10    jun 201311 Comentários

10 Dicas para entrevistar membros da família

As lembranças de membros da família, as fotos e documentos que eles possuem, e as informações que eles fornecem tem um valor inestimável para a história da família. Consideramos sempre entrevistar os parentes mais velhos primeiro, pois eles costumam saber mais sobre as gerações anteriores de nossa família, tem mais conhecimento e documentos e que podem desaparecer com a morte ou quando a memória desaparece e a informação pode ser perdida para sempre.

Seu parente pode ser a única pessoa que saiba de qual país ou cidade que seus antepassados ​​imigrantes vieram, além disso, se o seu nome de família era diferente das gerações anteriores e esta informação, do nome original, somente os seus parentes mais velhos saberiam dizer.

Aqui estão algumas dicas que eu espero que você ache útil quando você for entrevistar membros de sua família:

1. Prepare-se. Seja claro sobre seus objetivos. Que tipo de informação você está procurando? Quem você quer descobrir, de que lado da família? Leve uma câmera para fotografar seus parentes. Você também pode fotografar artefatos e fotos que os parentes mais velhos podem mostrar. Estas fotos servirão como ótimas lembranças.
2. Crie uma lista de questões ou tópicos para cobrir. As perguntas vão depender de quão bem você conhece os parentes e seu lado da família. Tente ordenar as perguntas de modo que o seu parente vai começar a falar sobre a sua família imediata e, em seguida, trabalhar para mais além, para os parentes mais distantes. Por exemplo, comece com perguntas sobre seus filhos, irmãos e pais. Em seguida, tente ordenar as perguntas para que eles se movam para trás no tempo, para os seus avós e bisavós. Não se esqueça de incluir perguntas sobre outros, como tias, tios e primos que não podem ser ancestrais diretos.

3. Decida-se como você irá gravar a entrevista. Traga um papel e caneta para tomar notas. Pergunte ao seu parente com antecedência se eles se importariam você estar usando um gravador de voz ou câmera de vídeo para preservar a entrevista.

4. Ligue com antecedência. Tente dar-lhes bastante tempo - eles sempre levam mais tempo do que você pensa! Certifique-se de combinar a hora e local que seja conveniente para o seu parente. Não se esqueça de perguntar se eles têm algumas fotos da família, certidões ou outros itens da história da família e se poderiam mostrar-lhe quando você se encontrar com eles.

5. Comece com uma foto de família. Se eles encontraram fotografias, começe a entrevista discutindo isso. Ou use uma fotografia da família que você trouxe para a entrevista. Tente garantir que, na foto, exista um ou mais membros da família que o seu parente vai reconhecer e que ele ou ela vai querer falar. Fotos do casamento ,de grupo ou retratos de família são um ótimo começo.

6. Faça perguntas abertas. Use perguntas "abertas", como "O que você lembra sobre seus avós?" Ou "Como era crescer dentro ..?" Sinta-se livre para perguntar se eles têm alguma histórias de família interessantes. No final da entrevista, adicionar perguntas "fechadas" para obter detalhes mais específicos, como "Onde está enterrada a sua avó?"

7. Crie parte da árvore de família. Se possível, leve a sua árvore genealógica com você. Então, se houver novos indivíduos que sejam mencionados durante a conversa, imediatamente, adicione seus nomes e detalhes para a árvore. Dessa forma, seu parente pode ver a árvore que cresce, e vai ser mais fácil de trabalhar em quem está relacionado com quem. Ofereça-se para enviar-lhes uma cópia atualizada da árvore de família depois de ter adicionado os novos detalhes. O software Family Tree Builder 7.0, torna mais fácil para editar e imprimir a sua árvore genealógica. Você também pode editar a sua árvore genealógica com os nossos aplicativos móveis, bem como tirar fotos a partir de seu telefone.

8. Conduzir a entrevista. Oriente-se na direção da entrevista para permanecer no tópico, mas não se ater apenas aos tópicos preparados e perguntas ou você pode perder algumas joias genealógicos. Por exemplo, se seu parente lhe diz que seu pai estava no exército, isso pode ser interessante para pedir mais respostas na entrevista - mesmo que isso não esteja em sua lista original de perguntas. Se você sentir que seu parente esta desconfortável para falar sobre um assunto ou pessoa em particular, vá para um tópico seguinte. Você pode sempre voltar a esse tópico em um momento ou data posterior ou perguntar sobre um outro parente, que será capaz de adicionar mais detalhes. É importante certificar-se de que a entrevista é uma experiência agradável para você e seu parente.

9. Deixe algo para trás. Traga uma cópia de uma foto de família ou uma parte impressa de uma árvore genealógica para deixar com seu parente. Lembre-se de deixar suas informações de contato para que eles possam estar em contato se lembrarem-se de mais alguma coisa ou quiserem adicionar mais detalhes para um tópico específico.

10. Continuando em casa. Rotular suas notas originais e quaisquer fitas de áudio ou vídeo com o nome e detalhes de contato do parente que foi entrevistado, incluindo a data, hora e local. Se você fez gravações de áudio ou vídeo, prepare, palavra-por-palavra uma transcrição com notas extras. Se você tomou notas manuscritas, digite-as. Uma vez que suas notas estejam compilados, extraia os principais detalhes genealógicos e adicione-os a suas folhas de árvore genealógica ou gráficos. Certifique-se de adicionar detalhes corretos sobre a origem de cada detalhe. Muitas vezes, esse processo vai gerar ideias para pesquisa de acompanhamento. Identifique todos os itens que precisam ser esclarecidos, anote e fazer uma chamada telefônica de confirmação para o seu parente. E, por último, não se esqueça de uma nota de  "muito obrigado", pois isso pode gerar um convite para outra reunião. Então você pode refazer todas as perguntas você não conseguiu na primeira entrevista!

Desejamos-lhe sucesso com suas entrevistas com a família, e esperamos que eles possam desbloquear histórias de família com informações interessantes.

Você tem dicas adicionais sobre como entrevistar membros da família? Ou, você descobriu algo novo sobre sua família enquanto entrevistava um parente? Deixe-nos saber nos comentários abaixo, no Facebook, TwitterGoogle + ou poste as suas fotos no Pinterest e nos avise para podermos pinar as suas fotos.

Escrito por Laurence Harris, Chefe de Genealogia (UK) - MyHeritage.com.

Comentários (11) Trackbacks (1)
  1. Tudo isso apresentado é muito importante.
  2. Eu sempre tive "aulas de familia", mas sinto não ter anotado isso, porque agora as pessoas que me ensinavam infelizmente já não estão entre nós.
  3. Muito útil estas dicas para quem trabalha com esse tipo de pesquisa.
  4. ... olá ... acredito estar "no meio" destas dicas ... que são muito interessantes ... tenho receio de sobrenomes comuns ... misturados e trocados ... de tendências nobres e de grandeza ... de origens muito humildes e de vidas sofridas ... devemos sempre procurar comprovar a união entre os elos familiares ...
  5. Acho que também facilita se antes da entrevista, você

    montar um roteiro sobre o teor das conversas e preparar um

    questionário com as principais perguntas.

    Aprendi isso em nossas pesquisas da "Família Coutinho".
  6. amei, irá acrescentar grandemente para a minha pesquisa
  7. Muito bom roteiro.Dá ânimo e intrumentaliza quem busca sua história familiar sob um prisma mais organizado.Estou nessa fase.
    Obrigada!
  8. Sou da família MOTA, mas não consigo descobrir ninguém em Portugal
    Como posso encontrar parentes
  9. Porriso procuro saber algo sobre minha mãezinha que já se foi, mais quero saber mesmo que tenha sido muito precaria a sua situação, em relação a familia..
    mariluce borges de souza..
  10. Tenho vontade de saber mais sobre meu avÔ materno,BENJAMIM AVELAR,de Ouro Preto,ficou viuvo,foi para Poá SP. casou com Benvinda Avelar.Quero saber o trajeto dele em S.Paulo e suas origens antes de tudo isso...desde já,obrigada!! Aurea G. Di Blasio
  11. Excelente artigo.
    Percebe-se que teve muitas experiências nisso.
    São informações preciosas que levaria um bom tempo para aprender sozinho.

    Obriado.

Deixe um comentário

Enviar

Deixe um comentário
Insire um nome
Por favor introduza um endereço de email
Sobre nós  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados