7    mai 20124 Comentários

O Estado de São Paulo lança acervo público

Estadão lança acervo na internet no dia 23

Da abolição da escravidão à promulgação da Constituição, do voo de Santos Dumont à chegada do homem à Lua, da Proclamação da República à redemocratização, do nascimento do futebol à conquista do pentacampeonato, do conflito de Canudos a duas guerras mundiais, não há assunto relevante que não tenha sido noticiado nas páginas do Estadão ao longo de seus 137 anos de história.

Mais de 2 milhões de páginas publicadas pelo jornal desde a sua fundação, em 4 de janeiro de 1875, estarão na íntegra à disposição para consultas na internet a partir do próximo dia 23. Com alguns cliques no computador, tablet ou celular será possível mergulhar na história do Brasil e do mundo.

Continue a ler no Blog de O Estado de São Paulo.

Comentários (4) Trackbacks (0)
  1. Grata, amigo Walter, por nos colocar a par desse Acervo do Estadão, disponibilizado a partir do dia 23/05. Já foi para o meu blog e, nele, relato um acontecimento em que meu pai localizou, em 1996, na seçaõ "Há cem anos", de O Estado de São Paulo, em memória de quem foi erigida uma "capelinha", numa antiga estrada rural, em Itu - SP. Meu pai (1923/2000) conhecia a "Capelinha do Carreiro" desde menino e apenas sabia o que as pessoas contavam: havia sido erigida em memória de um condutor de carro de bois (carreiro) que perdera a vida naquele local, em 1896, vítima de um atropelamento do próprio carro de bois. Essa postagem me permite sugerir a você que renove os pedidos de informações de jornais brasileiros que tenham seu acervo digitalizado. De minha parte, conheço três (agora quatro, com a inclusão do Acervo do Estadão): O Cruzeiro do Sul (jornal de Sorocaba/SP); a Folha de São Paulo; A Federação (jornal de 107 anos de Itu-SP). Não estou mencionando um importantíssimo jornal brasileiro que parou de ser impresso, mas tem o acervo digitalizado. Um grande abraço e o relato acima se encontra no meu blog.
  2. Acrescento ao meu comentário que meu pai só descobriu o ano do falecimento, o nome do carreiro e confirmou as circunstâncias da morte, relatadas na nota de O Estado de São Paulo (há cem anos em 1996), exatamente por causa dessa nota: fez busca no Cartório de Itu e confirmou todos os dados da notícia de O Estado de São Paulo de 09-06-1896. Insisto, portanto, na relevância de sua postagem, pois acervos de jornais impressos são inestimáveis para nossas pesquisas genealógicas. Não, o carreiro não era nosso parente, porém o interesse de meu pai pela "Capelinha do Carreiro" é um dos fatos familiares do qual temos orgulho de contar. Isso, a meu ver, nos remete a muitas postagens que você faz, a respeito da história da família.
  3. Obrigado Maria Lúcia. Realmente, estamos em busca de acervos sejam eles pequenos ou grandes que possam contribuir com a genealogia do nosso país. Nossa Equipe já esta formada, e já estamos em campo, buscando estes acervos e incorporando para nossos usuários. Alguns, como os citados por você, exigem muita paciencia e negociação. Vamos conseguir atingir nossas metas se tudo correr bem. Caso conheça algum acervo ou alguém que detêm acervos, saiba que nosso olho "vai crescer" sobre este assunto.
  4. Certamente que enviarei quaisquer informações que eu tenha.

Deixe um comentário

Enviar

Deixe um comentário
Insire um nome
Por favor introduza um endereço de email

Sem trackbacks

Sobre nós  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados