25    jul 20122 Comentários

Com que idade se começa genealogia?

Debati recentemente este assunto com um grande nome da genealogia das famílias brasileiras e fiquei entusiasmado com as conclusões. Ainda vou postar em futuro próximo uma matéria desta minha conversa, Aguarde.

Mas veio muito a calhar uma recente reportagem de nosso blog em língua alemã, que nos trás a entrevista de David Krüger, um jovem alemão de 15 anos de idade que esta trabalhando a sua história familiar. Ele começou a sua investigação aos 13 anos em MyHeritage.

Vamos traduzir a reportagem pois a leitura é imperdível.

David Krüger

Com 15 anos, a maioria dos jovens tendem a olhar para o exterior, ao invés de se preocupar com as suas raízes.

Tudo começou em 2010 quando entrei meu sobrenome no Google apenas por diversão. Então eu comecei a dar uma olhada nos resultados e eu vi uma foto de uma árvore genealógica com muitos ramos, incluindo os nomes das pessoas. Sob o retrato havia um pequeno texto: "Meus antepassados, determinado por um genealogista." "Parece interessante", pensei, e cliquei. Eu descobri mais e mais informação fascinantes sobre "genealogia".

Falei com  minha mãe e pedi-lhe que informasse quem eram meus avós, e anotei o seu nascimento, e as datas de morte. Quando eu perguntei a ela sobre meus bisavós não havia mais lugar no meu papel, então, eu rapidamente corri de novo para o meu computador e procurei uma forma de representar estas informações online, para que eu tivesse uma visão mais clara e de uma maneira que conseguisse entender (eu tinha 13 anos naquela época).

No Google descobri MyHeritage, cliquei no link e fiquei impressionado com o quão bonito o site foi projetado. Eu apresentei as informações iniciais, tais como: nome dos pais, etc, e eu já estava registrado. Quando eu cliquei em "Home" e apareceu a minha árvore de família em MyHeritage, fiquei surpreso de como havia tantos recursos, então eu "clicava" todas as funções e eu li tudo que estava disponível.

Eu também estava impressionado com o design bonito da minha árvore de família (que era muito pequena no início). Eu testei muitas funções, tais como: editar minha árvore genealógica, adicionar novas pessoas, enviar imagens, etc.

Os tataravós de David

Recebi Smarts da Alemanha (parentes que já tinham criado uma árvore genealógica), e a partir dos EUA inclui pesquisadores que também se concentravam na família "Buntrock",  linhagem em suas árvores genealógicas e da África do Sul, e os ancestrais do marido da minha avó.

Casamento de um dos tios avós de David

Fiquei espantado ao ver como minha árvore genealógica cresceu em tão pouco tempo. Meus parentes me apoiaram para que eu pudesse pesquisar ainda mais rápido, e eles também se cadastraram em MyHeritage, e me ajudaram a completar a minha família com informações que eu não sabia.

Agora eu tenho 247 pessoas na minha árvore genealógica e eu continuo procurando em todas as direções.

A "mais antiga" informação eu tenho registrada na minha árvore, é o nascimento de um parente em 1785.

Os bisavós de David, com amigos, em sua casa em Revenow, Cammin (hoje Polônia)

Aprendi que se você não avançar em sua pesquisa genealógica, você deve procurar em um fórum ou associação, porque muitas vezes não é possível obter ajuda imediata (por exemplo, como no meu caso, foi com a caligrafia do antigo alemão). Eu mesmo sou membro de 2 associações e, em breve, vou participar de um projeto voluntário em uma delas.

Congratulo-me também por conhecer outros membros do clube, por ouvir suas histórias e pegar algumas dicas com eles.

Espero que um dia eu vou ter ainda mais pessoas em minha árvore genealógica e, graças ao belo design de MyHeritage, tudo será apresentado de forma clara.

Ficamos, todos nós da equipe, muito impressionados com estas palavras de David na entrevista concedida a nossa companheira Karen Hägele, e gostaríamos de agradecer, a David, por compartilhar conosco essa bela história sobre sua pesquisa em uma idade tão jovem! Seu exemplo é verdadeiramente inspirador.

Talvez sua história também lhe inspire e ajude a motivar as novas gerações em sua família? Você conhece algum jovem pesquisador, que também poderíamos entrevistar em nosso blog?

Comentários (2) Trackbacks (0)
  1. Eu tenho 26, mas com corpinho de 17. Serve? hahaha

    Realmente o garoto é uma inspiração. Queria que mais gente na minha família desse valor a essa pesquisa que estou fazendo.
  2. Eu começei minha árvore com 10 anos. E hoje, com 15, já tenho até meu decavô, que chegou ao Brasil em 1610.

Deixe um comentário

Enviar

Deixe um comentário
Insire um nome
Por favor introduza um endereço de email

Sem trackbacks

Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados