28    mar 201423 Comentários

Nacionalidade espanhola aos descendentes de judeus sefarditas

Ao longo das últimas semanas temos visto uma enxurrada de notícias sobre os judeus sefarditas inundarem as redes sociais: são milhares de pessoas que pretendem provar sua origem sefardita para tentar então conseguir obter um passaporte espanhol.

Tudo começou com a intenção do governo de Mariano Rajoy para aprovar no Congresso Espanhol uma modificação no Código Civil daquele país para conceder a nacionalidade espanhola aos judeus sefarditas que consigam provar suas origens ancestrais e, assim, compensar aquelas famílias que foram expulsas de Espanha sistematicamente a partir de 1492.

Ondas migratórias sefarditas

Os judeus fugiram das perseguições que lhe foram movidas na Península Ibérica durante a inquisição espanhola (de 1478-1834) e se instalaram em novos territórios. Milhares se refugiaram no novo mundo, por exemplo, no Brasil e no México, onde atualmente temos milhares de descendentes dos judeus conhecidos como Marranos (pessoas que foram forçadas a se converterem ao cristianismo, mas que continuavam praticando às escondidas a sua religião).

Em Portugal também houve a prática sistemática de expulsão dos judeus depois do casamento do Rei Dom Manuel com Isabel de Aragão, cujos pais, em 1492, através do Decreto de Alhambra haviam expulso os judeus dos seus territórios. Assim, ou os judeus se convertiam ao cristianismo ou eles se sujeitavam ao exílio forçado sob pena de morte.

O anteprojeto pretende reparar este passado desumano da Espanha e conceder a cidadania também após certificados "os sobrenomes do interessado, o idioma familiar (no caso se ainda falam o ladino - um idioma semelhante ao castelhano, falado por aproximadamente 150 mil indivíduos em comunidades sefarditas em Isarel, nos Balcãs, Oriente Médio e Marrocos,  idioma este que também era falado em Portugal), ou por outros indícios que demonstrem seu pertencimento à comunidade judaica sefardita" (Fonte: brasil.elpais.com).

Imagem: namochiladopepe.blogspot.com

Assim, mais de 5200 sobrenomes diferentes (alguns deles bem comuns no Brasil como Oliveira, Silva, Rodrigues, Nunes, Henriques, Mendes, Lopes, etc.) teriam "direito" à cidadania espanhola. As estimativas indicam que mais de 3,5 milhões de pessoas seriam beneficiadas com o passaporte europeu.

No entanto, ainda que a base do rumor seja verdadeira e que o governo espanhol realmente pretenda conceder a nacionalidade aos que conseguirem comprovar suas origens sefarditas, o projeto ainda não é lei. E a lista de sobrenomes não é uma garantia de que estas pessoas sejam realmente sefarditas. Além disso, o candidato a espanhol tem que provar seu vínculo com a Espanha e com a cultura espanhola no seu sentido mais amplo.

Por isto antes de ligar para o Consulado Espanhol mais próximo é necessário que o candidato a um passaporte estude a fundo a sua história familiar (verificar, por exemplo, se os antepassados portugueses ou espanhóis chegaram ao Brasil nos séculos XVI ou XVII, ou se foram citados nos anais da Inquisição até o século XVIII), a fim de encontrar documentos que comprovem a sua origem, que encontrem também o vínculo que a família ainda mantém com a cultura sefardita (por exemplo através do idioma e ritos religiosos), se há vínculo com a cultura espanhola e que a lei seja realmente aprovada.

Fontes: El País, O Globo e Wikipedia

Comentários (23) Trackbacks (0)
  1. A notícia é falsa! O governo espanhol não dará nacionalidade aos descendentes de judeus em seu país apenas pelo fato de terem o sobrenome numa lista. Trata-se apenas de um anteprojeto de lei que ainda nem foi discutida pelo ministros.

    http://www.e-farsas.com/mais-de-5-mil-sobrenomes-poderao-pedir-cidadania-na-espanha.html
  2. Sim, Cassiano, é justamente este o alerta que fizemos com este artigo!
  3. gostei muito por informaÇ0es sucinta pela DRa Karen,MarÇo 31st2014 07:08 trata-se a penas de um anteprojeto da lei que ainda nem foi discutida pelo Ministros.Quanto e que sera discutida?Deus lhes abençoe,no desenvolvimento tecnologico no mundo no campo educativo ,liberdade de exprensao ,democracia e justiÇa social.No passo-passo dizia Dr Eric Amidi fisico-quatico.Kamba.matiasbaptista@gmail.com
  4. Essa lista surgiu baseada em vários livros e pesquisas, a lista de nomes é verdadeira, só que o governo espanhol não está se baseando nela. Mas o mais engraçado é que no ano passado o governo português aprovou essa lei, e ninguém fala absolutamente nada! http://www.pgdlisboa.pt/leis/lei_mostra_articulado.php?nid=1944&tabela=leis
  5. Realmente podemos pedir a nacionalidade espanhola ou portuguesa, porém devera antes ser comprovada de fato a sua descendência dos judeus saferdista, significa pedir a genealogia da sua família e comprovar através de documentos nada de sair correndo para os consulados sem tais documentos. Pois se fosse diante dessa lista já teria os passaportes espanhois e portugues, pelo que vi tenho descendencia de quatro sobrenomes diferentes que constam na lista, mas não é assim.
  6. Alguém sabe informar se o MyHeritage têm acesso a esse lista de nomes que constam nos atos da inquisição ou se têm alguma arvore com esses dados? Iniciei minha pesquisa genealógica a mais de 10 anos assim como estreitei meus laços com a comunidade judaica sefaradita nesse intuito - provar a ascendência judaica de minha família Mendes.
  7. onde eu encontro essa lista
  8. Na espanha os registros civis e religiosos mantém informações desde 1870, talvez as famílias nobres (corte e afins) tenham registros mais antigos.
  9. gostaria que alguém me falasse sobre o passaporte português.
  10. Primeiro, o tal projeto de lei com os 5200 sobrenomes nunca existiu. Não há publicação no El pais sobre o tema. Segundo, a linhagem religiosa só é transmitida pela mãe. Para ser judeu tem que ter mãe judia. Pai judeu não gera filhos judeus.
  11. Embora o Consulado da capital de meu estado e o Vice-Consul morador de minha cidade, tenham dito que eu não teria direito a cidadania portuguesa, levantei VIA INTERNET e com a super atenção da Conservatória em Lisboa, certidões de TODOS meus antepassados. Concluindo, tenho hoje a cidadania e a composição de uma belíssima arvore genealógica. Vale a pena consultar e se informar de todas as formas possíveis. Excelente esclarecedora matéria.
  12. Parabéns! Muito bom o artigo. Deixa claro que se trata de um plano de intenções que, se aprovado, muitas vezes será bastante complexa e complicada a comprovação da cidadania. Também acredito que não seria um processo barato. Enfim, se um dia aprovado, preparem os bolsos!
  13. Fiquei triste em saber que sou descendente de judeu. Até há pouco tempo acredita que era mouro (árabe).
  14. Embora não tenha a menor intenção em trocar a minha nacionalidade brasileira, tenho um grande interesse em saber sobre a trajetória: Espanha e/ou Portugal/Brasil, principalmente em relação aos NUNES, do meu pai CLAUDIO NUNES e do meu avô paterno MODESTO NUNES BAPTISTA, e ainda dos OLIVEIRAs, da minha avó paterna ANNA DE OLIVEIRA. Se alguém souber de alguma coisa, ficarei grato pela informação.
  15. Prezada Karen, meu bisavô paterno era galego, existe algum meio de requerer cidadania espanhola sendo eu bisneto? Quanto ao assunto em voga, fica muito muito no ar tal noticia, os açorianos tem várias misturas de povos, dentre elas os judeus que colonizaram o sul do Brasil essa lista fica muito extensa.
  16. Olá Julio!
    Como obteve as informacoes do seus antepassados via internet? Estou a procura dos meus antepassados que vieram da Espanha ao Brasil em 1898. Localizei as informacoes no site do arquivo public do estado de sao Paulo. Porem, nao consegui ir alem disso. Pode me dar alguma dica? Meu bisavô se chamava Damasio Sirguero Martin e minh bisavó Josefa Rodriguez. Obrigada
  17. Achei muito pertinente o artigo. Claro que tudo precisa de comprovação . Penso que todos nós temos interesse em conhecer os ascendentes . Não importa se judeus, Árabes, ou qualquer origem. Já temos ascendência africana, do negro, do índio e do branco e para mim tenho orgulho de ser brasileira. Acho que um passaporte europeu e muito bom, mas graças a Deus, já estive em seis países dezoito cidades da Europa e nós Estados Unidos várias cidades e meu passaporte brasileiro não tem problema. Ao contrário, estou de visita a Florida e há uma loja , MACY, que da 10 % de desconto durante um mês da estadia nos States.
    Agradeço a. Karen o interesse em nós ajudar. Realmente precisamos. Obrigada, atenciosamente, magdala
  18. e eu amo ser, brasileira mais até hoje não conseguir saber a que descedencia minha mãe perteceu só sei que ela era borges do espirito santo, ela era filha adotiva, do meu avô, josé viana da pena , que vivia em porto seguro e meu avô , dizia que ela era filha de gente importante, só que veio de uma relação cladestina e eu sempre tive o enterrese de saber algo, como pode uma pessoa existir e não ter indentidade para indentificação nasceu 1927.. mais eu só vou sosegar enquanto não descobrir a verdade seja ela qual for.....
  19. Onde consigo essa lista?fiquei curiosa de saber se meu sobrenome consta na tal lista.
  20. Parabéns pelo artigo!muito esclarecedor!vou espalhar.
    Obrigada!
  21. barreto ou sampaio é de origem espanhola, ou portuguesa?
  22. Não se devem confundir as nações com as raças.AS diferencias raciais são características biológicas externas dos homens.AS raças a pareceram nas primeiras etapas remotas de formação do homem e da sociedade humana.Durante o processo de formação do homem moderno,formaram-se também as raças humanas,isto e,as diferenças relacionadas com as características físicas dos homens.Dizia o filosofo Augusto Conte em 1721,Fernando.A.Almeida em 1733.
  23. A consciência religiosa e a religião. A consciência religiosa e uma forma especial de consciência social que reflete a realidade de modo não científico.E a crença no sobrenatural, em Deus,nos espíritos,na vida do além- -túmulo,etc.A religião surgiu em consequência do domínio das forças da natureza sobre o homem primitivo;nas quelas condições.Dizia Marx web.

Deixe um comentário

Enviar

Deixe um comentário
Insire um nome
Por favor introduza um endereço de email

Sem trackbacks

Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados