Nossos voluntários: da Ilha da Madeira para o MyHeritage

Comentários0

Nascido na Ilha da Madeira, em 1954, Vasco Gonçalves de Andrade mudou-se para Lisboa, em 1976, para trabalhar e estudar psicologia. Ele é graduado em psicologia social e organizacional.

Ele é casado e tem duas filhas, que moram em Lisboa. A mais velha é repórter de televisão e a mais nova arquiteta paisagística.

Depois de trabalhar muitos anos para duas grandes empresas em Lisboa e no Funchal (onde ele morou por 16 anos), ele se aposentou precocemente, devido a problemas de saúde.

Hoje, Vasco é um voluntário da Cruz Vermelha de Portugal, onde ele ajuda pessoas e trabalha por uma boa causa. Ele também é tradutor voluntário para o MyHeritage, desde 2012, traduzindo textos para o português.

Já faz tanto tempo que comecei a traduzir, que nem me lembro mais se eu ofereci ajuda ou se me pediram para ajudar. Tem sido uma experiência fantástica! Eu adoro genealogia e também gosto de praticar meu inglês, assim esta é uma missão com dois objetivos. Também fiz muitos amigos dentro da equipe do MyHeritage.

Por saber que muitos usuários portugueses  esperam um site de família e software funcionais e de grande qualidade, eu dou sempre o meu melhor neste trabalho. A tradução é uma fator extremamente importante para assegurar a qualidade dos produtos MyHeritage. Eu gosto muito de poder ajudar as pessoas!

No seu tempo livre, ele joga tênis e pádel, com sua esposa e amigos. Para aqueles que não sabem o que é o pádel, é uma espécie de tênis misturado com squash, jogado com uma raquete própria. E, claro, ele também ajuda o MyHeritage com seu trabalho voluntário de tradutor do inglês para o português.

Eu tive alguns hobbies, para preencher o meu tempo livre, até que decidi criar uma árvore genealógica para deixar como legado para minhas filhas. Minha família tem muitos ramos, alguns vivendo em Portugal continental, outros nas ilhas e outros ainda no exterior, como no Brasil ou Estados Unidos.

Seu ramo paterno Gonçalves de Andrade e o materno Fernandes são originários da Ilha da Madeira, mas alguns familiares emigraram em meados de 1800 (para a Guiana Britânica) e no início de 1900 (para o Brasil e Estados Unidos), de forma que a sua família está espalhada em vários países.

Meus pais comentavam sobre parentes distantes que emigraram há muitas e muitas décadas para o Brasil e para a América, mas nunca conheci muitos deles.

Porém, Vasco descobriu coisas interessantes sobre a sua bisavó.

Minha bisavó vivia em Demerara, na Guiana Britânica. Ela casou-se novamente, após o falecimento do seu primeiro marido – José Fernandes Rosa, mas também veio a falecer um ano depois. Seu segundo marido era um inglês, engenheiro de minas. Após o falecimento da esposa, ele decidiu visitar meus trisavós na Madeira, provavelmente para descobrir se havia alguma herança por receber. Ele então conheceu uma outra portuguesa e se casou novamente, na Madeira.

Suas filhas acham que a pesquisa é muito interessante e têm feito muitas perguntas sobre os graus de parentesco de algumas pessoas da árvore.

Há muitos parentes na árvore que elas não conhecem, portanto há muitas expectativas para uma reunião familiar futura. Ainda não conseguimos fazer uma por vários motivos, entre eles, a distância geográfica.

A sua esposa compreende a sua curiosidade em relação à história familiar, diz Vasco.

Penso que ela aprecia receber aqueles emails lembrando-nos dos aniversários dos parentes. Ela tenta compreender o tempo que passo trabalhando na minha árvore genealógica!

Para gerenciar a sua árvore e para criar uma boa conexão entre todos os membros vivos da sua família, Vasco precisou de um bom programa de computador e acabou encontrando o MyHeritage.

Eu precisava permitir que todos que se importassem com a história da nossa família pudessem contribuir na árvore online e por isso escolhi o Family Tree Builder do MyHeritage.

Atualmente, sua árvore já tem 1525 pessoas.

Vasco gosta muito do Family Tree Builder, bem como aquelas funções, que estão sempre em busca automática por coincidências com outras árvores, mesmo quando não estamos online, como as Smart Matches e Record Matches.

MyHeritage tem sido muito útil para pesquisar, descobrir e encontrar matches para as pessoas! A minha família que mora nos Estados Unidos tornou-se muito mais unida e eles também adoram conhecer e entender melhor as suas origens.

Aqui estão algumas dicas de Vasco para aqueles que estão começando a sua jornada genealógica:

  • Se você tem tempo livre, e realmente adora este hobby, vá em frente!
  • Este trabalho é especialmente meticuloso, então vá com calma!
  • Há muito que aprender sobre genealogia e também sobre as traduções do inglês. É um trabalho em que você aprende na medida em que aprimora suas habilidades.

Você gostou da história do Vasco? Comente logo abaixo!

E se você também tem uma história para contar, envie um email para brasil@myheritage.com.

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado