14    jan 20120 Comentário

Festa da Fogaceiras

Em minha vida, principalmente em minha infância, vivi diversas vezes algumas festas tradicionais que o tempo, a modernidade e na maioria da vezes o descaso fizeram desaparecer. Festas que agitavam as cidades e as populações.

Tradição de anos que se perdeu no tempo. Quantas boas festas deixaram de existir em nosso tempo?

Muitas delas ainda existem em pequenas cidades e em muitos vilarejos, e nas grandes cidades o comércio descaracterizou muitas, sobrando apenas um apanhado de shows e de limites que nem de longe lembram mais as festas originais, ficou na maioria dos casos apenas o nome.

Imagine uma tradição que venha desde o século XV. 500 anos de festa, onde só meninas participam.

A tradicional Festa das Fogaceiras é um caso de amor pela tradição. Acontece em Portugal na cidade de Santa Maria da Feira, um dos pontos medievais de Portugal com grande tradição em festas grandiosas. A festa começa no próximo dia 20, mas, os fornos já foram acessos.

A festa tem um fundo religioso bastante forte e representa uma promessa feita por um povo a Deus para sobreviverem a uma terrível peste ocorrida naquelas épocas. Nascida desta promessa e da devoção a São Sebastião e a Nossa Senhora, teve em todo estes séculos de tradição apenas um esquecimento gradativo desta promessa o que trouxe a peste de novo a região. Arrependidos e agora fiéis a promessa, os portugueses, mantém até hoje uma bela festa que é cheia de uma simbologia fantástica.

A promessa requeria que as raparigas honestas e pobres da cidade, iriam em procissão, com uma iguaria na cabeça, a FOGAÇA, distribuírem esta iguaria entre os pobres. As raparigas partiam da Casa dos Condes e iam até o Convento dos Lírios. Até hoje o mesmo trajeto é percorrido

Entre 1749 e 1753 a promessa deixou de ser cumprida e a peste retornou ao local e o povo retornou a comemoração e a promessa na Festa em Louvor ao Mártir São Sebastião, convém lembrar que São Sebastião é o padroeiro do Rio de Janeiro no Brasil.

A procissão, feita por meninas que carregam as fogaças sobre a cabeça e três delas carregam a miniatura do Castelo de Santa Maria da Feira é finalizada com uma grandiosa Missa.

A iguaria a ser distribuída aos pobres é uma  receita que muitos panificadores nesta época se juntam para assar nos fornos do Castelo Medieval.

Veja o vídeo do inicio da festa com o acendimento do forno e como é feito este pão. Diversas famílias mantém a tradição de terem em suas mesas a fogaça e transformam esta festa em um belíssimo espetáculo da Tradição de um Povo.

Se você esta perto da região de Santa Maria da Feira, e puder visitar a festa, vá. Se você já a conhece, compartilhe a sua experiência. Segundo Maria Magdalena dos Santos, uma fiel divulgadora da festa, a procissão é mágica e trás diversas emoções aos devotos da promessa feita no século XV pelos antigos aldeões.

Festas populares  e tradicionais tendem a desparecer com o tempo pela falta de história que se transmite de pais para os filhos. Conheça as tradições de sua região e de sua cidade, transmita a seus filhos e aos seus netos.

Comentários (0) Trackbacks (0)

Sem comentários


Deixe um comentário

Enviar

Deixe um comentário
Insire um nome
Por favor introduza um endereço de email

Sem trackbacks

Sobre nós  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados