A selfie mais antiga de todas

Comentários0

A tão famosa selfie, de hoje em dia, nada mais é que um autorretrato. É uma foto tirada de frente, geralmente usando-se para isso um smartphone ou câmera digital. Elas são popular e rotineiramente compartilhadas nas redes sociais e tornaram-se tão comuns, que é muito difícil encontrar alguém que ainda não tenha ouvido falar de uma.

Embora o termo “selfie” seja relativamente novo – ele foi adicionado ao Dicionário Oxford em 2013 –  e no Brasil ainda haja um discussão se deveríamos dizer “a selfie” em analogia à fotografia, ou “o selfie” por ser o autorretrato , a ideia de tirar uma fotografia de si próprio, segurando a câmara na frente da pessoa, certamente, não é nova.

A primeira selfie produzida, reconhecida por historiadores, foi tirada por Robert Cornelius, um americano pioneiro da fotografia. Ele criou um daguerreótipo de si mesmo, em 1839. E o mais interessante é que esta não é apenas a primeira selfie, mas uma das primeiras fotografias de uma pessoa jamais tirada.

Uma vez que o processo era bastante lento, Robert teve tempo de descobrir as lentes, correr para a frente da câmera e posar para a foto por mais ou menos um minuto, e depois voltar para de trás da câmera e cobrir as lentes novamente. A foto ganhou uma legenda: “Primeira fotografia já tirada. 1839”.

A próxima selfie mostra uma mulher não identificada, que tirou sua foto usando um espelho e uma câmera-box. Calcula-se que tenha sido tirada em 1900.

A câmera-box portátil da Kodak, que foi lançada por volta de 1900, tinha como propósito trazer a fotografia para todos, já que até então, fotografia era uma coisa cara e muito demorada. Com isso, nasceu a ideia do retrato, que rapidamente se popularizou.

A grã-duquesa russa Anastasia Nikolajewna foi uma das primeiras jovens, na época com 13 anos, a tirar uma selfie, com a ajuda de um espelho (coisa muito comum hoje em dia, não?). Em 1914 ela enviou seu retrato a um amigo, juntamente com uma carta, em que dizia: “eu tirei este autorretrato, usando um espelho. Foi super difícil, pois minha mão tremia o tempo todo.”.

O tempo não para e nem o desenvolvimento tecnológico. Ou seja, é óbvio que atualmente nós utilizamos novas formas de documentar o nosso dia-a-dia. Selfies são super fáceis de serem feitas e compartilhadas, além de darem à pessoa fotografada a chance de decidir o que ela quer mostrar de si mesma.

Embora algumas pessoas argumentem que as selfies não representem verdades históricas, já que elas só captam momentos fortuitos, sem contar o que vinha antes ou o que veio depois, elas colaboram sim, para mostrar momentos da vida cotidiana, que não seriam exibidos de uma outra forma. Os autorretratos são uma ótima forma de capturar acontecimentos da vida de cada um de nós e de compartilhá-los na internet com a nossa família e com as gerações futuras.

Vocês também não adorariam poder dar uma olhadinha no dia-a-dia dos seus antepassados? Eu pelo menos adoraria poder ver selfies dos meus bisavós… Ver onde eles faziam compras, ou brincando com seus filhos, ou até da comida servida em um jantar qualquer…

Vocês também costumam tirar selfies?

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado