam com uma tela de computador, ou o passar de dedos de um tablet. No entanto, se deliciam com o folhear. Pensando nisso, no ano passado comecei a montar um livro sobre a história da minha família. Mas como faria isso? Qual seria meu modelo? O que incluiria? Após bastante análise, montei minhas primeiras páginas e gostaria de compartilhá-las.”

 

arie

“Esse é meu trisavô, Arie van Gemeren. Inspirei-me em artigos bibliográficos do Wikipédia, onde colocam a foto e a assinatura da pessoa. Também me inspirando no Wikipédia, fiz o mesmo modelo de apresentação de imagens, colocando-as na lateral ao longo do artigo, com legendas, e também a separação do texto por subtítulos.”

jan

“Na imagem abaixo utilizei o software Family Tree Builder do MyHeritage para criar o “esqueleto” das árvores de descendentes e ascendentes. A partir dos gráficos gerados, adicionei as bandeiras em um programa editor de imagens.”

descendentesSempre que possível, Rodrigo inclui os registros históricos dos seus parentes. Esta é uma ótima forma de documentar e preservar a história da sua família, bem como de ilustrar o seu passado!

registros

“Na imagem abaixo, recortei alguns anúncios nos jornais (que consegui no site holandês Delpher.nl) que citaram o Arie com legendas explicando o que cada um diz.”

jornais-arie

“Na última imagem sobre o Arie van Gemeren a seguir coloquei mais fotos e incluí a foto de sua lápide, que consegui através do Record Matches do MyHeritage.

Ainda não acabei o livro da história da minha família, porém ainda pretendo usar várias ferramentas que o Family Tree Builder oferece, entre elas: O Relátorio do Livro Familiar, gráficos de ascendentes e descendentes, e outros.

Desde 2008, quando comecei minhas pesquisas, testei vários softwares e websites para guardar minhas informações. Quando conheci decidi investir no Family Tree Builder, não o larguei mais. Sua dinâmica e rapidez me atraíram. Há quase 1 ano venho trabalhando nas minhas fontes genealógicas, colocando as imagens dos registros originais e descrevendo suas procedências. Tudo isso no FTB.

Cerca de 3 meses atrás tive um problema no meu antigo computador (com o HD), perdendo muitas fotos e registros que estavam em pastas. Imaginem: perder cerca de 300 cópias digitalizadas de registros de seus familiares! Mas, por sorte, eu havia guardado anteriormente no MyHeritage através do FTB. Ao conseguir um novo computador e instalar o FTB, em poucos cliques, eu estava novamente com todos os registros, fotos e dados. Um alívio! Outro ponto que me atrai no FTB é o fato de eu conseguir inserir todos os dados, sem qualquer pessoa poder modificar, tendo estas informações como minhas.”

Obrigada Rodrigo por compartilhar conosco a história da sua família, bem como pelas dicas preciosas para preservar a sua genealogia.

Espero que vocês todos se sintam inspirados! Preservar a história da nossa família é um presente incrível que deixamos para as gerações futuras.

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado

  • Divina


    novembro 19, 2016

    MyHeritage, estou aguardando o Kit DNA que comprei e já passou o prazo de entrega e nào chegou. Pior é que não tem um canal aberto para resolver isto.

    • Karen


      novembro 20, 2016

      Olá Divina, quando é que você fez a compra? Já entrou em contato com o nosso suporte?