7    mai 201412 Comentários

Entrevista com a presidente-executiva do Museu da Imigração – Marília Bonas Conte

Recentemente, fiz uma entrevista com a Marília Bonas Conte, presidente-executiva e técnica do Museu da Imigração, para já adiantarmos alguns pontos de como será o museu, que está fechado para restauro há quase quatro anos, após a reabertura. Assim, vocês saberão em primeira mão, que tipo de informações poderão ser acrescidas à sua pesquisa familiar, com uma visita ao museu.

Marília é especialista em Museologia pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre em Museologia Social pela Universidade Lusófona de Lisboa. Atua há 10 anos nas áreas de pesquisa, documentação museológica e gestão cultural. Atualmente assume o cargo da direção executiva do Museu do Café e do Museu da Imigração.

Boa leitura!

MyHeritage: Marília, gostaria de começar esta entrevista falando da sua experiência pessoal com museus. Você se lembra da primeira vez que você visitou um museu? Como foi a sua experiência?

Marília Bonas Conte - A minha relação pessoal com um museu é muito antiga. Minha avó e meu avô ficaram aqui na Hospedaria de Imigrantes. Sou uma neta temporona e minha avó, com quase 90 anos, ainda me contava as histórias da sua vinda da Itália para o Brasil e do período na Hospedaria. Assim, desde pequena, eu tinha um imaginário sobre este lugar, mas foi só durante o primeiro ano de faculdade, em que cursei História, e com minha avó já falecida, é que vim fazer uma pesquisa sobre um pintor italiano e acabei me encontrando com a própria diretora do Museu, a Midori. Ela me ajudou a pesquisar a lista de bordo, a carta de chamada, toda a documentação que envolvia a vinda deste pintor para o Brasil e me perguntou se eu tinha alguém da família que eu gostaria de pesquisar. Eu tive, então, a emoção de poder ver os documentos referentes aos meus avós. Foi uma coisa muito forte, emocionante mesmo, eu me lembro até hoje, eu deveria ter uns 18 anos e estava voltando a pé, pelas ruas do bairro, muito tocada e pensando na força que um museu e um acervo podem ter para a sua construção como pessoa, em termos de identidade. E esta minha experiência aqui teve muito a ver com a minha escolha profissional.

Leia mais... "Entrevista com a presidente-executiva do Museu da Imigração – Marília Bonas Conte" »

5    mai 201432 Comentários

Parceria de MyHeritage e BillionGraves para conservar informações dos cemitérios do mundo todo

É com prazer que anunciamos que fechamos uma parceria com o site BillionGraves para lançar uma iniciativa global de mapeamento e digilitalização para preservarmos cemitérios no mundo todo.

Lápides e sepulturas têm uma função muito importante na genealogia. Elas fornecem informações vitais sobre uma pessoa como o seu nome, o nome de pessoas próximas, bem  como datas de nascimento e falecimento. Algumas vezes as lápides também contém informações sobre a personalidade e caráter da pessoa falecida, o que pode nos dar uma ideia de como a pessoa foi em vida. No entanto, bilhões de sepulturas no mundo todo nunca foram documentadas ou registradas e toda esta informação ainda está muito longe de ser disponibilizada na rede.

Leia mais... "Parceria de MyHeritage e BillionGraves para conservar informações dos cemitérios do mundo todo" »

1    mai 201411 Comentários

20 Anos sem Ayrton Senna – uma homenagem

Algumas personalidades marcam as vidas das pessoas comuns como poucas. Elas nos fazem sorrir, outras chorar, nos fazem cantar junto e, no caso do piloto de Fórmula 1 Ayrton Senna, nos fazem vibrar.

No meu caso, em especial, Senna me fez vibrar por um esporte que eu nunca tinha apreciado (ou entendido) anteriormente. E me fazia sentir um orgulho enorme em ser brasileira, cada vez que a bandeira era hasteada após mais uma vitória do piloto.

Ayrton Senna da Silva, talvez até pelo sobrenome comum a tantos brasileiros, parecia ser "um de nós".

O paulistano nasceu no dia 1º de março de 1960, filho de Milton Teodoro Guirado da Silva e Neide Joana Senna da Silva. Incentivado pelo pai, um entusiasta das competições automobilísticas, ganhou um kart aos 4 anos de idade, feito pelo próprio pai, com um motor de cortador de grama. Senna era muito habilidoso e impressionou a sua família, que permitia que ele conduzisse outros veículos nas fazendas do pai, com apenas 9 anos de idade.

Perfil de Ayrton Senna - SuperSearch

Leia mais... "20 Anos sem Ayrton Senna – uma homenagem" »

Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados