29    ago 20111 Comentário

Gemêos de pais diferentes

Uma reportagem impressionante foi publicada no Jornal Mirror. Uma história que traduzimos para você.

Um caso raríssimo onde as chances são muito pequenas de acontecer.

As chances desta história se repetir são tão pequenas que seria como ganhar na loteria repetidas vezes com os mesmos números. Tente calcular 1 nascimento em 1 bilhão de nascimentos. Quase impossível.

Por Karen Rockett, Sunday Mirror 28/08/2011

Os gêmeos Marcus e Lucas vieram ao mundo com uma diferença de 48 minutos apenas, mas eles tem dois pais diferentes

Charlotte Hilbrandt ficou grávida do ex-marido Michael e do seu novo namorado Tommy quando ela dormiu com os dois homens no período de 48 horas.

Isso significa que os meninos, que completaram seis anos na semana passada, são um dos três únicos conjuntos de gêmeos conhecidos no mundo que são genéticamente meio-irmãos, com as chances de um bilhão para um.

"Você tem mais chance de ganhar na loteria do que algo como isso acontecer", disse a mãe Charlotte.

Marcus, mum Charlotte and Lucas

Ela é a primeira a admitir que seus meninos são como giz e queijo. Marcus atrevido, o filho de Michael, é baixo e forte, de cabelos vermelhos com feixes de energia. Seu gêmeo Lucas, filho de Tommy, é mais alto, loiro e tem uma maneira mais suave, mais calmo.

Ainda mais surpreendente, ambos os pais são uma parte muito importante de suas vidas e Charlotte diz que eles são uma grande e feliz família.

A história da concepção bizarra dos gêmeos começou depois que Charlotte, que já tinha dois filhos de Michael Nielsen, divorciou-se dele em agosto de 2004.

"Depois que nos separamos eu comecei a sair um pouco mais", disse Charlotte. "Uma noite no bar um belo homem loiro chamado Tommy Kallehauge apareceu. Nós nos demos bem e começamos a nos ver. "

Mas Michael sempre teve a esperança de voltar com Charlotte e no calor do momento acabaram juntos no Dia de Ano Novo

Preocupada que ela pudesse prejudicar seu relacionamento com o jovem Tommy, Charlotte manteve o silêncio sobre o que tinha acontecido. "O incidente com Michael tinha sido um bota fora e eu estava determinada que ficar desse jeito", disse ela.

Mas Charlotte , alguns meses depois, sentindo-se doente e inchada, foi ao médico.

"Ele confirmou o que eu estava temendo ... que eu estava grávida ", disse ela. "Mas isso não era tudo. Eu estava esperando gêmeos. "

Com suas emoções a flor da pele Charlotte decidiu que a honestidade era a melhor política, e enfrentou a tarefa angustiante de contar aos dois homens que poderiam serem o pai dos gêmeos.

"Foi um período muito caótico", disse ela.

"Michael estava esperando mais dois filhos e isso nos traria de novo juntos, enquanto Tommy sempre quis uma família e estava desesperado para que os gêmeos fossem seus."

Michael estava com ela quando os garotos chegaram em 23 de agosto de 2005. Lucas nasceu primeiro às 1:35 seguido  48 minutos depois por Marcus às 02:23.

"Nós já tinhamos dois filhos juntos, e Michael ficou muito envolvido na minha vida enquanto eu estava grávida", disse Charlotte. "Me parecia justo que ele devesse ser o único na sala comigo."

Mas em algumas semanas do nascimento dos gêmeos, Charlotte logo percebeu que os meninos eram dificilmente duas ervilhas em uma vagem.

"Marcus era ruivo com um nariz pequeno e parecia com meus dois meninos mais velhos, Phillip e Victor.

"Lucas era loiro com suaves traços faciais e uma cabeça longa, assim como Tommy.

"Mas ter gêmeos é tão avassalador que eu quase não tinha tempo nem energia para lidar com o fato de que eles provavelmente tinham pais diferentes e que isso poderia significar para Tommy, Michael e eu.

"No entanto, era bastante óbvio, e minha mãe foi a primeira pessoa a dizer o que todos estávamos pensando. Os meninos estavam apenas com um par de semanas de idade, quando ela disse: 'Eles não são parecidos. " E foi isso. "

Apesar do que tinha acontecido Tommy, 33 anos, e Charlotte se juntaram novamente e seis meses após o nascimento dos gêmeos, eles decidiram morar juntos. Um pouco mais tarde, Tommy trombou com Michael em um bar em sua cidade natal de Aalbaek na Dinamarca.

Os gêmeos tinham um ano de idade e, Charlotte, Tommy e Michael estavam prontos para fazer um teste de DNA para descobrir com certeza que os meninos tinham pais diferentes. Poucas semanas depois, a resposta chegou pelo correio. O teste mostrou que os gêmeos, de fato, tinham pais diferentes, afirmando: "Os resultados não significam que os filhos Lucas Hilbrandt Nielsen e Marcus Hilbrandt Nielsen têm o mesmo pai biológico. A probabilidade desse impedimento é superior a 99,99 por cento. "

Charlotte disse: "Mesmo que fosse o que tínhamos sob as suspeitas, ainda era de se estranhar para ter a resposta. Nós não exatamente pulamos de alegria, e nem fomos infelizes.

"Acima de tudo foi um alívio poder acertar as coisas para que pudéssemos começar a fazer todos os nossos acordos para os meninos."

Nunca esteve em questão que ambos os pais queriam estar com seus filhos. E isso levou Tommy, Charlotte e Michael terem os meninos batizados. A igreja ficou completamente em silêncio quando o vigário chamou Marcus "Nielsen" depois seu pai Michael, e Lucas "Kallehauge" depois seu pai Tommy.

Charlotte disse: "Os amigos e familiares foram muito solidários com a situação e não houve sobrancelhas levantadas na comunidade, provavelmente, porque temos sido muito abertos sobre a situação o tempo todo.

"Um monte de gente diz que estamos mentindo... que você não pode ter gêmeos de pais diferentes ", disse Charlotte.

"É por isso que nós queremos contar a nossa história. É porque algo como isso só aconteceu algumas vezes na história. "

Por  Karen Rockett

Para ler a história, vá na página do Jornal Mirror

Comentários (1) Trackbacks (0)
  1. tambem sou mãe de gemeos de pais diferentes e sou infinitamente feliz

Deixe um comentário

Enviar

Deixe um comentário
Insire um nome
Por favor introduza um endereço de email

Sem trackbacks

Sobre nós  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados