22    abr 201312 Comentários

22 DE ABRIL – O descobrimento de Portugal

Em 22 de abril de 1500, Cabral descobriu o Brasil.

Há que diga que ele estava perdido e os índios o acharam. Pode ser, todos nós, as vezes, estamos perdidos diante da vida. Sempre estamos em busca de algo inédito ou de alguma coisa. Nem sempre sabemos o que seja ou compreendemos o motivo pelo qual a vida nos leva lugares inexplorados e novos.

Nem sempre compreendemos o porque que vivemos algumas situações ou épocas que marcam as vidas e as nações.

O Brasil hoje é oásis da economia, disputado, invejado e procurado por milhares de imigrantes que desejam fazer aqui uma nova vida. Encontrar a felicidade.

Portugal, diante da crise que abala todo o mundo, hoje, não está tão bom economicamente, mas o grande povo que habita Portugal irá vencer as dificuldades. Todos nós buscamos a estabilidade, a segurança e o conforto.

Mas, e se? E se em algum lugar, a felicidade não esteja na quantidade de dinheiro que temos no bolso ou no país em que moramos e esteja apenas no nosso sonho?

Junior Tidus é um jovem jornalista em busca desta felicidade. É um Cabral ao inverso. Um aventureiro em busca de um sonho, assim como os aventureiros de 1500. Leia a história deste jovem em uma declarada Carta de Amor aos dois lado do Atlântico. Brasil e Portugal dois irmão em um só sonho.

Diz Junior Tidus:

"Demorei muito pra cair na real, estava anestesiado. Era um daqueles sonhos bobos que temos quando somos criança e nossa mãe escuta e dá risada. A minha dizia "sim, você vai morar fora do Brasil um dia!", pra me confortar, sempre com um sorriso estampado no rosto.
E hoje completo 1 ano desde que cheguei em terras lusitanas. É mais que um sonho realizado, é uma perspectiva e um caminho novo a cada dia. Portugal é um universo único e imensurável, que me surpreende a todo instante.
Lembro-me como se fosse ontem os preparativos, as expectativas... Dei o start! Desliguei-me do Brasil, da família, dos amigos... Fiz questão de visita-los, vê-los antes de embarcar. Foi um tchau bobo, sem cara de despedida, mas que fez molhar alguns dos rostos mais queridos desse mundo. Então, o desconhecido me aguardava. Cheguei e aprendi que não só de bacalhau e bigode, vive o portuga! Terrinha de gente maravilhosa, comida boa, bons "sítios" pra conhecer e uma variedade de coisas que sequer sei explicar. A cada passo, uma nova descoberta. São paredes e ruas que exalam cultura; o ar europeu que inspira qualquer leigo a se interessar por arte e, principalmente, a sensação de estar voltando no tempo a cada edificação que imprime a história de grande parte das nossas origens.
Aprendi que a língua portuguesa é muito mais rica do que imaginava. Ri disso e fiz outros rirem com a nossa diferença de sotaques e significados para as mesmas palavras. Aprendi também a viver por aqui, a fazer compras, a esperar os saldos, a converter e deixar de converter €uros pra Reai$ nos momentos certos.

Vi o tempo passar e senti cada estação com todas as suas características e diferenças bem acentuadas umas das outras, coisa que nunca tinha visto em solo tupiniquim. Senti com o tempo, a saudade e me permiti sentir tudo de bom e de ruim. A dor de passar o natal longe da família, o réveillon agasalhado... Sentei na areia e vi o sol morrer no mar, distante enquanto tomava uma taça de vinho do Porto. Cresci. Desapeguei. Deixei voar e voei. Logo vieram as lições que somente a experiência de morar em outro país lhe proporciona e as várias dificuldades que normalmente um imigrante enfrenta.
Fui (sou) vítima de preconceito por ser brasileiro e aprendi dar valor a minha pátria amada, e a ter o sonho inverso, de poder voltar e viver de um jeito que só quem vive fora de lá pode entender. E para os que ficaram sem notícia minhas, eu estou bem. Vivo bem, sem luxos. Divirto-me, tenho minhas “saídas”, tenho colegas, amigos e pessoas aqui que posso chamar de “família”. Viajo quando dá e sou feliz aqui e com muito pouco. E é uma felicidade que não há cifrões nas entrelinhas pra me iludir e alimentar uma esperança de ostentação de um padrão social. Não tenho carro, utilizo transporte público e adoro andar de metro. (Preciso dizer que não há comparação com o metrô de São Paulo?) Acredito que não preciso dizer também sobre desigualdade, segurança, educação, saúde pública... Vamos falar de coisa boa? Coisa boa é viver sem se preocupar se os móveis da casa onde você vive são seus ou não; é poder apreciar uma visão incrível do lugar em si; é ter papos em cafés com pessoas dos mais longínquos lugares do mundo sobre filosofia e qualquer assunto que renda longas horas de boas risadas; é voltar pra casa a pé às 3h da madrugada sozinho sem ficar com o coração disparado por ouvir passos atrás de ti e o mais importante, é pensar em “trabalhar pra viver e não viver pra trabalhar”.
Queria poder dividir essa experiência com minha família, meus amigos e que todos no Brasil tivessem isso também!
E que upgrade na vida? Pensar que havia pessoas que sempre cultivaram aquele pensamento limitante de que um garoto de classe média, de uma cidadezinha pequena do interior de São Paulo, sem muita perspectiva de vida não chegaria até aqui. Hoje me orgulho de onde cheguei, não por estar aqui somente, pois não é o fim do caminho, mas por tudo o que passei e por quem me tornei. Por cada conquista, cada puxão de orelha, sorriso, beijo, confidência, abraço, conselho, lágrima, por cada instante. Nunca comprei essa ideia de que “eu não tinha conserto”. Aprendi a ouvir as pessoas, até quando não concordava. Corri atrás do prejuízo e os resultados foram aparecendo aos poucos, no seu tempo. E escrevo isso não é pra provar nada pra ninguém, é pra descer do “salto” (até porque nem tudo são rosas) e agradecer de coração a cada uma das pessoas que estão a ler esse texto hoje. Portanto, obrigado por terem ajudado com um tijolinho na construção desse meu novo caminho e por me aceitarem, me criticarem e por hoje, comemorarem isso comigo.


