MyHeritage reune dois irmãos, separados há 65 anos!

Comentários13

“Não dá para explicar o que significa para mim poder encontrar meu irmão depois de 65 anos.”

Aqui em MyHeritage, nós temos o privilégio de ouvir regularmente as histórias dos nossos usuários, e as descobertas incríveis que eles fazem sobre suas próprias famílias, graças ao nosso site. Hoje, nós temos o prazer de contar uma destas histórias super especiais e o orgulho de ter termos feito parte desta descoberta. Esta é a história real de dois irmãos que se separaram ainda crianças, logo depois do final da Segunda Guerra Mundial, na Europa. Eles não se viram por 65 anos – até MyHeritage entrar em ação.

Izak Szewelewicz nasceu no campo de deslocados de guerra de Bergen-Belsen, na Alemanha, logo depois da Segunda Guerra Mundial. Este período negro da história da Europa terminou com inúmeras famílias separadas, mutiladas e deixadas à mercê da própria sorte, tentando se reerguer e começar de novo. Izak não tem nenhuma lembrança da sua vida no campo de concentração. Ele foi enviado para Israel e liberado para adoção em 1948, quando ele tinha apenas 3 anos de idade e acabou sendo criado pela família que o adotou. A mãe biológica de Izak, Aida, imigrou para o Canadá e com o passar dos anos ela conseguiu encontrar e manter contato com Izak, quando ele já era adolescente. Eles se encontraram várias vezes ao longo dos anos, mas ela sempre se recusava a falar sobre a identidade do pai de Izak, ou de qualquer outra pessoa da sua família.

Há poucos anos atrás, Izak recebeu alguns documentos do arquivo de Bergen-Belsen que lhe trouxeram uma informação chocante: no campo de deslocados de guerra ele não era o único membro da sua família. Com ele estiveram lá também um outro familiar e um irmão, de nome Shepsyl. Os documentos pareciam indicar que eles tinham imigrado para o Canadá, separadamente de sua mãe. A grande pergunta agora era: Será que o Shepsyl ainda estava vivo? Se sim, onde? E o outro familiar? Quem seria ele? Será que o pai de Izak?

Em 2013 um sobrinho de Izak, Alon Schwarz, entrou em contato com o MyHeritage e nos pediu ajuda, para tentarmos localizar o irmão de Izak. O fundador e CEO do site, Gilad Japhet, ficou particularmente tocado com  a história e resolveu que o nosso pesquisador principal e chefe de genealogia na Inglaterra, Laurence Harris seria o homem certo para ajudá-lo. Juntamente com o sobrinho de Izak, Alon, Laurence começou uma busca incansável e bastante internacional, pesquisando tanto nos arquivos de Bergen-Belson, na Alemanha, quanto em Yad Vasehem, em Israel, passando por arquivos canadenses e muitas árvores genealógicas online, além de outros arquivos com registros de nascimento, casamento e falecimento.

A busca de Laurence acabou o levando até Melanie Shell, a única filha de um homem de Winnipeg cego, com seus sessenta e poucos anos, de nome Shep Shell. Eles começaram a trocar emails e Laurence descobriu que o nome de Shep havia sido americanizado, na sua chegada no Canadá. O nome original dele era Szepsyl Szewelewicz e Melanie confirmou que ele também havia nascido em um campo de deslocados de guerra na Alemanha. Todas as peças se juntavam. O irmão de Izak havia enfim sido encontrado.

Um encontro muito emocionante foi realizado no Canadá, logo depois. Izak finalmente teve a chance de conhecer seu irmão mais novo, um verdadeiro atleta paraolímpico, cego, esquiador, ciclista e corredor de maratonas. Alguns dias depois, eles foram visitar Aida. Shep encontrou sua mãe pela primeira vez, desde que era um bebê. Aida agora tinha o seu “Shepsyl’e”.

Em março de 2014, Shep e Izak foram para Israel visitar o MyHeritage agradecer pelo verdadeiro milagre acontecido.

Shep Shell escreveu recentemente:

“Não dá para explicar o que significa para mim poder encontrar meu irmão depois de 65 anos e ainda descobrir que tenho uma família enorme e maravilhosa. E ter encontrado minha mãe foi o sonho que se tornou realidade – o sonho mais importante da minha vida…”

Alon Schwarz produziu e dirigiu um documentário sobre a história, intitulado “Os segredos de Aida“. O filme mostra os esforços da famíliar para revelar este segredo e mostra os dois irmãos se reencontrando, bem como Shep e sua mãe. Em “Os segredos de Aida” vemos também as várias voltas e os esforços que a família fez para se reencontrar, incluindo testes de DNA, e um álbum incrível que os pesquisadores encontraram, mostrando a vida em Bergen-Belsen depois da guerra, quando os sobreviventes começaram a refazer suas vidas. O documentário terá a sua estréia amanhã, dia 3 de maio, no Hot Docs Canadian International Documentary Festival, em Toronto.  Visite a página do documentário no Facebook.

Reuniões como esta são a verdadeira essência do MyHeritage e o nosso maior incentivo para continuar trabalhando para todos vocês. Embora nós estejamos constantemente desenvolvendo ferramentas e tecnologias para que os usuários possam eles mesmos fazerem suas descobertas (pois como vocês sabem nós não somos uma empresa de pesquisa, que faz a pesquisa por vocês), ocasionalmente nós temos a oportunidade de utilizar o nosso knowhow para ajudar em alguns poucos casos, como este. E sempre quando nos envolvemos, nós fazemos esta pesquisa de forma gratuita, sem nenhum ressarcimento, mesmo trabalhando centenas de horas, ou mesmo milhares. O resultado final sempre vale a pena, pois a genealogia pode realmente mudar a vida de uma pessoa para melhor.

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado

  • MARCUS VINICIUS DE MELO GARCIA


    junho 19, 2016

    Mt bom saber dessa história linda, emocionante e verdadeiramente incrível!
    Continuem o bom trabalho que tanto significa para as pessoas!

  • Eliane Dutra Corrêa de Sá


    junho 19, 2016

    A pesquisa genealógica é uma coisa fascinante. Gostaria de ter mais competência para aprofundar a pesquisa que iniciei sobre a minha família.

  • Agostinho


    junho 19, 2016

    Uma história muito bonita e comovente!

  • claudio


    junho 19, 2016

    Muito legal ótimo

  • Kinhajp


    junho 20, 2016

    Emocionante! Parabéns à equipe e aos irmãos.Por um mundo com mais histórias como esta.

  • Ana Récio


    junho 20, 2016

    Parabéns MyHeritage ,tenho uma historia como esta, mas,ainda não encontrei o final.tenho minha arvore geneologica com48.000 nomes .minha avó tinha onze anos quando seu pai partiu para o Brasil em 1893(tenho o passaporte)onde diz que ia para o Pará ,Brasil Minas.sei que ele teve um filho lá,ele veio a Portugal á procura dela,mas já veio tarde ela tinha falecido á 2 anos ,mas ele sabia porque trazia a certidão de nascimento dela e do obito…é uma historia muito longa.

    • Karen


      junho 21, 2016

      Oi Ana, gostariamos de saber mais detalhes da sua história. Escreva pra gente: brasil@myheritage.com!

  • Vicência Pita Andrade


    junho 20, 2016

    Sim é espantoso o trabalho que está por detrás deste encontro. Parabéns a todos os que contribuíram para o tornar realidade

  • Valdir Mueller


    junho 20, 2016

    MyHeritage unindo a todos, maravilhosa história com final feliz.

  • Rubens


    junho 21, 2016

    Parabéns a equipe do My Heritage! Realmente um belo trabalho, e uma bela história também. Abraço!

  • Montserrat Planas Almasqué


    junho 21, 2016

    I too have a similar story but with two sisters that were born in UK and spent 60 years apart without knowing of each other. Also without their knowledge, they both entered to the US in the same year. It is also a very long story but it is part of my family.

    • Karen


      junho 22, 2016

      Wow, that sounds like an amazing story, Montserrat! Would you like to tell us, so that we can share it with our users here in the blog? In case you want, send us an email: brasil@myheritage.com

  • Alonir Pedro


    junho 21, 2016

    Ola querida Karen.
    Sou de Curitiba, Brasil
    Sou filósofo e investigador privado.
    Gosto muito e investigar histórias e antropologia.
    Se um dia precisarem de alguma ajuda aqui no sul do Brasil, podem me contactar para ajudas desse tipo.
    Parabéns pela história dos irmãos Izak e Shep.
    Saudações ao fundador Gilad Japhet e Equipe.
    Boas e belas conquistas, querida Karen.