20    jul 20117 Comentários

Gregor Mendel – O pai da genética

Hoje 20 de julho é um dia muito importante para a genética. Hoje é o aniversário de Gregor Mendel o pai da genética.

Eu me lembro que na minha formação básica, era das matérias com a qual eu menos me identificava. Afinal, pensava eu, qual é o significado de ervilhas verdes e amarelas e qual será a implicação disto na minha vida? Pensei igual a muitos outros que deixaram esquecido o trabalho deste monge agostiniano que nasceu em 20 de julho de 1822 em Brno na Áustria e definiu as leis básicas da genética. Mas assim como eu, despreparados, os cientistas na época, não perceberam a importância das pesquisas de Mendel. Hoje em dia não se fala em outra coisa, é genética para cá, genética para lá, pois a ciência investigativa, assim como a genealogia, procura as explicações da formação de doenças, da má formação de pessoas e até mesmo distúrbios emocionais na Genética.

Gregor Johann Mendel (1822 - 1884)

Mendel não viveu para ver o seu trabalho reconhecido, em 1865 publicou, apresentou seu trabalho para a sociedade científica e somente anos depois, depois de ter falecido (6 de janeiro de 1884), teve seu trabalho reconhecido e divulgado por outros cientistas. A importância deste estudo que se chamou As Leis da Hereditariedade e posteriormente em sua homenagem passou a se chamar AS LEIS DE MENDEL.

Temos visto em muitas discussões sobre este assunto que, esta cada vez mais ligado ao nosso trabalho como genealogistas, pois o uso mais frequente da genética atual é como método comprobatório em árvores genealógicas, certificações de paternidades e de descendências. Mendel classificou uma ordem na formação dos seres vivos, esta ordem uma vez obedecida, permite que se determine a procedência de um individuo baseado em uma das maiores empreitadas do Ser Humano atual, o mapeamento genético do Homem ou o Projeto Genoma.

Nosso site acompanha as modernidades desta ciência e nossos técnicos já preparam o Family Tree Builder para receber os resultados de Testes de DNA. No futuro, poderemos comprovar a veracidade dos parentescos com o cruzamento de resultados de DNA e a busca de parentes será em muito simplificada pelo mais seguro método comprobatório hoje disponível, a Genética.

Gregor Mendel (nascido Gregor Johann Mendel) era Monge, Botânico, Meteorologista e o primeiro Geneticista conhecido.

Comentários (7) Trackbacks (0)
  1. muito interessante!
  2. Walter: muito bem lembrado; identifiquei-me completamente ao ler o que escreveu: lembrou-me o professor de Biologia - Jairo Rímoli, Itu-SP, infelizmente já falecido - cujas aulas de Genética me encantavam (eu solucionava os "problemas" com uma facilidade incrível, incentivada pelas aulas estimulantes do professor Jairo). Na segunda-feira, desta semana, dia 18/07, em "Criptogramas", da Coleção Coquetel, cruzei com: A ciência de Mendel. Chocada, perguntei-me: que nazista tem nome de ciência? "Cafundi" feio o sobrenome do Pai da Genética com nazista, oh, dor! A resposta é: Botânica. Gloriosa essa lembrança do blog a respeito de Mendel, com data de 20/07. Parabéns! E, como sempre, a sua crônica está perfeita.
  3. Olá Maria Lúcia: Como poderíamos esquecer desta data. Fico muito satisfeito que tenha gostado e me lembre sempre de outras datas que sejam festivas para a genealogia, posso as vezes esquecê-las. Seu comentário sobre a infeliz coincidência foi sensacional, eu também ao procurar material sobre o Mendel acabei por me deparar com o outro mendel.
  4. muito bom, interessante de mas, muito legal msm!!! : )
  5. Boa noite !
    gostaria de saber qual foi o motivo que levou mendel a ir para o mosteiro ?
  6. Olá Carliana,
    É sabido que a Igreja durante muitos anos, foi a geradora do conhecimento, o fato dela ter tantas "cabeças importantes" para mundo, segundo alguns historiadores, é que na formação dos padres e monges é necessário que os mesmos façam muitos estudos e tenham acesso aos livros e bibliotecas o que levava muitos pensadores e estudiosos a procurar esta fonte de conhecimento como alternativa para poderem evoluir o seu intelecto. No caso de Mendel, aos 21 anos, entrou num mosteiro da Ordem de Santo Agostinho (1843) - (atual mosteiro de Brno, hoje na República Checa) pois os pais não tinham dinheiro para suportar o custo dos estudos. A vida de monastério e o conhecimento revelado pela Igreja ajudou Mendel a desenvolver a sua capacidade intelectual.
  7. meu cientista favorito

Deixe um comentário

Enviar

Deixe um comentário
Insire um nome
Por favor introduza um endereço de email

Sem trackbacks

Sobre nós  |  Entre em contato conosco  |  Privacidade  |  Diga a um amigo  |  Suporte  |  Mapa do site
Copyright © 2014 MyHeritage Ltd., Todos os direitos reservados