Estar aqui é apenas o começo da caminhada e quero aproveitar muito ainda esta oportunidade de habitar esse admirável mundo novo. O amanhã a Deus pertence e eu não sei o que me aguarda, mas por hora cá estou e não quero ir embora. O Porto é minha casa e quem quiser conhecer seus encantos, fica aqui o convite! Que venham mais estações!!! " Junior Tidus - 12-04-2013
Comentários (12) Trackbacks (1)
  1. esse eh meu primo lindo!!!!!Sonhou...e conquistou....!!!!
  2. Muito lindo o que voce escreveu.
  3. Adore!!!tá aqui uma pessoa que vale a pena conhecer!!!!
  4. Engraçado, este remar contra a maré. Claro, tem uma atenuante, este cidadão brasileiro, é um cidadão do mundo, tem um olhar crítico, direi mesmo é um escritor em movimento.
    Na realidade, crua e dura é o retomar do fluxo de saída de portugueses para os brasis. Até os brasileiros que procuraram esta margem, estão de volta a esse grande portugal que é o Brasil.
  5. Nossa meu bem, que lindo.Adorei viu!!!!!!!! Mas estou com tantas saudades.Desejo-lhe muita sorte e sucesso e tenho certeza que tudo vai dar certo.A tia te ama.Bjus
  6. Muito intenso. Portugal ficou mais rico, com a escrita do Junior. Parabens Ju pela sua humildade e honestidade na escrita, e Parabens todos os teus amigos e família por poderem se orgulhar de um Homem como voce.!
  7. A Vida é uma escola...nunca deixe que te digam que não vale a pena acreditar e lutar pelos sonhos que você tem, ou que os seus sonhos não vão dar certo...confiem em si mesmo..."Quem acredita sempre alcança".
    Fiquei emocionada com seu texto... parabéns! Você tem muito talento, ainda vai alem do possa imaginar...Seja Feliz!
  8. Amei!!!!Muito bom saber que um sonho se realiza e que não termina aqui ...é apenas o início de uma grande viagem...muito mais está por vir...Junior Tidus aproveite muito, são experiências que se vive uma única vez, pois, a cada dia tudo se renova... O Tio, deve estar muito orgulhoso....Abs
    PS: Toda sua família deve estar muito orgulhosa e saudosa....
  9. Os sonhos também se realizam, podem não ser tão perfeitos como os idealizamos, mas conseguimos os alcançar quando somos destemidos, determinados e lutamos mesmo muito pelo que queremos. Dou-lhe os meus Parabéns Junior pela sua luta, imagino o quanto tem passado por aqui, nem tudo é bom, mas ainda bem que gostou de Portugal, do Porto, destas Gentes do Norte, que são do melhor que há para se encontrar Amigos. Eu receava que você fosse virar estátua quando chegasse o Inverno, porque sabia que nunca tinha sentido tanto frio, mas até isso superou.. A sua escrita, o seu testemunho orgulham a sua Família, os seus Amigos, mas orgulham Portugueses como eu, de receber pessoas como Você, como a sua simplicidade e a sua força de nunca desistir.
  10. Hoje tive o imenso prazer em te conhecer Junior, e não foi só por fora que te enxerguei.
    Posso lhe dizer, estou encantada com a pessoa maravilhosa que encontrei.
    Lindo, doce, meigo, inteligente, forte, convicto e muito especial!
    Parabéns pelo texto, viajei nele, me enxerguei em muitas partes e comungo contigo a visão que tem da vida e dessa terra linda chamada Portugal.
    Que a vida lhe presenteie muito querido, porque pessoas especiais são testadas sim e duramente as vezes, mas sempre recebem presentes maravilhosos e tenho a certeza de que com você não será diferente.
    Aqui estarei para assistir, aplaudindo em pé, o teu sucesso.
    Hoje ganhei mais uma linda pessoa para fazer parte da minha vida.
    Obrigada Junior Tidus!
  11. Tem momentos que me preocupo com você ...mas sei que vai crescer ....quando eu vim para S.J.Campos eu penei muito mas venci,, fui
    cuidadora de criança para aumentar no meu salario... enfim estarei aqui para torcer, e sei que um dia você vai voltar e muito bem ...grande beijo sobrinho corajoso e amado por todos
  12. Meu caro amigo
    Eu fico feliz quando encontro uma pessoas como você que gosta do meu país e em especial da minha cidade do Porto
    Você é um caso acabado de um brasileiro que sabe o que quer,
    como tal eu lhe envio os meus parabéns e espero que sempre se sinta bem em Portugal e nesta maravilhosa cidade do
    Porto
    Felicidades e um abraço

Deixe um comentário

Enviar

Deixe um comentário
Insire um nome
Por favor introduza um endereço de email
Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados