28    fev 20123 Comentários

O Senhor dos Anéis – A árvore genealógica da Terra média

Foto : wikipédia commons

Tradicionalmente, a maioria das pessoas faz investigação de sua própria família, ou de alguma família que exista conexão , mas o estudante universitário Emil Johansson fez diferente.

Johansson escolheu uma árvore genealógica muito peculiar. Recentemente, ele recebeu atenção internacional quando publicou sua gigantesca árvore focada exclusivamente na maioria dos personagens de "O Senhor dos Anéis".

Em suas próprias palavras, Johansson é "bastante entusiasmado com Tolkien o Senhor dos Anéis", e isso o levou a criar um projeto onde ele tentou estudar todos os personagens da Terra Média e as suas criaturas em uma árvore genealógica gigante.

Árvore Genealógica de "O Senhor dos Anéis" de Emil Johansson

Dezoito meses atrás, ele começou a estudar engenharia química na Chalmers University of Technology, (Gotemburgo, SUÉCIA) mas não foi uma escolha fácil:

Eu tenho uma paixão pela fotografia e fui confrontado com a escolha entre se engajar em tempo integral ou estudar e ler a matéria escolar [em que] eu sempre fui mais interessado. Junto com minha namorada, eu me mudei para Gotemburgo e encontrei-me rapidamente envolvido na vida de estudante.

No outono de 2011, ele e alguns amigos organizaram algumas atividades para estudantes de química recém-admitidos. O programa de longos meses tomou muito de seu tempo, então quando acabou, Johansson descobriu que tinha um monte de tempo livre para trabalhar em outros projetos.

Muitos provavelmente me descrevem como uma pessoa criativa que gosta de trabalhar em projetos e, em novembro do ano passado, comecei meu novo projeto para concluir algo que comecei há seis anos.

Ele leu Senhor dos Anéis pela primeira vez quando ainda estava na terceira ou quarta série, pouco antes dos filmes serem feitos, e ele foi imediatamente contaminado:

Emil Johansson autor da Árvore Genealógica da Terra Média

Para alguém com uma imaginação vívida, [ele] era maravilhoso saber histórias sobre os personagens dos livros. Logo descobri Silmarillion e todos os trabalhos publicados após a morte de Tolkien. Estes são mundos tão bem descritos que poderiam ser bastante real. Sendo honesto, eu não me lembro de como foi que eu comecei a árvore genealógica. Eu trabalhei mais do que eu quero reconhecer e completei minha primeira versão em uma folha grande de papel. Ele continha mais de 600 caracteres.

O projeto foi, originalmente, para si mesmo e nunca foi feito para ser publicado:

A ideia de que seria divertido mostrar a árvore genealógica me impressionou, é claro, mas eu não sabia como fazer, até novembro do ano passado. Talvez tenha sido o espírito de resolução de problemas de Chalmers, que me fez perceber que era realmente possível fazer uma versão web.

Em 14 de janeiro, ele decidiu comprar um nome do domínio - lotrproject.com - e publicou a árvore lá. Até então, ele havia incluído 646 caracteres. Para compartilhar atualizações sobre o projeto, ele criou uma conta no Twitter. Nunca pensou que a página iria receber muita atenção, mas depois deslanchou. Em 21 de janeiro, ele enviou a notícia da árvore genealógica para blogs e sites de notícias importantes.

Aqui ficou uma grande quantidade de trabalho. Desde a publicação, recebi uma corrente de feedback com correções e sugestões para futuros recursos. Meu palpite é que existem ainda cerca de 100 caracteres restantes para inluir. A publicação da árvore foi provavelmente um das minhas mais inteligentes jogadas. Eu recebi um feedback valioso o que também me motivou a continuar o projeto. Agora espero concluí-la dentro de um mês, mas eu disse isso a cerca de um mês atrás! Muito trabalho tem sido gasto na programação para reduzir o tempo de carga e adicionar novas funcionalidades.

Nas atuais 700 caracteres no banco de dados, ele oferece uma visão fascinante do mundo de Tolkien e mostra muitos detalhes interessantes. Por exemplo: Nenhuma das mulheres anãs são mencionados, mas os anões, em termos de raças mencionadas nos livros - são os menos conhecidos, isso não é surpreendente, diz Johansson.

A distribuição por sexo é de cerca de 18% mulheres, 82% homens, com o maior percentual de mulheres entre os Elfos. Muitos responderam ao fato de que Sam e Rose Cotton tiveram 12 filhos, cada um com o nome de pessoas importantes ao longo de toda a Terra Média.

Muitos dos livros sobre a Terra Média foram publicados após a morte de Tolkien e consolidada por seu filho Christopher. De boa fé, ele tentou interpretar e decifrar muitas notas de seu pai. Muitos registros são contraditórios e mostram como o mundo evoluiu desde os livros terem sido escritos. Isto torna mais difícil compilar uma árvore de família que é verdadeira, e meu plano agora é desenvolver algum tipo de referência.

De acordo com Johansson, "Alguns personagens são pouco conhecidos, como Tom Bombadil. Quem ele é? De onde ele vem? E por que o anel não o afeta continua sendo um mistério. "

Tolkien deixou muitas pontas soltas ao longo de seus livros Talvez seja isso que o torna tão fascinante para muitos fãs. Basta usar a imaginação.

MyHeritage agradece Johansson por nos contar sua fascinante história. Desejamos-lhe sorte em terminar a árvore genealógica.

Você é um fã Terra Média? Verifique o website e compartilhe seus comentários conosco , ou no Facebook ou no Twitter. Estamos ansiosos para ouvir de você.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
NOTA: Assim como Johansson, muitos de nossos usuários desenvolvem projetos de personalidades de seu país e personagem de livros. A Equipe de Marketing tem interesse nestas árvores. Entre em contato conosco.

Comentários (3) Trackbacks (0)
  1. A paixão de Tolkien pela genealogia de seus personagens (existem muitas árvores em seus livros, tanto de hobbits, humanos, elfos e anões) foi um dos motivos que mais me incentivaram a dar início à minha própria genealogia.

    Sou um fã e estudioso da obra do Professor John Ronald Reuel Tolkien há exatos 10 anos e fiquei maravilhado ao ver uma notícia relacionada a ele ser postada aqui. Já conhecia a árvore desenvolvida por Emil Johansson, pois li notícias em sites especializados em Tolkien, mas jamais imaginei que algo seria publicado no blog do MyHeritage.

    Parabéns ao blogueiro pelo feito! Abraços!
  2. Olá Snaga, Achei muito legal você ter gostado, quando vimos a reportagem mundial, solicitamos que Sara Silander, nossa Manager que estava mais próxima dele encaminhar uma entrevista pessoal. Segundo ela, ele (Emil) adorou falar para MyHeritage.com.
  3. Amei!!!

Deixe um comentário

Enviar

Deixe um comentário
Insire um nome
Por favor introduza um endereço de email

Sem trackbacks

Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados