3    mai 20126 Comentários

Membros, sejam bem vindos.

Tenho dito a muita gente que os genealogistas estão mudados.

A figura do genealogista com lupas e empoeirado, cheio de livros e bloquinhos é coisa do passado.

O genealogista moderno se apresenta hoje um expert em computação, com equipamentos modernos e o principal requisito, conceitos de gerencia de grupos.

MyHeritage é um site que oferece ao genealogista um monte de novidades a cada mês, muitas ferramentas fantásticas e a cada dia estes genealogistas estão tendo cada vez menos trabalho para gerenciarem grandes árvores que, a alguns anos atrás, seria uma tarefa impossível.

A minha primeira árvore genealógica, era feita em papel cartão, com os perfis colados com adesivo e ocupando um imenso espaço na parede, rascunhos de lápis e post it amarelos espalhados pela beirada, anotando datas e nomes. Era um verdadeiro desafio.

Com o advento da internet e com a brilhante ideia dos genealogistas de MyHeritage em criarem o site, as coisas mudaram. Nunca foi tão fácil se montar uma árvore genealógica. Só falta falar.

Tudo organizado minuciosamente, eventos anotados imediatamente, as datas e as fotos para orientação e principalmente o orgulho de poder mostrar para todos os parentes sem ter que levar um caminhão de papel embaixo do braço. Basta um laptop, ou um iPad, ou um iPhone ou Androide.

Uma revolução na forma de se escrever a história familiar.

Além das mudanças na montagem, outra grande mudança foi apresentada por MyHeritage nos últimos dias e se refere ao modo de se fazer pesquisas e descobrir dados. O Censo Americano de 1940 foi apenas o começo do que vem por ai.

Lembro-me muitas vezes de enfrentar livros de registros paroquiais em busca de nomes. Hoje, sem sair da minha cadeira, eu digito um nome e MyHeritage encontra. Muitas mudanças em poucos anos. Muitas novidades que estão encantando os mais de 60 milhões de nossos usuários.

Uma destas mudanças esta refletida no fato de hoje, o genealogista profissional ou amador, ter mudado os seus conceitos, e saber que, tem que ter jogo de cintura para conseguir colaboração. Antes, a profissão do genealogista era solitária, um trabalho que exigia muito de apenas uma pessoa.

Em MyHeritage, a possibilidade de você buscar ajuda é fantástica, basta um e-mail e pronto, um ramo inteiro de sua árvore pode ser solucionado. Um novo Membro do site é adicionado aos seus colaboradores.

Quando eu disse que é necessário Conceito de Gerencia, eu me referia a isto. Hoje o genealogista é mais um gerente de pessoas do que genealogista ou historiador. O segredo do sucesso no novo modelo de árvores genealógicas é você saber explorar toda a ajuda possível de outros parentes.

A interação familiar foi mostrada no seu mais alto modelo. As árvores crescem quando o gerente sabe gerenciar seus colaboradores. A minha cresceu assim e a de muitos outros também.

Foi convidando parentes para a minha árvore que ela pulou de 250 para 2500 perfis em 2 anos, sendo que eu levei mais de 10 anos para chegar nos 250 perfis.

Muitos reclamam de seus parentes que adentram a árvore, mas reconhecem que não vivem mais sem eles. Alguns são muito colaborativos, outros nem tanto, mas tudo depende de quem motiva, de quem incentiva e de quem irá colher os frutos do trabalho de equipe. Quem colherá os frutos será o Webmaster do site familiar, no caso, você.

É difícil, e se tornou a parte mais complicada de todo o processo. Pessoas são diferentes e qualquer administrador sabe disso.

Muitos de nós Gerentes de Sites de Família já enfrentamos dificuldades em nos fazer entender, manter o site dentro dos padrões que escolhemos para montá-lo ou superar as dificuldades das buscas genealógicas. É necessário muito talento para gerenciar uma árvore.

Vou compartilhar minha experiência.

Eu tinha uma Parede de Tijolos em minha árvore. O ramo Canella, do lado materno, esta todo centralizado em uma pequena cidade de São Paulo, Bananal.

Eu tinha o nome do primeiro imigrante, Jacinto. Mas todos os Canellas de Bananal que eu conseguia contato, não fechavam a minha genealogia pois eu não conseguia, na maioria dos casos, um consenso sobre o nome do imigrante inicial. Foram anos tentando.

Recentemente adicionei uma prima a minha árvore e nunca imaginei que ela iria desvendar todo o mistério. Ela não é profissional, mas muito curiosa, começou a pesquisar sobre o seu sobrenome.

Eu procurava o navio de desembarque de meu antepassado em São Paulo, e também em Buenos Aires na Argentina, e esta era a informação oral que eu tinha e tudo direcionava para estes portos. Ela foi mais longe, procurou e achou.

Encontrou os documentos de desembarque de meu bisavô.

O nome não era Jacinto, era Giacintho.

O porto não era São Paulo, era o Rio de Janeiro e o mais fantástico, meu bisavô não veio sozinho, trouxe um irmão, uma cunhada e um monte de sobrinhos e todos aqueles Canellas agora estão na minha árvore, documentados e exatamente na linhagem genealógica. Encontrei o antepassado que faltava.

Minha prima desvendou um mistério que dificilmente eu iria descobrir.

Repensei os inúmeros e-mails que tenho enviado para meus parentes e Membros de meu site nestes anos, motivando, insistindo e encorajando a todos eles a procurarem por documentos e cheguei a conclusão que isso ajudou. Eu procedi exatamente como um gerente age com sua equipe de trabalho ou colaboradores.

Alguns erraram, eu corrigi, alguns desistiram eu busquei de volta, alguns brigaram, eu apaziguei. O importante é que agora eu não os considero mais Membros do Site, eu agora os chamo de Equipe. E sejam todos bem vindos.

A necessidade da postagem de hoje é mostrar para você usuário de MyHeritage o valor por trás de cada um dos Membros de seu site, e a sua nova função dentro da genealogia de sua família.

Seja um bom gerente, aceite cada membro do seu site como um desafio a ser vencido. Afinal, agora os tempos são outros e o tempo do bloquinho, do lápis e do post it já passou.

ANOTE : Os tempos são outros, adapte-se.

Comentários (6) Trackbacks (0)
  1. ameii seu blog. mt bom..
    Veja o meu.

    Oi, tudo bom? Meu blog http://mulherdosdezeseisblog,blogspot.com.br/ Curte ai http://www.facebook.com/MulherDoDezesseis eu to vendendo as coisas ai. obg
  2. Boa Tarde Walter, pois é Walter vejo q/ não é só eu que tenho dificuldade em coletar as informações tão nescessárias p/ completar a árvore de minha família, parei numa parede de tijolos os jovens estão sempre sem tempo, tenho que reconhecer este lado, eu mesmo só me dediquei na pesquisa quando me aposentei aos 67 anos, mas sempre anotando nos bloquinhos como voce falou, eu só pude comprar um computador faz uns 4 anosOs sobrenomes q/ estou aprocura é Berehulka e Agner que foi meu sobrenome de Solteira, cheguei até os primeiros imigrantes que vieram p/ o Brasil, porque não conseguimos descobrir seus pais? Devem ter ficado na Europa certamente,um forte abraço
  3. Pois é meu amigo, montar uma árvore genealógica é trabalho de formiguinha e de muita persistência. Quantas e quantas vezes enveredamos em caminhos que não levam a nada e outras vezes quando menos se espera a solução de apresenta. No meu caso sempre soube que meu avô havia abandonado uma família no Rio Grande do Sul (esposa e dois filhos pequenos), Brasil. Migrou para colonia Hammonia (hoje Ibirama-SC) e se amasiou com minha avô que era viúva. Por muitas vezes tentei encontrar descendentes desta primeira família, sem sucesso, foram anos tentando. Semana passada sem mais ou menos no meu Orkut apareceu alguém perguntando sobre este meu avô, e após trocarmos documentos e dados, chegamos a conclusão que éramos primos. A informática é imprescindível na busca de informações, como mo meu caso achei o elo perdido de nossa família. Abraços
  4. Parabéns Humberto Wagner, Bem vindo ao clube.
  5. Olá Terezinha, obrigado pelo seu comentário. Em breve novas e impressionantes ferramentas farão parte de nosso cotidiano em MyHeritage. Fazer genealogia será "mamão com açúcar". Aguarde.
  6. Com muita pena minha tenho a minha árvore bloqueada, paguei por 4 anos, consegui mais de 2.000 pessoas. a mais antiga por volta do ano de 1550. Mas por falta de verba e de participaçao da familia a quem dei acesso, apesar do trabalho de pesquisa ter sido feito por mim, de momento não tenho possibilidade de fazer qualquer pagamento fiquei sem o trabalho, até me doi a alma, paciencia, pode ser que volte a ter possibilidade economica para recuperar.

Deixe um comentário

Enviar

Deixe um comentário
Insire um nome
Por favor introduza um endereço de email

Sem trackbacks

Sobre nós  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados