11    set 20120 Comentário

Se dois é bom, três é melhor

A Revista Veja, edição 2285 de 5 de setembro, página 139, publicou uma matéria sobre o crescente número de casais brasileiros, pertencentes a classes A e B, que estão optando pela concepção do terceiro filho.

Segundo a jornalista Simone Costa (Veja), "Optar pelo terceiro filho. hoje, é trafegar na contramão de uma tendência nacional — e justamente por isso, a volta das famílias grandes, mesmo que apenas entre uma parcela pequena e abastada da população, chama tanto a atenção dos demógrafos e estudiosos do comportamento".

A explicação para o fato esta nas palavras da antropóloga Carla Barros:

" Nos anos 80 e 90, que se seguiram a emancipação feminina, havia uma pressão para que a mulher estudasse e fosse bem-sucedida na profissão, principalmente nas classes mais altas. Ser só dona de casa desqualificava a mulher. As que queriam filhos optavam por ter um, no máximo dois, para não prejudicar o trabalho. Hoje, a mulher conquistou o direito de escolher o que fazer".

Segundo a reportagem, em dados do IBGE, na última década cresceu 26% o número de brasileiras escolarizadas, com renda acima de 8000 reais, que largaram o emprego para ser mãe de mais um.

Qual é o tamanho de sua família versus a renda familiar? Você se encaixa nesta pesquisa?

Responda a nossa pesquisa, se identifique na faixa que você se enquadra e responda, vamos ver como nossas famílias estão crescendo.

Será que a pesquisa entre os usuários de MyHeritage estará correta? Se você mulher, largou seu emprego para crescer a família, comente.

Matéria da VEJA

Comentários (0) Trackbacks (0)

Sem comentários


Deixe um comentário

Enviar

Deixe um comentário
Insire um nome
Por favor introduza um endereço de email

Sem trackbacks

Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados