8 motivos pelos quais a chuva não tem que estragar seu inverno (ou verão)

Comentários4

O inverno no Brasil pode ser quente e seco ou chuvoso e até mesmo frio. O tempo é imprevisível e temos que tentar nos adaptar, o que também significa que devemos estar preparados para o sol ou chuva. Quando o sol brilha, a lista de possíveis atividades durante as férias escolares é muito grande: praia, passeios de bicicleta e pesca, para citar apenas alguns. Mas o que fazer quando chove e somos forçados a ficar dentro de casa, é um pouco mais difícil.

Então, deixe-nos pensar em atividades que podem interessar a ​​todos. Além disso, vamos aproveitar para destacarmos o nosso tema favorito: a genealogia. Ainda mais por este ser um tema que pode ser de interesse para várias gerações.

Apesar da chuva!

8 sugestões do que fazer em dias de chuva:

1) Entrevistar alguém mais velho, na sua família, como talvez os avós ou uma tia-avó. O que você sabe realmente sobre sua vida? Ligue para eles e descubra.

2) Deixe a tecnologia trabalhar para você. Nós gastamos muito tempo com nossos smartphones, então por que não usá-los para pesquisar a história familiar para nós? Você pode pesquisar diretamente no nosso site ou usando o nosso aplicativo móvel.

3) Criar uma árvore genealógica. Não custa nada. Use o aplicativo para preencher as lacunas em sua árvore genealógica e tirar fotos e salvá-las diretamente na árvore.

4) Confira as fotos antigas da família. A maioria de nós tem um monte de fotos guardadas em uma caixa de sapatos velhos. Aproveite o tempo ruim para tirá-las das caixas e para organizá-las e acrescentar informações como as datas e os locais quando foram tiradas.

5) Depois escaneie e faça o upload das fotos no seu site de família para que elas sejam mantidas em segurança para as gerações futuras. O mesmo se aplica às cartas e outros documentos.

6) Registre fatos da sua vida. O que você quer deixar para as gerações futuras? Qual era a sua escola? Como você cresceu? Liste os fatos como profissão, nomes de parentes e escreva aquilo que você sabe sobre quem eles eram, seus interesses e assim por diante.

7) Apesar do mau tempo: Saia de casa e visite seus parentes. Uma vez lá, é hora de perguntar sobre o passado, como era a vida antigamente, o que as pessoas costumavam fazer e falar calmamente sobre as raízes comuns.

8) Faça uma viagem! Visite o lugar onde seus antepassados ​​viveram. Visite lugares importantes de sua vida, tais como a casa onde você cresceu ou a escola primária e assim por diante. Não se esqueça de tirar fotos!

Então, não vamos deixar o clima estragar suas férias e sim usar o tempo livre para a pesquisa!

Deixar um comentário

O e-mail será mantido em sigilo e não será mostrado

  • firmina maria dos santos pereira


    julho 26, 2015

    hoa !me agradeceria saber la mi familia de parte de padre
    soy hija de solteira ,a mi padre pude verlo una sola vez ,
    porque yo vivo en Argentina y ellos en Portugal ,mi padre segun tengo entendido vivia o vive en un barrio cercano a los astilleros en Lisboa ya que es marino su hijo tambien sigue su carrera militar en la marina .
    Padre : Jose Martins
    hijo :Jorge martins hoy 53o 54años y dos hermanos mas una mujer de mas o menos 50años y el menor 44años .
    Mi madre :FERNANDA DOS SANTOS PREIRA
    naci en Loule Algarve 1

  • firmina maria dos santos pereira


    julho 26, 2015

    para mi seria ,muy bueno saber de la familia que me falta !
    o los que quedan de ellos ,lo importante saber las raices de un lado como de otro!

  • Neide Bellandi


    julho 26, 2015

    História de Vida
    Escreva o ano que você nasceu..
    Dê espaço e os anos subsequentes – depois retorne e vá escrevendo os principais acontecimentos em cada ano.
    Quando lembrar de mais alguma coisa retorne ao arquivo e acrescente.
    Logo terá sua História de Vida Completa.

  • Therezinha Darcle Vilas Bôas Barbieri


    julho 30, 2015

    Quanto a mim, as sugestões não valem porque já sou idosa, perdi todos os ascendentes e os descendentes não se dão valor a tais fatos.