6    dez 20110 Comentário

Um golpe de sorte?

Deu no GLOBO G1. (01/12/2011)

AMERICANO RECUPERA ANEL 40 ANOS DEPOIS DE PERDÊ-LO NO MAR DO HAVAÍ.

John Schmitt perdeu a joia em 1971 em aula de surfe.
'É um milagre esse anel ter sido encontrado', disse ele.

O ex-jogador de futebol americano John Schmitt conseguiu recuperar 40 anos depois um anel comemorativo pela conquista do Super Bowl de 1969 que havia perdido no mar durante aulas de surfe na praia de Waikiki, no Havaí (EUA), segundo a emissora "KLTV".

A joia acabou encontrada anos depois por John Ernstberg, que trabalhava como salva-vidas na praia de Waikiki. O anel permaneceu em seu poder até sua morte, em 1991, passando depois para sua mulher, Mary, que morreu em 1995.

Passados alguns anos, o anel foi dado a Cindy Saffery, neta do casal. Ela e seu marido, Samuel, decidiram levá-lo a um especialista para saber se ele era autêntico.

O joalheiro não só confirmou a autenticidade do anel e o valor como descobriu a quem ele pertencia. O casal então decidiu devolver a joia a seu verdadeiro dono.

Quando recebeu a notícia, Schmitt quase não acreditou. "É um verdadeiro milagre esse anel ter sido encontrado", afirmou ele.

NOSSO COMENTÁRIO : Quem de nós genealogistas não gostaria de ter esta sorte deste sortudo? Encontrar sem procurar algo perdido no passado.

É até brincar com o nosso sentimento apaixonado de historiadores da família. Temos tantas coisas perdidas que o tempo levou e que dificilmente vai nos devolver que se fossemos enumerar ficaríamos horas a relacionar.

Os piores casos de perdas de algo precioso que conhecemos é quando em nossas pesquisas alguém nos dá um balde de água fria com a notícia cruel de que a possibilidade de encontrar um documento ou uma foto é minima e quase impossível. Queimadas ou perdidas na enchente. Um golpe quase fatal.

Para quem esta fazendo a sua árvore genealógica e precisa comprovar um fato a falta de documento é quase que um drama pessoal.

E se perder é um drama, achar é algo espetacular. Quem tem história de "achar" para contar? Manda para o meu email e eu espero que algum de nossos leitores tenha achado algo com mais de 41 anos de perdido.

Notinha: Você já conheceu nossa nova aquisição? FamilyLink.

Comentários (0) Trackbacks (0)

Sem comentários


Deixe um comentário

Enviar

Deixe um comentário
Insire um nome
Por favor introduza um endereço de email

Sem trackbacks

Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados