25    out 20134 Comentários

Encontrei celebridades na árvore – A história de Tiago

São vários os motivos que levam alguém a começar a pesquisar a sua própria história familiar. Um deles é a esperança de encontrar alguém famoso, ou talvez de "sangue azul" entre os vários ramos da nossa árvore genealógica.

Este não foi um dos motivos que fez Tiago começar a pesquisar a sua família, mas não é que ele encontrou mesmo um sobrenome famoso durante a sua pesquisa genealógica?

Tiago e esposa

Convido-lhes a conhecer a história de Tiago. Boa leitura!

MH- Há quanto tempo você faz a sua pesquisa familiar e como começou o seu interesse pela genealogia?
TP- Cerca de 8 anos, aproximadamente. Não tenho uma data exata, mas tenho alguns e-mails solicitando informação, dos primeiros dois anos de minha pesquisa. Tudo começou com o interesse sobre meus antepassados Italianos (Fuzaro), da minha família paterna, com a conversa de sempre:"Obter cidadania Italiana". Então o primeiro passo foi procurar alguma ferramenta para me auxiliar nos registros das informações que eu conseguisse. Inicialmente achei um site que não me recordo o nome, que depois foi assumido pelo Myheritage. Ainda não consegui todos os documentos para a cidadania, mas nas pesquisas que fiz e estou fazendo, fui pegando gosto pelas história de família. Que coisa mais fantástica é olhar documentos, conversar com os mais velhos, procurar registros e ver que é possível provar algumas lendas da família, e que não adianta os antigos terem escondido algo que os documentos podem nos dizer.
Foi então que a cidadania não era mais tão importante, mais as histórias em sí. Parti então, para a pesquisa da minha família materna (Porfírio) e a cada descoberta, uma história sensacional.

MH- Você pesquisa sozinho ou tem algum familiar te ajudando?
TP- Eu pesquiso sozinho, nem todos conseguem compreender a riqueza destas pesquisas. Os familiares colaboram com alguns nomes e locais, mas a pesquisa mesmo, de ir atrás de documentos, sou eu que faço.

MH- Qual é o antepassado mais distante na sua árvore genealógica?
TP- Manoel Correa Leite, nascido em 1811 em São Roque/SP.

MH- Você já teve smart matches interessantes? Conseguiu descobrir algum parente novo assim?
TP- Já sim, na verdade consegui contato mais próximo de parentes que eu sabiam que existiam, mas não tinha contato. Alguns Smarts ajudaram a completar algumas lacunas de nomes de famílias.

MH- Em que países você tem parentes? Tem contato com algum parente por lá?
TP- Na verdade meus antepassados vêm de alguns países como: Itália (Fusaro), Espanha (Catellano e Gonzales), França (Porfirio) e Portugal (Sampaio). Porém, eu ainda não consegui identificar nestes países de origem, descendentes do mesmo ramo da família.

Ao centro, meus Trisavós Pai João (João Porfirio dos Santos/da Rocha) e Mãe Jovina (Jovina Leite Barros).

MH- Você nos contou sobre a sua proximidade com a família Celulari. O que você seria do Celulari mais famoso? Quais são os documentos que comprovam esta ligação?
TP- A primeira história de família que eu me interessei era para confirmar o que meu avô falava, acerca de um ator conhecido que seria um "parente distante". Segundo informações do meu avô, ele seria descendente da irmã de minha trisavó, minha trisavó era Jovina Leite Barros (alguns documentos constam ainda o sobrenome Oliveira) e sua irmã Priscilivia Leite de Barros. Fui atrás de batismos, casamentos, nascimentos e tudo que conseguia em sites específicos. E foi quando vi documentos do casamento de uma prima do meu bisavô, com um membro da família Celulari. Sempre foi uma história que nunca ninguém provou nada, mas todos falavam. Então fui atrás para saber exatamente se era apenas uma lenda familiar, ou realmente tínhamos um vínculo com esta família. Claro que têm inúmeras famílias que temos vículo, ora por casamento ou por qualquer coisa, mas interessante é que no caso dos Celulari, tem uma sequência direta, temos antepassados em comum, e não só por casamento.

MH- Poderia contar mais um pouco sobre você?
TP- Sou o único da família que tem o interesse nas histórias da família, e acabo percebendo que nem todos os mais antigos gostam de falar sobre a família, o que faz de mim o membro da família com mais conhecimento sobre a história e trajetória dos antepassados. Tive o prazer de conhecer um bisavô paterno e um bisavô materno, e o prazer de ter meus avós paternos e maternos vivos. Acho o máximo entrar nos sites do Memorial do Imigrante, do Familysearch, do cemitério de Jahu e do MyHeritage para pesquisar sobre meus antepassados.A cada dia que passa, a frase "Somos todos uma grande família" fica mais clara para mim.

Muito obrigada, Tiago, pela sua história familiar e muito sucesso nos seus projetos e pesquisas!

Caso você também queria dividir conosco sua história familiar, entre em contato através do email brasil@myheritage.com!

Comentários (4) Trackbacks (0)
  1. Muito legal...
  2. Tiago adorei ,obrigada por tudo que você esta trazendo pela nossa familia...
  3. Tiago, você é demais! Admiro sua dedicação.
  4. Visitem meu blog que também tem a história da minha família.
    mlsdolcihistoria.blogspot.com.br

Deixe um comentário

Enviar

Deixe um comentário
Insire um nome
Por favor introduza um endereço de email

Sem trackbacks

Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados